Você está aqui

Também na Radioagência Nacional

Subscrever feed Também na Radioagência Nacional
Atualizado: 18 minutos 28 segundos atrás

Temer assina hoje termo para internacionalizar aeroporto de Ribeirão Preto

qui, 24/08/2017 - 10:14

O presidente, Michel Temer, assina nesta quinta-feira (28) o termo de compromisso para a liberação de recursos para o Aeroporto de Ribeirão Preto, em São Paulo.

A previsão é que o terminal seja reformado e ampliado com as novas verbas.

As obras para a internacionalização do aeroporto envolvem as três esferas de governo – federal, estadual e municipal – e serão divididas em etapas.

Confira os detalhes na matéria de Danyele Soares.

*A participação da repórter foi ao vivo.

PF desencadeia 7ª fase da Operação Pecúlio em Foz do Iguaçu

qui, 24/08/2017 - 09:55

A Polícia Federal desencadeou nesta quinta-feira a sétima fase da Operação Pecúlio, em Foz do Iguaçu (PR).

Já foram executados mandados de condução coercitiva e de busca e apreensão.

Confira os detalhes na matéria de Cida Costa.

* A participação da repórter foi ao vivo.

Na Trilha da História: Historiador conta como JK personificou um momento raro de democracia no país

qui, 24/08/2017 - 09:46

Olá! Eu sou a Isabela Azevedo e está começando mais um Na Trilha da História! Nesta semana, nosso programa é dedicado ao presidente Juscelino Kubitschek, e o entrevistado é o historiador Antônio Barbosa, professor do departamento de História da Universidade de Brasília.

 

Nosso personagem nasceu em 1902, na cidade mineira de Diamantina. Dono de um sorriso largo e de um talento especial para negociação, JK tinha destino certo: a política. Foi deputado federal, governador de Minas Gerais e chegou à presidência da República em 1956.

 

Sonora: "Mas ele vai ser eleito num contexto muito interessante da história do Brasil. Em 1945, terminou a ditadura de Vargas. Então, pela primeira vez, a sociedade vai tentar praticar algo chamado democracia. É claro que com todas as limitações da época, mas num regime de liberdade. Foi nesse contexto que JK foi eleito pelo PSD."

 

A palavra de ordem de Juscelino era progresso! Enquanto estivesse no comando do país, o Brasil avançaria 50 anos em apenas 5! Para cumprir a promessa, o presidente criou um plano de metas que previa a abertura de estradas, investimento na indústria nacional e a criação de Brasília, a nova capital da República.

 

Sonora: "Ele estabeleceu algumas metas essenciais para serem cumpridas no seu quinquênio, envolvendo a geração de energia, indústria, transportes etc. A última meta seria a transferência da capital. É algo que já estava escrito na primeira Constituição Republicana de 1891, mas ninguém cumpria."

 

Poucos anos depois do fim do governo dele, os militares tomaram o poder. JK adotou a estratégia de apoiar a eleição indireta do marechal Humberto Castello Branco, certo de que conseguiria disputar a eleição seguinte e voltar ao comando do país. Mas deu tudo errado.

 

Sonora: "Pois Juscelino, numa famosa reunião num apartamento na zona sul do Rio de Janeiro, assegurou as lideranças do PSD que seria bom para o país votar no marechal Castello Branco. Até porque Juscelino disse que o marechal garantiu que governaria apenas até completar o mandato do presidente João Goulart. Mas deu tudo errado! Logo em 1965, as eleições presidenciais foram transformadas em indiretas e, logo em seguida, houve a prorrogação do mandado do marechal para 1967. Nesse momento, o mandato de JK há havia sido cassado e ele tinha partido para o exílio. Ele era senador por Goiás."

 

Doze anos depois do início da ditadura, Juscelino Kubitschek morreu em um acidente de carro na Via Dutra, rodovia que liga São Paulo ao Rio de Janeiro. O Brasil inteiro chorou na despedida do presidente JK.

 

Sonora: "Eu me lembro como se fosse hoje: perto da Catedral, o caixão foi tomado do Corpo de Bombeiros pelos populares. Não era apenas de o corpo do Juscelino que estava sendo sepultado, mas era um grito contra a ditadura, pela volta de um Estado Democrático de Direito. A morte dele foi simbólica. Terminava um momento da História do Brasil personificado por ele, e a sociedade brasileira começava a acordar." 

Esta foi a versão reduzida do Na Trilha da História. O episódio completo tem 55 minutos e traz, além da entrevista na íntegra com o historiador Antônio Barbosa, músicas interpretadas por Gláucia Nasser e uma entrevista com a cantora, que montou um espetáculo em homenagem ao presidente JK. Para ouvir, acesse: radios.ebc.com.br/natrilhadahistoria. E se você quiser enviar uma sugestão de tema para o programa, nosso e-mail é culturaearte@ebc.com.br./Até semana que vem pessoal!

 

 

Na Trilha da História: Apresenta temas da história do Brasil e do mundo de forma descontraída, privilegiando a participação de pesquisadores e testemunhas de importantes acontecimentos. Os episódios são marcados por curiosidades raramente ensinadas em sala de aula. É publicado semanalmente. Acesse aqui as edições anteriores.

Justiça mantém preso empresário acusado de participar do esquema de Cabral

qui, 24/08/2017 - 09:34

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) manteve a prisão preventiva do empresário Marco Antonio de Luca, que está detido desde o dia 1º de junho.

Ele é acusado, pela força-tarefa da Operação Lava Jato, no Rio de Janeiro, de crimes de corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro, no âmbito da Operação Ratatouille.

Em decisão unânime, os desembargadores concordaram com o Ministério Público Federal (MPF) de que não houve alteração nos fundamentos da prisão como a garantia da ordem pública e a gravidade das condutas.

Confira os detalhes na matéria de Ícaro Matos.

* A participação do repórter foi ao vivo.

Trocando em Miúdo: Por lei, produto alimentício pode ter um mínimo de pelo de rato e inseto

qui, 24/08/2017 - 09:28

Olá, prezada pessoa ouvinte cidadã.

 

Aceita um cafezinho aí? E se eu disser que tem pelo de rato moído junto com o café, no meio do pó? Já pensou? Pior ainda. E se eu disser que, até um limite, isto é permitido no regulamento técnico da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (anvisa). Espere um pouco porque o cafezinho não está pronto ainda. Está faltando mais um detalhe e não é o açúcar não.

 

Pois então. A Proteste – Associação de Consumidores resolveu fazer uma investigação, em laboratório especializado, em quatro marcas de pó de café. Resultado. Numa delas, havia 13 fragmentos de inseto e um deles, inclusive, inteiro. Maria Inês Dolci, vice-presidente da Proteste, muito estranho tudo isto, né?

 

Mais detalhes da investigação laboratorial feita pela Proteste em quatro marcas de café e também em quatro marcas de farinha de trigo. Neste caso, a mesma coisa. Numa delas dava para ver pelos de rato que, como se sabe, é um transmissor de doença. Na farinha, então... Ah, no caso da farinha de trigo, a legislação permite, escute só, até 75 fragmentos de ratos, insetos, ácaros e tal por 75 gramas do produto. Pode? Pode sim.

 

Maria Inês Dolci, vice-presidente da Proteste, o pior é que a olho nu não dá para ver nada no pó de café, na farinha de trigo ou, sei lá, no ketchup onde, por sinal, é permitido um fragmento de inseto em cada 50 gramas. Mas, pergunto, pior é que a gente não vê, não é mesmo?

 

Gente. Vai um cafezinho aí com uma fatia de pão? Que tal, então, um refrigerante? Aliás, os fabricantes já estão mudando alguma coisa. Tem muito colorido, gosto bom e tal, mas não é bem assim, no final.

 

Resultado. Com café ou sem café, negócio é tomar cuidado no que dá para a gente fazer. Comida mais natural. Dentro da validade. Na higiene. Maria Inês Dolci, da Proteste.

 

Então tá. Inté e axé.

 

 

 

Trocando em Miúdo: Quadro do programa "Em Conta", da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda a sexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.

Nacional Informa: Trump quer transexuais fora das Forças Armadas em 6 meses

qui, 24/08/2017 - 09:18

Nacional Informa: Boletim de notícias veiculado de hora em hora, com duração de três minutos. É publicado na Radioagência Nacional de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h (não há edições às 12h e às 13h). Produção do Radiojornalismo da EBC. Acesse aqui as edições anteriores.

 

* Este programete foi veiculado às 9h, ao vivo, nas rádios EBC.

Edição: Leila Santos Trabalhos técnicos:  Reynaldo Santos

Nacional na Copa: Brasil vence Peru a caminho do Mundial de 58, na Suécia

qui, 24/08/2017 - 08:50

Para disputar a fase final da Copa do Mundo de 1958, na Suécia, o Brasil teve que disputar uma vaga com o Peru.

Depois de empate em Lima por 1 a 1, o Brasil ganhou a vaga no Maracanã, por 1 a 0, com gol de Didi.

Confira os detalhes com Eurico Tavares.

Aeroportos de Mato Grosso e as rodovias 364 e 153 estão no programa de privatizações do governo

qui, 24/08/2017 - 08:40

Os aeroportos de Cuiabá, Sinope, Barra do Garças, Alta floresta e Rondonópolis estão entre os que serão privatizados dentro do pacote de concessões nesta quarta-feira (23) pelo governo federal. A previsão é lançar o edital daqui a um ano, no segundo trimestre de 2018, e realizar o leilão até o final do ano que vem.

 

Estão no programa também as rodovias 364, que liga Rondônia a Mato Grosso, e a BR-153, que liga Goiás a Tocantins. Essa última rodovia teve, inclusive, a concessão canelada na semanada passada. Por isso, será prioridade no próximo leilão.

 

Alguns terminais dos portos de Belém e Vila do Conde, no Pará, e Itaqui, no Maranhão, também serão repassados para a iniciativa privada.

 

Confira na reportagem de Samanta do Carmo.

Câmara retoma análise da MP que define taxa de juros do BNDES

qui, 24/08/2017 - 08:37

Após quatro horas de análise e sucessivas tentativas de obstrução pela oposição, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), encerrou a sessão  na madrugada desta quinta-feira (24) e adiou a votação da Medida Provisória (MP) 777/17, que cria a Taxa de Longo Prazo (TLP).

A nova taxa será usada como referência para os contratos firmados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a partir de 1° de janeiro de 2018. Ela substituirá a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), em vigor nos empréstimos do banco desde 1994.

A medida será apreciada pelo plenário da Câmara dos Deputados nesta quinta-feira, às 9h, e ainda precisa ser votada no Senado. Caso não seja aprovada até 6 de setembro, perderá sua validade.

A nova taxa também será usada para remunerar os recursos que o Tesouro Nacional e três fundos públicos, incluindo o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), disponibilizaram ao banco para que este financie projetos da iniciativa privada.

 

* A participação da repórter foi ao vivo.

Viva Maria: Associação de Expostos ao Amianto faz apelo por proibição do material

qui, 24/08/2017 - 02:29

Tudo indica que a novela “A maldição do Amianto” viverá hoje (24) no Supremo Tribunal Federal, o seu último capítulo. Na sessão plenária de ontem, após o voto de seis ministros, o julgamento que trata da possibilidade de produção e venda do amianto tipo crisotila, foi suspenso.

 

Mas apesar do placar de 4 a 3 a favor da permissão para a extração e comercialização do produto, ainda há esperança. E esse é o sentimento de Fernanda Gianassi, auditora fiscal aposentada e fundadora da Associação Brasileira dos Expostos ao Amianto - ABREA. Vamos ouví-la!

 

Viva Maria: Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.

Alexandre de Moraes nega pedido para STF obrigar Câmara a analisar impeachment de Temer

qui, 24/08/2017 - 01:16

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes decidiu nesta quarta-feira (24) que o Supremo Tribunal Federal (STF) não pode obrigar o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a analisar pedidos de impeachment protocolados contra o presidente Michel Temer. Para Moraes, trata-se de assunto interno à Câmara e não cabe intervenção do Judiciário.

 

Os pedidos de impeachment foram protocolados em maio e aguardam análise de Rodrigo Maia. Um deles é da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB, que vai recorrer da decisão do ministro para que o STF possa decidir sobre o que classifica como omissão da Câmara dos Deputados.

Flamengo e Cruzeiro superam expectativas e estão na final da Copa do Brasil

qui, 24/08/2017 - 01:00

Flamengo e Cruzeiro são os finalistas da Copa do Brasil e vão decidir o título em duas partidas, depois de vencerem, nesta quarta-feira, no Maracanã e no Mineirão, Botafogo e Grêmio, que tinham vantagem nas duas semifinais, mas acabaram derrotados: o Flamengo venceu o jogo por 1x0 no tempo normal e o Cruzeiro também ganhou pelo mesmo placar e levou a decisão para os pênaltis, quando venceu por 3x2.

 

As finais serão disputadas nos feriados da Independência, 7 de setembro (quarta-feira), e de Nossa Senhora Aparecida (Padroeira do Brasil), 12 de outubro (quinta-feira). Os mandos de campo, que determinam a ordem dos jogos, serão sorteados nesta quinta-feira, a partir das 13h, na sede da CBF , no Rio de Janeiro

 

O Cruzeiro já foi campeão da Copa do Brasil quatro vezes, em 1993, 1996, 2000 e 2003. O Flamengo conquistou o título três vezes, em 1990, 2006 e 2013.

 

Nesta quarta-feira (24), Flamengo e Cruzeiro jogavam em desvantagem, mas conseguiram reverter a situação: no Maracanã, o Botafogo ficaria com a vaga em caso de empate com gols e decidiria nos pênaltis se empatasse em 0x0, mesmo placar da primeira partida. Uma vitória por qualquer placar daria a vaga ao vencedor e o Flamengo foi o vitorioso com um gol de Diego no segundo tempo.

 

Em Belo Horizonte, o Cruzeiro precisava vencer no Mineirão, ao menos pelo mesmo placar da sua derrota em Porto Alegre (1x0) para decidir nos pênaltis, e conseguiu, com um gol de Hudson, no segundo tempo. Nas cobranças de tiros livres, o time mineiro venceu por 3x2.

Leilão de 14 aeroportos deve ocorrer em 2018; concessão de Congonhas pode chegar a R$ 5,6 bi

qui, 24/08/2017 - 00:41

O governo confirmou nessa quarta-feira (24) o leilão de 14 aeroportos, entre eles o de Congonhas, em São Paulo. Os editais serão lançados em um ano e a expectativa é que os leilões ocorram até o final de 2018.

 

Com a concessão do aeroporto de Congonhas, o governo quer receber R$ 5,6 bilhões de outorga, que é o valor que a empresa vencedora paga à vista para ter a concessão.

 

Congonhas é o principal aeroporto administrado pela Infraero e isso levantou dúvidas sobre como fica a situação da empresa.

 

O ministro dos Transportes, Maurício Quintella, afirmou a Infraero ainda vai manter aeroportos lucrativos, mas que não tem condições de fazer investimentos.

 

Ao todo, durante a coletiva do Programa de Parcerias de Investimento, o governo anunciou  57 concessões e privatizações de empresas públicas.

 

Além do aeroporto de Congonhas, estão na lista o aeroporto de Vitória, em Macaé, no Rio de Janeiro, e mais 2 blocos - um do Nordeste, com aeroportos de Maceió, João Pessoa,  Aracaju, Campina Grande, Juazeiro do Norte e Recife; e outro, de Mato Groso: Cuiabá, Sinop, Alta Floresta, Barra do Garças e Rondonópolis.

 

Também será vendida a participação do governo em ações dos aeroportos em Brasília, Confins, Galeão e Guarulhos.

 

O ministro da secretaria geral da Presidência, Moreira Franco, anunciou também a intenção do governo em privatizar a Casa da Moeda.

 

De acordo com o ministro, o governo vai recomendar um estudo sobre a Casa da Moeda e decidir o destino do órgão.

 

A Casa da Moeda é ligada ao Ministério da Fazenda, e além de imprimir papel moeda, é a responsável pela confecção de passaportes, selos postais e diplomas. De acordo com o calendário, o leilão deve ocorrer no final de 2018.

 

Na lista de privatização estão também 11 lotes de linhas de transmissão, 15 terminais portuários, e parte da Eletrobras.

 

Estão também na lista ainda as rodovias BR153, que liga Goiás a Tocantis, e BR364, entre Rondônia e Mato Grosso, e ainda 15 terminais portuários em Belém, Paranaguá, Vila do Conde no Pará e em Vitória.

 

O governo prevê que R$ 44 bilhões sejam investidos no país ao longo dos anos de vigência dos contratos.

 

O ministro Fernando Coelho Filho, disse que o governo deve leiloar ainda neste semestre as quatro usinas atualmente concedidas para a Cemig.

 

Com produção de Samanta do Carmo.

Julgamento do STF sobre uso de amianto pode ser concluído nesta quinta

qui, 24/08/2017 - 00:24

O Supremo Tribunal Federal deve concluir nesta quinta-feira (24) o julgamento sobre o uso de amianto no país. A questão já se arrasta na Corte há 13 anos. O amianto está presente na vida de milhões de brasileiros, usado na fabricação de telhas e caixas-d’água.

 

Os ministros decidiram analisar uma ação das associações que representam os Procuradores e os Magistrados do Trabalho. As entidades questionam um artigo da lei federal de 1995, que permite o uso de um tipo específico de amianto, o crisotila.

 

Até agora, são três votos contra e quatro a favor do crisotila. Nessa quarta-feira, o ministro Marco Aurélio Mello avaliou que o Supremo não conhece profundamente os efeitos do amianto na saúde e no meio ambiente. Para ele, a Corte precisa pensar nos efeitos econômicos da proibição do minério.

 

Os ministros Alexandre de Moraes, Luiz Fux e Gilmar Mendes também votaram para liberar o crisotila. Já Edson Fachin e Ricardo Lewandowski acompanharam a relatora Rosa Weber, que considerou o trecho da lei federal inconstitucional e acrescentou que não existe forma segura de usar amianto. Os ministros Luís Roberto Barroso e Antônio Dias Toffoli se declararam impedidos e não participaram do julgamento.

 

Nesta quinta-feira, o plenário do Supremo vai conhecer os dois últimos votos, do ministro Celso de Mello e da presidente da Corte, Cármen Lúcia.

 

Celso de Mello indicou que votará contra o amianto, porque os direitos à vida, à saúde e ao meio ambiente devem estar acima de todos os outros interesses.

 

Com Celso de Mello, o julgamento vai empatar de novo, em 4 votos a 4. A presidente Cármen Lúcia vai desempatar, mas não haverá votos suficientes para formar a maioria de seis ministros.

 

Sem essa maioria, o Supremo Tribunal Federal não consegue declarar uma lei inconstitucional. E, então, vai analisar outras seis ações, movidas pela Confederação Nacional dos Trabalhadores da Indústria, para derrubar cinco leis estaduais e uma municipal que proíbem o uso de amianto.

 

De acordo com o advogado da confederação, Marcelo Ribeiro, os ministros que são contra o amianto podem ter sido influenciados por propagandas.

 

Por outro lado, a procuradora do trabalho aposentada Fernanda Giannasi afirmou que nem mesmo a crisotila é segura. Para ela, todos os tipos de amianto causam câncer.

 

O julgamento no Supremo Tribunal Federal sobre o amianto será retomado nesta quinta-feira (24), às duas horas da tarde.

Previsão do tempo desta quinta-feira (24) para todo o Brasil

qua, 23/08/2017 - 22:45

 

Previsão do Tempo: Programete veiculado diariamente às 3h30 de segunda a sexta com produção da Rede Nacional de Rádio.

História Hoje: Unicef cria o Dia da Infância

qua, 23/08/2017 - 22:39

24 de agosto Dia da Infância. Dia de brincadeira e alegria.

 

Mas quantas crianças no mundo têm a infâncioa roubada.

 

Criado pelo Fundo da Nações Unidas para Infância a data tem como base a refllexão sobre as condições de vida das crianças em  todo o mundo.

 

História Hoje: Programete sobre fatos históricos relacionados a cada dia do ano. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.

Comissão aprova cláusula de barreira e fim das coligações partidárias para 2018

qua, 23/08/2017 - 22:27

A Comissão Especial da Câmara aprovou a PEC, Proposta de Emenda à Constituição, que proíbe as coligações partidárias e estabelece uma cláusula de barreira para as legendas terem acesso ao Fundo Partidário e ao tempo de rádio e TV.

 

A comissão alterou o texto a aprovou o fim das coligações já para próxima eleição. Na PEC que veio do Senado, só terminavam as coligações em 2020.

 

O deputado do PTdoB, Silvio Costa, comemorou o fim das coligações.

 

A Proposta agora pode ser votada no Plenário da Câmara já nesta quinta-feira. Com o fim das coligações, a PEC cria a Federação, onde os partidos podem se unir a nível nacional por, no mínimo, 4 anos.

 

A relatora Shéridan, do PSDB, alterou o texto e criou a possibilidade de subfederações, onde os partidos de determinada Federação podem se reorganizar entre si nos estados para uma eleição.

 

Para o deputado Hildo Rocha, do PMDB, as subfederações acabam sendo uma forma de manter as coligações, que são proibidas pela PEC.

 

Os deputados favoráveis às subfederações argumentam que a mudança adapta o modelo às diferentes realidades locais dos partidos. A relatora Shéridan avaliou que se aprovou o que foi possível.

 

Para os defensores da PEC, o fim das coligações e a cláusula de barreira têm como objetivo reduzir o número de partidos e melhorar a governabilidade.

Câmara retira valor do Fundo Eleitoral e adia restante da reforma política

qua, 23/08/2017 - 22:17

Foi retirado da PEC da Reforma Política o valor estimado de R$ 3,6 bilhões para custear as campanhas através do Fundo Eleitoral.

 

A Proposta de Emenda a Constituição foi fatiada e os deputados vão votar os outros pontos, como a criação do Distritão, e o restante do texto que cria o Fundo Eleitoral na próxima semana.

 

O que foi aprovado nesta quarta-feira, por unanimidade, foi a retirada do valor do Fundo, de 0,5% da receita corrente líquida da União nos últimos 12 meses.

 

Com isso, será a Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional que definirá a cada eleição quanto será usado no Fundo para bancar as campanhas.

 

Para o deputado Ivan Valente, do PSOL, o Fundo tem que ter um valor definido.

 

O líder da oposição, deputado José Guimarães, do PT, disse que a retirada do valor foi uma resposta para a sociedade.

 

O Congresso corre contra o tempo para aprovar as mudanças nas duas casas até o dia 7 de outubro para que a reforma possa valer na eleição de 2018.

Sementes da Floresta dos Atletas ainda não foram plantadas

qua, 23/08/2017 - 22:00

Mais um compromisso de legado ambiental da Olimpíada 2016 está ameaçado. Após a promessa da despoluição da Baía de Guanabara não ter sido cumprida, agora é a Floresta dos Atletas que corre o risco de não se transformar em realidade.

 

As sementes carregadas por atletas durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio ainda estão longe do Parque Radical, em Deodoro, na Zona Norte da cidade, local onde está prevista o plantio.

 

Segundo o diretor da empresa responsável pelo cuidado das mudas, Marcelo Carvalho, já foi feita uma reunião com a atual prefeitura e o Comitê Rio 2016 que garantiu que até outubro as mudas vão ser plantadas.

 

Segundo o porta-voz do Comitê Rio 2016 Mário Andrada, a responsabilidade pela Floresta dos Atletas é da prefeitura.

 

As mais de 10 mil mudas nativas da Mata Atlântica estão no viveiro da empresa no município de Silva Jardim, no Sul Fluminense. Em nota, a atual gestão da Prefeitura do Rio informou que o acordo para o plantio da Floresta dos Atletas e Bosque dos Medalhistas foi apenas verbal.

 

E que só tomou conhecimento da questão quando foi questionada pelo Tribunal de Contas da União há cerca de um mês. Segundo a prefeitura, na sexta-feira, nova reunião será realizada com a empresa e o Comitê Rio 2016 para implementar o projeto.

Polícia Militar de SP realiza Operação Tolerância Zero

qua, 23/08/2017 - 21:49

O 1º batalhão da Polícia Militar de São Paulo, a unidade das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar, conhecida também como ROTA, realizou hoje a "Operação Tolerância Zero", com objetivo de combater e prevenir o crime na capital paulista.

Em entrevista coletiva, o comandante da ROTA, tenente coronel Melo Araujo, disse que a operação foi inédita na cidade de São Paulo pelo tamanho do efetivo empregado, cerca de 400 policiais de um efetivo total de 700 do batalhão. A operação foi realizada nas 5 regiões da cidade, e teve início em comunidades de cada região.

De resultado parcial, divulgado no final da tarde, 28 pessoas foram presas, a maioria pelo crime de tráfico de drogas. O comandante acrescentou que sua unidade prende cerca de 120 pessoas por mês. Ele relatou também apreensão de cerca de 75 quilos de drogas e 3 armas. Melo Araújo considerou a operação um sucesso e disse que a presença da Rota nas ruas da cidade evitou que muitos crimes acontecessem.

O oficial da PM ressaltou que a operação foi também uma homenagem ao policial Isaias Jesus do Nascimento, que morreu no dia 10 de agosto por ferimento de tiro. Mas ele negou qualquer relação das atividades dessa quarta-feira com a criação da facção criminosa PCC, Primeiro Comando da Capital, que em setembro completa 25 anos de criação.

Páginas