Você está aqui

Também na Radioagência Nacional

Subscrever feed Também na Radioagência Nacional
Atualizado: 7 minutos 55 segundos atrás

Nacional na Copa: Recorde para um único Mundial foi batido em 1998 e 2014 com 171 gols

dom, 21/01/2018 - 10:36

As cinco últimas Copas foram disputadas por 32 seleções na fase final, com um total de 64 jogos. Desde 98, na França, até 2014, no Brasil, foram cinco diferentes campeões: a França em 98, o Brasil em 2002, a Itália em 2006, a Espanha em 2010 e a Alemanha em 2014. Os recordes são de duas ocasiões com seis diferentes campeões: de 66 a 86 e de 82 a 2002.

Nas Copas da França e do Brasil, foram estabelecidos os recordes de gols numa única Copa. Foram 171 gols nas duas oportunidades, e a de 2010, na África do Sul, teve apenas 145. O que dificilmente será batido um dia é o recorde de média de gols por Copa, estabelecido em 1954, na Copa disputada na Suíça. Naquela oportunidade, em apenas 26 jogos, foram marcados 140 gols e goleadas como Hungria de 8 a 3 na Alemanha, Áustria de 7 a 5 na Suíça. A média foi de 5,38 gols por jogo.

Para se ter uma ideia do que isso representa, agora em 2018, na Rússia, com 64 jogos, seriam necessários 345 gols, e o recorde de gols é de apenas 171.

Hoje, domingo, 21 de janeiro, faltam 144 dias para a abertura da Copa da Rússia 2018.

STJ autoriza posse de Cristiane Brasil como ministra do Trabalho

sab, 20/01/2018 - 14:21

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou agora há pouco decisão liminar permitindo a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) no Ministério do Trabalho.

 

Ontem (19), a AGU recorreu ap STJ para mantê-la como ministra. O presidente Michel Temer está reunido, agora, no Palácio da Alvorada, com os ministros da AGU, Grace Mendonça, e da Justiça, Torquato Jardim, além do subsecretário de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo Rocha.

 

Segundo o Palácio do Planalto, a reunião foi convocada para tratar de assuntos de natureza jurídica.

 

* Nota veiculada ao vivo no noticiário Nacional Informa, às 14h

Minas Gerais decreta estado de emergência em 94 cidades devido à febre amarela

sab, 20/01/2018 - 12:30

Noventa e quatro cidades mineiras estão em estado de emergência devido à febre amarela. O decreto foi publicado neste sábado (20) no estado de Minas Gerais e abrange três regionais de saúde, Belo Horizonte, Itabira, na região central, e Ponte Nova, na zona da mata.

 

A medida vale por 180 dias e, segundo o governo, é uma prevenção para ajudar no combate da proliferação da doença. O decreto cria também a sala da situação para o controle da doença e a tomada de medidas necessárias.

 

De acordo com o último boletim epidemiológico publicado no dia 17, pela Secretaria de Saúde, de julho do ano passado até agora, foram confirmadas, no estado, 15 mortes e sete casos confirmados e 46 estão sob investigação.

Corpo da bebê vítima do múltiplo atropelamento de Copacabana será enterrado neste sábado

sab, 20/01/2018 - 12:11

Vai ser enterrado, na tarde deste sábado (20), o corpo da bebê Maria Louise, de 8 meses, uma das 17 vítimas do múltiplo atropelamento na praia de Copacabana ocorrido na última quinta-feira (18). Oito dos 16 feridos continuam internados.

 

De acordo como boletim da Secretaria Municipal de Saúde, o caso mais grave é o do australiano que vive há 20 anos no Brasil Daniel Marcos Phillips. Ele teve traumatismo craniano e está internado no Hospital Miguel Couto em estado gravíssimo. As demais vítimas tiveram fraturas e não têm risco de morte. Duas se recuperam de cirurgia e cinco estão com cirurgia agendada para segunda-feira (22).

Nacional na Copa: De pernas tortas e driblador muito prazer, sou Garrincha

sab, 20/01/2018 - 05:12

Há 35 anos morreu um dos maiores jogadores de futebol do Brasil e do mundo. Manuel Francisco dos Santos, o Garrincha, o anjo das pernas tortas.

Foi no dia 20 de janeiro de 1983, aos 49 anos de idade. Durante 12 anos, Garrincha foi jogador do Botafogo, do Rio de Janeiro. Era um autêntico ponta-direita, exímio driblador, que chamava seus marcadores por um mesmo nome: João.

O lateral esquerdo Nilton Santos, dizia que sua maior sorte foi jogar no mesmo time de Garrincha.

 

Foram 11 anos na Seleção Brasileira, de 1955 a 1966. Sessenta jogos e 17 gols.

Na Copa do Mundo Garrincha participou de três: em 1958, 1962 e em 1966.

Pelas pernas tortas quase foi cortado pelas comissões técnica e médica, além de notas baixas nos testes psicológicos que foram aplicados nos jogadores. Na Seleção, Garrincha seguiu como reserva de Joel e ficou de fora dos dois primeiros jogos, contra a Áustria e contra a Inglaterra.

Entrou no time contra a União Soviética e infernizou a defesa adversária nos primeiros minutos da partida, com uma bola na trave do famoso goleiro Yachin. Fez quatro jogos e ganhou todos ao lado de um jovem que também aparecia para o mundo ,chamado Pelé.

Campeão em 1958, o time quase não mudou para 1962 e lá Garrincha teve a sua mais destacada atuação. No segundo jogo , um empate com a Tchecoslováquia, Pelé se machucou e ficou de fora da Copa. Coube a Garrincha ser decisivo nos jogos fazendo quatro gols e, ao lado de Vavá, sendo um dos artilheiros da Copa.

O atacante fez dois contra a Inglaterra e dois contra o Chile. Expulso neste jogo, Garrincha acabou sendo liberado para atuar na final e foi bicampeão do mundo.

Em 1966 quando o Brasil foi eliminado na primeira fase, Garrincha fez um gol cobrando falta contra a Bulgária, jogando pela última vez com a camisa Canarinho, ao lado de Pelé.

No jogo seguinte, o ponta-direita fez a última partida de Copa e sofreu a única derrota, por 3 a 1, diante da Hungria.

Garrincha não jogou a última do Brasil, contra Portugal. Ao todo, nas três Copas, o Brasil com Garrincha, ganhou dois títulos mundiais, jogou 12 vezes, ganhou 10, empatou uma e perdeu uma. Fez cinco gols e marcou seu nome em definitivo na história dos Copas e do futebol mundial.

 

Hoje, sábado, 20 de janeiro, faltam 145 dias para a abertura da Copa da Rússia 2018.

Temer assina projeto que privatiza Eletrobras; texto já está disponível na internet

sex, 19/01/2018 - 23:12

A mensagem que envia, ao Congresso Nacional, projeto de lei que propõe a privatização da Eletrobras, assinada nesta sexta-feira (19) pelo presidente Michel Temer, será publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira (22), mas já está disponível na internet, na página do Ministério de Minas e Energia.

 

O governo federal propõe que a privatização seja feita por meio do aumento do capital social da empresa, com a oferta de novas ações no mercado, para diluir a participação majoritária da União, que atualmente detém 51% das ações. Para garantir que o Estado brasileiro deixe de ser o maior acionista da empresa, as ações da União também podem ser vendidas.

 

O aumento de capital está ligado à oferta de novos contratos de concessão para usinas hidrelétricas da Eletrobras. Os contratos vão ter o prazo de 30 anos. Na prática, as usinas com preço da energia fixado pela Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, passam a negociar o valor livremente.

 

O governo admite, na justificativa do projeto de lei, que o valor de mercado da energia elétrica deve ser maior que o atualmente praticado pela estatal, conforme os setores contrários à privatização apontaram. Para compensar o aumento, o governo propõe que parte do valor gerado com os novos contratos de concessão seja usado para diminuir encargos tarifários.

 

A proposta prevê ainda a limitação a 10% do poder de voto para qualquer acionista com capital superior a esse limite, uma medida, segundo o governo, que evita a concentração de mercado. A União terá também poder de veto ao Estado para decidir sobre algumas mudanças da Eletrobras.

 

Outras propostas são a manutenção da Usina de Itaipu e a Eletronuclear como estatais, por causa de acordos internacionais, e a obrigatoriedade de investimento de R$ 9 bilhões durante 30 anos na recuperação da Bacia do Rio São Francisco. Parte dos parlamentares nordestinos no Congresso Nacional fazem campanha contra a privatização porque a Chesf também será desestatizada. A companhia utiliza água do São Francisco para gerar energia, e por isso a privatização colocaria o rio nas mãos da iniciativa privada.

 

A Eletrobras é a maior holding do setor elétrico da América Latina, e um das 5 maiores geradoras hidrelétricas do mundo em capacidade instalada. A empresa tem 31% da capacidade de geração do Brasil, com 239 usinas, e mais da metade do total de linhas de transmissão de energia do país. O total de ativos da empresa é de R$ 170 bilhões.

Taguatinga, no DF, terá a 2ª Feira de Venda e Troca de Livros Didáticos

sex, 19/01/2018 - 22:42

A compra de livros didáticos e literários costuma pesar no orçamento familiar no início do ano. Uma solução é optar pela compra de exemplares usados. Para ajudar pais e responsáveis a economizar, vai ocorrer, neste sábado (20) e domingo (21), a 2ª edição da Feira de Trocas de Livros. O evento vai ocorrer no Taguaparque, que fica na região administrativa de Taguatinga, das 8h30 às 13h.

Lixão da Estrutural continuará recebendo rejeitos da construção civil

sex, 19/01/2018 - 22:33

O fechamento do lixão da estrutural, o maior da América Latina, vai acontecer neste sábado (20). Mas não completamente.  O lixo doméstico vai para o novo aterro, construído em Samambaia, mas os entulhos da construção civil vão continuar sendo depositados na Estrutural. Isso porque a licitação realizada no fim do ano passado para operar as duas áreas destinadas a receber o material não atraiu empresas, segundo o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

 

O novo aterro pode receber duas mil e setecentas toneladas por dia, o total de lixo que é produzido atualmente no Distrito Federal. Mas, nesse ritmo, a área só poderá ser usada por 13 anos, qundo atingirá a capacidade máxima. O governador Rodrigo Rollemberg afirma que a coleta seletiva pode aumentar a vida útil do aterro.

 

Embora, segundo o governo, 70% da população do Distrito Federal seja atendida pela coleta seletiva, menos de 10% do lixo produzido aqui é destinado à reciclagem. E só metade é efetivamente reciclado, segundo a diretora-presidente do SLU, Serviço de Limpeza Urbana, Kátia Campos.

 

E, para impedir o despejo de lixo em local inadequado no DF, um decreto publicado, nessa sexta, pelo governo, autoriza que a Agefis (agência de fiscalização do DF) apreenda caminhões flagrados jogando rejeitos, como entulhos de construção civil.

Estoque de vacina contra febre amarela em clínicas particulares está zerado no país

sex, 19/01/2018 - 22:06

Com postos de saúde lotados, a procura pela vacina da febre amarela zerou os estoques em clínicas de vacinação particulares em todo o país. De acordo com a ABCVAC, Associação Brasileira das Clínicas de Vacina, atualmente, não tem estoque em praticamente nenhuma unidade. E a associação informou ainda que, no mês de janeiro, não haverá reposição.

 

As vacinas comercializadas nas clínicas particulares são produzidas fora do país e, a previsão da ABCVAC é que novas doses, de lote emergencial, somente sejam recebidas no final de fevereiro.

 

Mas, de acordo com o presidente da associação, Geraldo Barbosa, o lote é pequeno e só vai amenizar a situação. O próximo lote padrão está previsto apenas para março. Ele afirmou que não será possível fazer reserva de atendimento nas clínicas. Geraldo Barbosa também ressaltou a importância da população manter em dia o cartão de vacinas anualmente para evitar situações como essa.

 

De acordo com a ABCVAC, o preço médio das vacinas nas clínicas particulares do país varia de R$ 160 a R$ 180. A dose é padrão, pois elas já vêm prontas para uso.

 

 

* Colaboração: Cynthia Cruz

Ambientalista acredita que mortandade de botos-cinza se deve à industrialização

sex, 19/01/2018 - 22:02

Após uma série de mortes de botos-cinza na Baía de Sepetiba, no litoral do Rio de Janeiro, o ambientalista e idealizador do Movimento Baía Viva, Sérgio Ricardo contestou a versão do governo estadual de que a causa da mortandade tenha sido um vírus.

 

Segundo o ambientalista, o processo de industrialização na região está ameaçando não só os botos mas outras espécies como tartarugas e cavalos-marinhos, além do trabalho de pescadores artesanais.

 

Questionados sobre as críticas, a Secretaria Estadual do Ambiente e o Instituto Estadual do Ambiente reafirmaram, em nota, que a mortalidade de botos foi pesquisada e atestada como doença típica de cetáceos, causada por vírus pelos laboratórios de Mamíferos Aquáticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e de Patologia Comparada de Animais da Universidade São Paulo.

 

O comunicado ressalta que os laudos não mencionam qualquer relação com a poluição da baía e que são produzidos por instituições com amplo conhecimento do assunto e completamente independentes.

 

Mas, após a mortandade, o Ministério Público Federal recomendou, ao Inea e à Companhia Portuária Baía de Sepetiba, a imediata suspensão da dragagem na Baía. A recomendação foi baseada em parecer de pesquisadores do Laboratório de Bioacústica e Ecologia de Cetáceos da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. A preocupação é que a dragagem faça com que metais depositados no fundo da baía, se dispersem pela água.

 

Em contato com eles, a imunidade dos botos-cinza pode ficar comprometida, facilitando a ação do vírus e aprofundando os efeitos do surto. Carcaças de mais de 170 botos já foram recolhidas por entidades ambientais nas baías de Sepetiba e de Ilha Grande, na Costa Verde do Rio de Janeiro, região que abriga a maior população do mundo da espécie. Antes do surto, a estimativa era de que viviam ali 800 golfinhos.

Na Amazônia peruana, papa Francisco diz que povo indígena nunca foi tão ameaçado em suas terras

sex, 19/01/2018 - 21:52

A defesa do meio ambiente é uma bandeira do papa Francisco. Mas na sexta-feira, ele viajou até a Amazônia peruana para defender os direitos dos povos indígenas. Ele esteve em Puerto Maldonado, reunido com 4 mil lideranças indígenas que têm suas terras invadidas pelos garimpos, por madeireiros e empresas produtoras de petróleo. Acompanhe com Monica Yanakiew.

Estados da Amazônia não tiveram casos de febre amarela nos últimos seis meses

sex, 19/01/2018 - 21:46

Apesar de estarem em área de risco, estados da Amazônia não registraram casos de febre amarela nos últimos seis meses. Os dados foram divulgados essa semana pelo Ministério da Saúde.

 

No Brasil, 35 casos foram confirmados de 1º de julho do ano passado a 14 de janeiro deste ano. Vinte pessoas morreram no país em decorrência doença em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal.

 

Em nove estados da Amazônia, área considerada endêmica por conta da presença de matas intensas. a vacina contra a febre amarela está incluída no Calendário Nacional de Vacinação.

 

Para evitar uma corrida aos postos de saúde, gestores da Amazônia tentam tranquilizar a população. A prefeitura de Manaus, por exemplo, descartou o risco de um surto de febre amarela na cidade. No Maranhão, o governo afirmou que reforçou a vigilância, mas que está há 23 anos sem registrar um caso.

 

Em Mato Grosso, a secretária de Saúde registrou que 75% da população está vacinada. O último caso de morte por febre amarela ocorreu em 2009. Já governo acriano destacou que o estado não tem registro da doença há mais de 70 anos.  O último caso confirmado em Rondônia foi registrado em 2001, em Porto Velho. De acordo com a secretária de Saúde, a maioria da população rondoniense já foi imunizada.

 

No Pará, de 2010 a 2017, 20 casos de febre amarela foram confirmados. Dez pessoas morreram em decorrência da doença. A maioria dos óbitos - sete, ocorreram no primeiro semestre do ano passado em cidades do interior. De acordo com a coordenadora de Imunização no Pará, Jaíra Ataíde, a situação este ano é de maior controle.

 

Em toda a região da Amazônia a vacinação permanece seguindo a dose normal, sem fracionamento.

Ato em defesa das águas e oceanos será promovido neste sábado na Praia da Macumba

sex, 19/01/2018 - 21:39

Após desmoronamentos provocados pela ação do mar, a Praia da Macumba, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, recebe neste sábado, dia 20 de janeiro, ato em defesa das águas e dos oceanos.

 

Moradores da região, surfistas, ecologistas e pesquisadores de universidades vão participar das atividades que incluem o plantio de mudas de espécies nativas da restinga da Mata Atlântica.

 

Segundo o ambientalista e um dos idealizadores do movimento Baía Viva, Sérgio Ricardo, a obra emergencial apresentada como solução para o problema que aconteceu na Praia da Macumba é ineficiente.

 

Segundo Sérgio Ricardo, em contraponto, para conter os impactos do avanço do mar no litoral, poderia ser aplicado um projeto de proteção e resiliência, com recuperação da restinga nativa.

 

O ato vai lançar a Agenda para a Saúde Ambiental das Baías de Guanabara, Sepetiba e Ilha Grande. Também estão programadas, a partir da tarde de sábado (20), atividades culturais e atrações musicais.

 

As obras emergenciais na Praia da Macumba tiveram início em outubro de 2017 com previsão de quatro meses de duração. De acordo com a prefeitura, serão colocadas bolsas de concreto no calçadão da praia com o objetivo de proteger as construções na região. O projeto também prevê que a área atingida seja aterrada.

 

Em nota, a secretaria de Conservação da prefeitura do Rio confirmou que a reforma da Praia da Macumba está com 60% das obras concluídas e será entregue em fevereiro.

Catadores temem futuro com fim do Lixão da Estrutural, mesmo com incentivos do GDF

sex, 19/01/2018 - 21:25

Alice Gonzaga, Gardivânia Teixeira, Valdineide de Santos, Almerino Rodrigues conseguem sustentar suas famílias há décadas com a venda de materiais recicláveis que retiram do lixão da estrutural.

 

Alguns chegam a ganhar mais de R$ 4 mil por mês. Mas, a partir deste sábado (20), a vida de cada um deles poderá mudar com a desativação lixão da Estrutural, o segundo maior do mundo.

 

Para ganhar o sustento desses e outros trabalhadores, o governo do Distrito Federal (GDF) assinou 28 contratos com 22 cooperativas de catadores para que eles façam a coletiva seletiva em várias cidades e também a triagem do material reciclável.

 

O executivo local ainda alugou cinco galpões onde os catadores cooperados irão trabalhar. Eles vão ganhar ainda pela produção e também bolsa auxílio de R$ 360 pelo período de seis meses. O GDF vai pagar as cooperativas até 350 por tonelada triada.

 

Mas, mesmo com os incentivos do governo, os catadores Alice, Valdineide e Almerino temem o futuro e não pretendem ir para os galpões.

 

Eles dizem que os galpões ficam muito longe de casa e que não terão dinheiro para pagar a passagem de ônibus. Além disso, alguns dos catadores, contam, são idosos e não conseguiriam trabalhar tão longe de casa.

Ação da PM deixa três mortos e dois feridos na Baixada Fluminense

sex, 19/01/2018 - 21:02

Uma ação de policiais militares deixou três mortos e dois feridos em Duque de Caxias na Baixada Fluminense, na noite desta quinta-feira.

 

De acordo com a Polícia Militar, equipes do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas iniciaram uma perseguição a criminosos armados na Linha Vermelha. Na versão da PM, durante a fuga, o carro dos criminosos se acidentou e eles saíram atirando contra os policiais.

 

Ainda segundo a PM, depois do tiroteio, cinco foram encontrados baleados. Três deles já estavam mortos e dois foram encaminhados para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna.

 

Apesar de cinco pessoas terem sido baleadas supostamente em confronto, foram apreendidas apenas três armas, sendo dois fuzis e uma pistola, e uma granada. De acordo com a PM, o grupo é proveniente da comunidade do Castelar, em Belford Roxo, também na Baixada Fluminense. Um dos feridos é suspeito de chefiar o tráfico de drogas na favela.

Suspeito de participar de assassinato de delegado do Rio é preso no Jacarezinho

sex, 19/01/2018 - 20:36

A operação conjunta das forças federais com as polícias civil e militar do Rio de Janeiro prendeu nesta quinta-feira na comunidade do Jacarezinho, um suspeito de matar o delegado civil Fábio Monteiro.

 

O delegado foi morto quando passava de carro pelas proximidades da favela, na última sexta-feira. A polícia acredita que ele tenha sido morto por criminosos do Jacarezinho.

 

Diogo de Almeida da Silva teve sua prisão temporária decretada pelo Plantão Judiciário da Capital a pedido da Delegacia de Homicídios. Segundo a Polícia Civil, com base em informações obtidas durante a operação, os agentes conseguiram reunir elementos que permitiram localizar e indiciar Diogo como um dos autores do crime.

 

Segundo as investigações, Diogo é o pai de um adolescente infrator, que também foi identificado como um dos envolvidos no homicídio e que é considerado foragido, já que existe um mandado de busca contra ele por participação no crime. A polícia também identificou Wendel Luis Silvestre como outro suspeito de participar do homicídio.

Previsão do tempo desta segunda-feira (22) para todo o Brasil

sex, 19/01/2018 - 20:24

 

Previsão do Tempo: Programete veiculado diariamente às 3h30 de segunda a sexta com produção da Rede Nacional de Rádio.

História Hoje: Taj Mahal, imperador mongol constrói o mais famoso mausoléu na Índia

sex, 19/01/2018 - 20:17

No dia 22 de janeiro de 1666 morria o imperador Shah Jahan, que ficou conhecido no mundo inteiro por ter mandado construir o Taj Mahal.

 

O famoso mausoléu foi erguido na cidade de Agra, na Índia, em homenagem Mumtaz Mahal o grande amor da vida dele.

 

História Hoje: Programete sobre fatos históricos relacionados a cada dia do ano. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.

Governo do DF assina contratos com catadores para galpões de triagem de recicláveis

sex, 19/01/2018 - 19:47

Oito cooperativas de catadores de material reciclável, que atualmente vivem dos resíduos encontrados no Lixão da Estrutural, assinaram contrato com o governo do Distrito Federal para trabalhar em cinco galpões de triagem alugados pelo GDF. O acordo é uma das medidas necessárias para acabar com o maior lixão da América Latina.

 

O governador Rodrigo Rollemberg  garantiu que o fechamento do lixão está sendo feito com a inclusão produtiva dos catadores que dependem do local para viver.

 

O governo anunciou ainda a entrega de 800 equipamentos para os galpões de triagem, como balança eletrônicas, empilhadeiras e esteiras. Também foram assinados contratos com sete cooperativas de catadores para fazerem a coleta seletiva em dez regiões.

 

Catadores da Estrutural, no entanto, afirmam que a alternativa encontrada pelo governo está longe da ideal. O representante do Movimento Nacional de Catadores e membro de uma das cooperativas do lixão, Ronei Alves da Silva, lembra que o prometido foi a construção de 12 centrais de triagem, e não o aluguel dos espaços, além da implantação de uma coleta seletiva mais ampla.

 

Admitindo que a diminuição de resíduos entregues aos catadores será uma realidade, o GDF criou uma compensação financeira temporária. Os trabalhadores dos galpões vão ter direito 360 reais por mês, mais uma remuneração por tonelada de resíduos separados, que varia entre 250 reais a 350 reais.

 

Um contrato de capacitação profissional também foi assinado com o Senai e a Federação das Indústrias do Distrito Federal.

Maior lixão da América Latina será desativado a partir deste sábado

sex, 19/01/2018 - 19:19

Restos de alimentos, embalagens de bebidas, livros, eletrodomésticos, rejeitos da construção civil, membros de pessoas e até feto. Durante quase seis décadas o lixão da estrutural , o maior da América Latina, recebeu tudo isso e muito mais.

 

As duas mil e 700 toneladas recolhidas diariamente no DF serão encaminhadas para o Aterro Sanitário de Samambaia, região administrativa.

Páginas