Você está aqui

Também na Radioagência Nacional

Subscrever feed Também na Radioagência Nacional
Atualizado: 20 minutos 53 segundos atrás

Nacional Informa: Comitê Olímpico cria manual de proteção contra assédio e abuso

sex, 03/11/2017 - 10:23

Nacional Informa: Boletim de notícias veiculado de hora em hora, com duração de três minutos. É publicado na Radioagência Nacional de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h (não há edições às 12h e às 13h). Produção do Radiojornalismo da EBC. Acesse aqui as edições anteriores.

 

* Este programete foi veiculado às horas, ao vivo, nas rádios EBC  

Edição: Morilo Carvalho  

 Trabalhos Técnicos: Egberty Martins

Nacional na Copa: Destino coloca Itália e Suécia na disputa por uma vaga no Mundial

sex, 03/11/2017 - 09:50

Brasil, Alemanha, Itália e Argentina são os quatro único países que participaram da disputa do troféu Fifa desde 74, quando ela foi disputada pela primeira vez. Agora, só falta a Itália garantir sua vaga para 2018.

 

Os italianos ficaram de fora de duas Copas do Mundo. A primeira vez, em 1930, quando a Itália não quis atravessar o Atlântico para jogar no Uruguai. Ganhou a Copa de 34 em casa e se igualou com o Uruguai. São os únicos países a ganhar uma Copa no ano de suas estrelas.

 

Repetiu quatro anos depois, na França, sendo o primeiro bicampeão legítimo, ou seja, ganhou dois títulos consecutivos. Esta condição só foi igualada pelo Brasil ao vencer as Copas de 58 e 62. A segunda vez que a Itália ficou de fora foi em 58, na Suécia. De lá pra cá, são quase 60 anos, e os italianos ganharam mais duas vezes, em 82 e 2006.

 

Agora, Itália e Suécia vão decidir quem fica com a vaga. O primeiro jogo será no dia 10, sexta-feira da próxima semana, em Solna, e o jogo de volta, dia 13, em Milão. A rodada decisiva começa na quinta-feira (9). A repescagem europeia tem dois jogos: Croácia e Grécia jogam em Zagreb, na Croácia, enquanto Irlanda do Norte e Suíça jogam em Belfast, na Irlanda do Norte.

 

Itália e Suécia têm muito a ver com o Brasil em Copa do Mundo. Ambos somam 29 participações. Nos jogos decisivos, a Itália perdeu todas para o Brasil: a posse definitiva da Jules Rimet em 70, o terceiro lugar em 78 na Argentina, o título de 94, perdendo nos pênaltis para o Brasil nos Estados Unidos. A Itália tem a seu favor 3 a 2, em 82, na Espanha. Eliminou o Brasil e quedou campeã.

 

A Suécia também perdeu todas as disputas decisivas contra o Brasil: decidiu o terceiro lugar em 38 e perdeu, disputou o quadrangular final em 50 e perdeu. E, por fim, seu melhor resultado também foi de uma derrota: vice-campeã em 58, perdendo a final para o Brasil por 5 a 2. O Brasil conquistava, assim, seu primeiro título mundial.

Nacional Informa: Inep é notificado da suspensão de regra relativa à redação do Enem

sex, 03/11/2017 - 09:14

Nacional Informa: Boletim de notícias veiculado de hora em hora, com duração de três minutos. É publicado na Radioagência Nacional de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h (não há edições às 12h e às 13h). Produção do Radiojornalismo da EBC. Acesse aqui as edições anteriores.

 

* Este programete foi veiculado às 9h, ao vivo, nas rádios EBC.

Edição: Morillo Carvalho Trabalhos técnicos:  Egberty Martins

Brasil cai 11 posições em relatório global sobre desigualdade de gênero

sex, 03/11/2017 - 08:53

O Brasil caiu 11 posições em apenas um ano no Relatório de Desigualdade Global de Gênero 2017. No cenário global, depois de uma década de progresso lento, em relação à igualdade de gênero, pela primeira vez, o Fórum Econômico Mundial constatou aumento das desigualdades entre homens e mulheres no planeta.

 

O estudo indica que 68% da desigualdade de gênero no mundo foi combatida contra 68,3% no ano passado. Os quatro pilares do relatório apresentaram piora na comparação. São eles: acesso à educação, saúde e sobrevivência, oportunidade econômica e empoderamento político. 

 

Pelo calculo atual, seriam necessários 100 anos para acabar com a desigualdade de gênero no mundo. No ano passado, a previsão era de 83 anos. A pior situação é a do mercado de trabalho, que a organização estima que serão necessários 217 anos para acabar com a desigualdade.

 

Em relação ao Brasil, o país caiu 11 posições. Por causa da queda da participação feminina na política, em apenas um ano, o Brasil foi para posição de número 90.

 

Em relação à primeira edição da pesquisa, a queda foi de 23 posições em 2016. O retrocesso colocou o Brasil em sua pior situação desde 2011. Apesar da piora na classificação, o relatório destaca que o Brasil resolveu as diferenças de gênero na área da educação. O país com melhor colocação no índice geral foi a Islândia, que resolveu 88% na desigualdade de gênero.

 

* A participação da repórter foi ao vivo.

Edital é publicado para localizar e indenizar 75 vítimas de trabalho escravo da Fazenda Brasil Verde

sex, 03/11/2017 - 08:35

O Ministério dos Direitos Humanos divulgou ontem (2) um edital público para localizar 75 pessoas que foram vítimas de trabalho escravo na Fazenda Brasil Verde, no sul do Pará, e que deverão receber indenização. O pagamento é uma consequência de uma decisão da Corte Interamericana de Direitos Humanos, que condenou o Brasil, em dezembro do ano passado, porque não preveniu a prática de trabalho escravo moderno e tráfico de pessoas.

 

Por essa decisão, o Estado brasileiro tem um ano para indenizar 128 vítimas resgatadas durante fiscalizações do Ministério Público do Trabalho, em 1997 e 2000. Caso os trabalhadores já tenham morrido, os herdeiros é que devem receber essa indenização. A sentença determina ainda que o Brasil retome as investigações relacionadas à fiscalização do ano 200 e adote medidas para que não haja prescrição do crime.

 

* A participação da repórter foi ao vivo.

Após usar trabalho escravo como argumento para acumular vencimentos, ministra desiste de pedido

sex, 03/11/2017 - 08:23

O Ministério dos Direitos Humanos informou nessa quinta-feira (2) que a ministra da pasta, Luislinda Valois, desistiu e arquivou a solicitação de acúmulo no salário. Luislinda enviou na quarta (31) um documento à Casa Civil no qual reivindicava o direito de receber acumulados os salários como desembargadora aposentada e como ministra, que, juntos, ultrapassam R$ 60 mil. O assunto gerou polêmicas e foi bastante criticado, principalmente porque a ministra usou como argumento o trabalho escravo. Confira na reportagem.

Viva Maria: Mulheres comemoram aprovação de projeto que garante cirurgia reparadora da mama no SUS

sex, 03/11/2017 - 08:02

No Senado, nosso Outubro Rosa só terminou na última quarta-feira (31) com a aprovação de um projeto que torna obrigatória a cirurgia plástica reparadora da mama pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Isso nos casos de mutilações decorrentes do tratamento de câncer. Pelo projeto, mesmo que o câncer só se manifeste em um seio, a cirurgia deverá ser feita nos dois, para garantir a simetria. E uma ótima notícia dessas, a gente comemora ouvindo uma de nossas amigas do peito, a ginecologista e obstretra Lívia Martins. Seja bem-vinda!

 

 

Viva Maria: Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.

MPF e DPU entram com ação na Justiça contra remoção de venezuelanos em Roraima

qui, 02/11/2017 - 19:32

Ministério Público Federal e Defensoria Púbica da União recorrem à justiça contra remoção de venezuelanos que viviam nas ruas de Boa Vista.

 

No último sábado, 380 imigrantes venezuelanos, que estavam vivendo na área externa da Rodoviária Internacional de Boa Vista, foram removidos para o Ginásio Tancredo Neves, na zona oeste da capital de Roraima. Policiais Militares e Defesa Civil participaram da ação.

 

Em ação civil pública protocolada esta semana, MPF e DPU pedem que o Estado de Roraima seja proibido de fazer novas remoções forçadas ou impedir venezuelanos de deixarem o ginásio para onde foram levados. Ainda cobram indenização por dano moral coletivo no valor de R$ 800 mil.

 

No processo, os procuradores e defensores reforçam que o Ginásio não dispõe de estrutura física para abrigar os venezuelanos. A ação traz o relato feito pelos imigrantes. Eles afirmam ter sido forçados a deixar o local onde estavam e que o abrigo para o qual foram levados estava sujo e não dispunha de abastecimento de água.

 

Outra reclamação é a falta de alimentos ou água para consumo, apesar da presença de crianças e idosos enfermos.

 

Em nota, o governo de Roraima afirmou que recebeu com perplexidade ajuizamento da Ação Civil Pública pois a transferência ocorreu de forma voluntária, após prévio entendimento firmado pela Defesa Civil.

 

Afirmou que a ação envolveu oito secretarias e garantiu acolhimento e abrigo a 380 venezuelanos em local limpo, com água, instalações sanitárias e energia elétrica. A nota esclarece também que a permanência nos abrigos é voluntária.

 

Por fim, informou que a Procuradoria-Geral do Estado vai adotar todas as medidas judiciais cabíveis tão logo seja oficialmente notificada.

Banda da Polícia Militar do Rio faz concerto em homenagem a policiais mortos

qui, 02/11/2017 - 18:47

A Banda Sinfônica da Polícia Militar do Rio de Janeiro realizou um manifesto em memória dos 114 policiais militares assassinados este ano no estado.

 

A homenagem ocorreu nesta quinta-feira, Dia de Finados, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, zona oeste da capital fluminense.

 

No local, o cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, celebrou uma missa e pediu mudança nos valores da sociedade

 

 

Integrantes do movimento de esposas e familiares de policiais militares "Somos Todos Sangue Azul" também estiveram no ato. Mulher de um subtenente da corporação, Rogéria Quaresma, reza para não ser a próxima viúva e participa do movimento para apoiar outras famílias.

 

Esrom Mendes Marins, pai do primeiro-tenente Márcio Leandro do Nascimento Marins, que foi assassinado em fevereiro, lamentou a situação atual.

 

O chefe do Estado-Maior da PM, coronel Lúcio Flávio Baracho, também esteve na homenagem e disse que a corporação está trabalhando para que esse ciclo de violência se encerre. Ele aposta no policiamento ostensivo como forma de inibir o crime.

Páginas