Você está aqui

Também na Radioagência Nacional

Subscrever feed Também na Radioagência Nacional
Atualizado: 9 minutos 5 segundos atrás

Líder da Igreja Universal é investigado em Portugal por suposta rede internacional de adoção ilegal

ter, 12/12/2017 - 11:52

O bispo Edir Macedo, líder máximo da Igreja Universal do Reino de Deus, é acusado de fazer parte de uma rede internacional de adoção ilegal de crianças. 

 

A denúncia vem de Portugal, de uma série de reportagens produzidas por uma emissora de televisão. O Ministério Público português abriu um inquérito para investigar a denúncia da emissora.

 

Em nota, a Universal do Reino de Deus disse que a série de reportagens é uma campanha difamatória que contou com a colaboração de um ex-pastor, que rompeu com a igreja em 2013.

 

Acompanhe a reportagem e saiba mais. 

Marun pede indiciamento de Janot em relatório final da CPI Mista da JBS

ter, 12/12/2017 - 11:30

Prevaricação, abuso de autoridade e incitação à subversão da ordem política. Esses são os crimes que o relator da CPI Mista da JBS, deputado Carlos Marun (PMDB-MS) quer imputar ao ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot.

 

Marun, futuro ministro do governo Temer, pede, no relatório final da CPI, o indiciamento de Janot com base na Lei de Segurança Nacional. 

 

Acompanhe a reportagem e saiba mais. 

 

*A participação do repórter foi ao vivo. 

Nacional Informa: Conab estima queda de 4,7% na produção de grãos 2017/2018

ter, 12/12/2017 - 11:18

Nacional Informa: Boletim de notícias veiculado de hora em hora, com duração de três minutos. É publicado na Radioagência Nacional de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h (não há edições às 12h e às 13h). Produção do Radiojornalismo da EBC. Acesse aqui as edições anteriores.

* Este programete foi veiculado às 11h, ao vivo, nas rádios EBC.  

Edição: Leila Santos Trabalhos técnicos: Egberty Martins

Macapá registra 38 casos de caxumba em duas escolas estaduais

ter, 12/12/2017 - 10:47

A Vigilância Epidemiológica do Amapá confirmou 38 casos de caxumba em duas escolas estaduais da capital. Diante da grande quantidade de alunos, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informou que iniciou a vacinação nas duas unidades de ensino. Acompanhe a reportagem e saiba mais. 

Nacional Informa: Grêmio joga hoje contra Pachuca na semifinal do Mundial de Clubes

ter, 12/12/2017 - 10:30

Nacional Informa: Boletim de notícias veiculado de hora em hora, com duração de três minutos. É publicado na Radioagência Nacional de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h (não há edições às 12h e às 13h). Produção do Radiojornalismo da EBC. Acesse aqui as edições anteriores.

 

* Este programete foi veiculado às 10h, ao vivo, nas rádios EBC.

 

Edição: Leila Santos Trabalhos técnicos: Egberty Martins

Esquema de Cabral recebeu em propina cerca de R$ 500 milhões, diz operador em depoimento

ter, 12/12/2017 - 10:18

O juiz da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro Marcelo Bretas ouviu, nessa segunda-feira (11), acusados de participar da organização criminosa instalada durante os governos de Sérgio Cabral.

 

Sócio da construtora Carioca Engenharia, Ricardo Pernambuco confirmou que a propina paga pela empresa para a organização liderada por Cabral aumentou de R$ 200 mil para R$ 500 mil por mês com a obra da Linha 4 do MetrôRio.

 

Apontado como operador financeiro do esquema, Carlos Miranda informou que a propina era paga de acordo com o faturamento nas obras públicas do estado. Miranda admitiu controlar todas as contas do ex-governador Sérgio Cabral, inclusive as pessoais, desde a década de 1990.

 

Segundo ele, o esquema de Cabral recebeu em propina em torno de R$ 500 milhões e a maior parte foi encaminhada para o exterior. 

 

Para o procurador da República Sérgio Pinel, os depoimentos dessa segunda-feira confirmam o funcionamento da organização criminosa chefiada pelo ex-governador Sérgio Cabral.

 

Acompanhe a reportagem e saiba mais. 

Trocando em Miúdo: Saiba em quais situações a tarifa branca de energia elétrica é a melhor opção

ter, 12/12/2017 - 09:58

Olá prezada pessoa ouvinte cidadã.

 

Prepare seu bolso aí porque a conta de energia elétrica pode ficar até cinco vezes mais cara do que hoje. Calma, calma que eu explico. É que vem aí um novo jeito de calcular sua conta de luz e de energia elétrica. É a chamada tarifa branca. Vamos nessa?

 

Pois então. Quem entrar neste novo sistema, a partir do dia primeiro de janeiro do ano novo que está chegando aí, vai poder escolher o sistema de conta branca que é o seguinte. Para quem aderir, haverá três horários diferentes de cálculo da conta.

 

E aqui adianto o susto do começo da prosa, de que a conta iria ficar cinco vezes mais cara.

 

É na hora de pico de consumo de energia elétrica, das seis da tarde às nove da noite. Daí então a pessoa calcula que vale a pena continuar como está hoje. E se tem capacidade para mudar os hábitos, inclusive tomar banho e passar roupa neste horário.

 

Mas vamos em frente.

 

Se a pessoa souber usar a energia dentro destes três horários diferentes, a conta pode ficar até uns 15 % mais barata.

 

É só concentrar o uso de tudo que consome energia elétrica entre dez da noite e cinco da tarde do dia seguinte. Ou no final de semana. O mesmo vale para os feriados.

 

Agora, quem usar energia, por exemplo, entre as cinco e seis da tarde e nove e dez da noite, paga três vezes mais caro do que os outros.

 

Maria Inês Dolci, vice-presidente da Proteste-Associação de Consumidores. explica se a tarifa branca de energia elétrica vai valer a pena.

 

Vamos então para os detalhes.

 

Dia primeiro vale para quem consome, na média, todo mês, mais de 500 kWh, ou seja, quilowat hora.

 

É só olhar na conta que aparece. Mas tem o seguinte. Mesmo nesta faixa de consumo, ninguém vai ser obrigado a passar para a tarifa branca.

 

Também pode aceitar, já agora em janeiro, quem começar uma conta nova.

 

Para acertar isso, tem que ir na distribuidora de energia elétrica da sua cidade.

 

Tem mais uma coisa importante. Quem aceitar a cobrança branca e depois achar que não vale a pena, pode sair a qualquer hora.

 

Terminando a prosa para economizar tempo. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica, agora em janeiro pode migrar o consumidor que gaste mais de 500 quilowats-hora por mês.

 

Em janeiro de 2019, vai valer para quem gasta mais de 250 quilowat-hora e a partir de janeiro de 2020, vai valer para todo mundo.

 

De qualquer forma, já sabe. Mesmo na conta normal. É bom não passar roupa no horário de pico. Ajuda todo mundo porque a companhia de luz acaba gastando mais. Quer dizer. Repassando para a conta de todos.

 

Então, tá.

 

Inté e axé.

 

Trocando em Miúdo: Quadro do programa "Em Conta", da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda a sexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.

Viva Maria: Manifesto assinado por 170 mulheres defende o direito de decidir sobre o aborto

ter, 12/12/2017 - 09:34

No apagar das luzes do ano legislativo, a Câmara dos Deputados e o Senado resolveram colocar na pauta das discussões as mudanças nas regras dos planos de saúde, o porte de arma de fogo em área rural e o aborto que , por sinal está inserido numa Proposta de Emenda à Constituição, (PEC), que prevê novas regras para licença-maternidade em caso de bebês prematuros!

 

Até aí, nada a  ser polemizado em relação à PEC 181/15 .

 

Só que ao tramitar na Comissão Especial  que discute a matéria,  a PEC  passou a prever o direito à vida desde a concepção!

 

Na prática, isso pode proibir o aborto nos casos já permitidos atualmente: quando a mulher é vítima de estupro; quando a gravidez representa risco de vida da mãe e quando o feto tiver anencefalia.

 

E diante da ameaça aos direitos reprodutivos e sexuais das mulheres do Brasil, um manifesto pelo direito de decidir assinado por mais de 170 Marias!

 

E quem tem os detalhes sobre essa ação mobilizadora é Jacqueline Pitanguy, ela que foi que foi presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher e, hoje, é coordenadora executiva da ONG Cidadania, Estudo, Pesquisa, Informação e Ação (Cepia).  Diga lá, Jacqueline!

 

Viva Maria: Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.

Nacional Informa: Igreja Universal é investigada em Portugal por suposta rede de adoções ilegais

ter, 12/12/2017 - 09:32

Nacional Informa: Boletim de notícias veiculado de hora em hora, com duração de três minutos. É publicado na Radioagência Nacional de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h (não há edições às 12h e às 13h). Produção do Radiojornalismo da EBC. Acesse aqui as edições anteriores. * Este programete foi veiculado às 9h, ao vivo, nas rádios EBC. Edição: Leila Santos Trabalhos técnicos: Egberty Martins

História Hoje: Pagu, a musa do movimento modernista, morreu há 55 anos

ter, 12/12/2017 - 08:37

Em 12 de dezembro de 1962, ao 52 anos morria em Santos, vencida pelo câncer, Patrícia Rehder Galvão, a Pagu. 

 

A escritora, poeta, diretora de teatro, tradutora, desenhista e jornalista.  nasceu em 9 de junho de 1910, em São João da Boa Vista, no interior de São Paulo.

 

Foi celebrada como musa do movimento modernista, pela proximidade com o casal Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral que a apresentaram ao movimento antropofágico e praticamente a “adotaram” quando ela ainda tinha 19 anos.

 

Em 1930, em um escândalo para a sociedade da época, Oswald se separou de Tarsila e se casou com Pagu que estava grávida de seu primeiro filho.

 

Casados, os dois entram no Partido Comunista e, em 1931, ao participar da organização de uma greve de estivadores em Santos, ela é presa pela polícia de Getúlio Vargas, tornando-se a primeira mulher presa no Brasil por motivações políticas.

 

Mas esta não seria a única vez que Pagu ficaria presa. 

 

Em 1935, após participar do Levante Comunista, Pagu foi detida, torturada e condenada a dois anos de prisão.

 

Em 1938, foi novamente condenada a mais dois anos.  Por causa de sua militância, ela foi presa 23 vezes.

 

Correspondente de vários jornais, Pagu visitou os Estados Unidos, o Japão e a China.

 

Entrevistou Sigmund Freud e assistiu à coroação de Pu-Yi, o último imperador chinês.

 

E por intermédio dele Pagu conseguiu sementes de soja, que foram enviadas ao Brasil e introduzidas na economia agrícola brasileira.

 

Pagu foi à União Soviética.

 

Registrou, no livro "Verdade e Liberdade", sua decepção com o comunismo: "o ideal ruiu, na Rússia, diante da infância miserável das sarjetas, os pés descalços e os olhos agudos de fome. Em Moscou, um grande hotel de luxo para os altos burocratas, os turistas do comunismo, para os estrangeiros ricos. Na rua, as crianças mortas de fome: era o regime comunista.”

 

Idealista, passou a defender um socialismo utópico, pacífico e libertário.

 

A defesa da mulher pobre e a crítica ao papel conservador feminino na sociedade permearam a vida e as obras de Pagu.

 

História Hoje  Pesquisa e Redação: Beatriz Arcoverde Sonoplastia Messias Melo Apresentação: Carmem Lúcia

 

História Hoje: Programete sobre fatos históricos relacionados a cada dia do ano. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.

Nacional na Copa: Saiba quais países já chegaram a uma final do Mundial

ter, 12/12/2017 - 08:33

Alemanha e Argentina é o jogo final que mais vezes aconteceu nas Copas do Mundo. Foi o primeiro em duas Copas consecutivas: em 86 e em 90.

 

Foram 3 jogos, a Argentina venceu o primeiro por 3 a 2, no México, em 86. A Alemanha ganhou pela primeira vez em 90, na Itália, por 1 a 0. E voltou a ganhar, em 2014, no Rio de Janeiro, também por 1 a 0, o único jogo decidido na prorrogação.

Brasil e Itália estão em seguida com dois jogos e duas vitórias brasileiras: em 70, no México, o Brasil venceu por 4 a 1 e ficou com a posse definitiva da Jules Rimet que a Itália estava em condições de conseguir.

A segunda foi nos Estados Unidos em 94 e o Brasil ganhou na disputa das penalidades, depois de um empate sem gols nos 90 minutos e na prorrogação.

Foram 13 copas sem repetição do jogo final antes da segunda final entre Alemanha e Argentina.

Em 20 finais já participaram 12 países.

 

Acompanhe o boletim Nacional na Copa e saiba mais. 

Justiça aceita denúncia do MPF contra Rocha Loures por corrupção passiva

ter, 12/12/2017 - 08:01

Ex-deputado e ex-assessor do presidente Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures virou réu por corrupção passiva.

A Justiça Federal em Brasília aceitou, nessa segunda-feira (11), a denúncia do Ministério Público Federal contra Loures, após as investigações iniciadas a partir das delações da JBS.

 

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot denunciou Temer e Rocha Loures ao Supremo Tribunal Federal pelo crime de corrupção passiva, mas a Câmara dos Deputados não autorizou a abertura de processo. Por isso, o Supremo encaminhou a denúncia para a primeira instância do Distrito Federal.

 

Esse processo tem relação com uma mala com R$ 500 mil flagrada com Loures, em uma ação filmada e acompanhada pela Policia Federal (PF) em São Paulo em abril deste ano.

 

Loures cumpre prisão domiciliar enquanto responde ao processo criminal.

 

A mala foi entregue pelo ex-executivo da JBS Ricardo Saud, a mando de Joesley Batista. Os dois hoje estão presos. 

 

A ação  relacionada com o presidente Michel Temer deverá ser analisada somente quando Temer deixar a Presidência.

A Presidência sempre negou as acusações.

 

* Defesa de Rocha Loures:  O advogado de defesa de Rocha Loures, Cezar Bitencourt, emitiu nota na qual informou que se for mantida na 10ª Vara Federal em Brasília a análise do caso contra seu cliente, essa decisão seria inconstitucional uma vez que “indiretamente estará sendo julgado o Presidente [Michel Temer], visto que os fatos e as provas são as mesmas”.

Segundo o advogado, assim, a decisão do ministro do STF Edson Fachin de desmembrar o processo estaria em desacordo com a Carta Magna.

Prefeitura do Rio deve apresentar até o dia 21 cálculos do reajuste da tarifa de ônibus

ter, 12/12/2017 - 07:30

A Prefeitura do Rio vai apresentar à Justiça dois cálculos emergenciais para o reajuste da passagem de ônibus em 2018. Os cálculos devem ser feitos com base na fórmula prevista em contrato, que leva em conta índices oficiais. 

 

O compromisso foi assumido  pela Secretaria Municipal de Transportes em audiência especial nessa segunda-feira (11) na 13ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

 

A audiência foi sobre três processos envolvendo a climatização dos ônibus da capital fluminense e o reajuste de tarifas.

 

Em um dos cálculos, a fórmula vai ser aplicada com base no valor da passagem de R$ 2,40, vigente no início do contrato, em 2010, que será atualizada ano a ano até 2017. No outro cálculo, será considerado o valor da tarifa vigente.

 

A prefeitura tem até o dia 21 deste mês para apresentar esses cálculos à 15ª Vara de Fazenda Pública, que cuida do processo do reajuste anual e é quem deve dar a palavra final.

 

Por duas vezes, só este ano, a Justiça determinou a redução das tarifas dos coletivos da cidade. A tarifa, que era de R$ 3,80 foi para R$ 3,40. Nova audiência foi agendada para janeiro.

 

Acompanhe a reportagem e saiba mais. 

Previsão do tempo para esta terça-feira (12) em todo o país

ter, 12/12/2017 - 07:12

Previsão do Tempo: Programete veiculado diariamente  de segunda a sexta com produção da Rede Nacional de Rádio.

Eduado Paes e Pedro Paulo estão inelegíveis por oito anos, decide TRE

seg, 11/12/2017 - 20:50

TRE do Rio suspende direitos políticos de Eduardo Paes e Pedro Paulo.

 

Os dois peemedebistas podem recorrer ao TSE.

 

As informações com Fabiana Sampaio. 

Jovens negras têm o dobro de chance de serem assassinadas do que as brancas

seg, 11/12/2017 - 20:40

Em quase todas as unidades da federação as jovens negras correm mais riscos de serem vítimas da violência do que as jovens brancas.

 

Estes são alguns dados do Índice de Vulnerabilidade Juvenil à violência 2017, lançado hoje pela Secretaria Nacional de Juventude, Unesco e Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

 

A inovação do índice apresentado nesta segunda-feira (11) é exatamente a influência da questão de gênero na determinação da vulnerabilidade juvenil à violência.

 

A jovem negra, de 15 a 29 anos, tem mais que o dobro de riscos de ser assassinada do que as jovens brancas na mesma faixa etária. De acordo com o Atlas da Violência 2017, enquanto a taxa de homicídios de mulheres brancas caiu 7,4% entre 2015 e 2017, a taxa de mortalidade de mulheres negras aumentou 22%.

 

No topo da desigualdade entre taxas de homicídios estão os estados do Rio Grande de Norte, no qual as jovens negras morreram 8,11 vezes mais do que as jovens brancas, e o Amazonas, cujo risco relativo é de quase 7%.

 

 

Para a representante da Unesco no Brasil, Marlova Noleto, no Brasil há um genocídio dos jovens negros com o qual não se pode mais conviver.

 

Na avaliação de Noleto há um perfil desenhado da violência no país e políticas públicas são necessárias.

 

SONORA : As mortes dos jovens negro elas têm sim um território, porque são sobretudo ela tem escolaridade, elas tem cor, são os jovens negros e ela tem gênero, porque nós destacamos que as jovens negras elas têm mais chances de morrer. É preciso ter políticas públicas focalizadas nos jovens negros para reverter esses indicadores.

 

Já o Secretário de Juventude Assis Filho falou sobre a dívida histórica que o Estado brasileiro tem com a população negra e disse que é preciso criar uma força tarefa para reequilibrar esses números. Contudo, Assis filho precisou justificar porque os R$ 12 milhões previstos na pasta, que deveriam ter sido investidos em 2017, ainda não saíram do papel.

 

O secretário falou ainda que até fevereiro de 2018 a pasta pretende implantar as estações Juventude Viva em estados e municípios com maior vulnerabilidade, apontados pelo Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência.

 

A representante da Fundação Palmares, Lorena Marques, explicou que o relatório sistematiza uma realidade que eles já sentem e já sabem, e que é preciso fazer políticas setoriais que enfrentem essa questão.

 

Lorena, a única jovem negra presente na mesa de abertura do evento não pode fazer uso da fala, que foi franqueada apenas a representantes do Governo e da ONU.

 

Questionado sobre a simbologia de a única jovem negra presente não ter falado na mesa de abertura, o secretário Assis Filho, falou que o evento ainda não havia terminado e que certamente todos teriam direito à fala posteriormente.

 

Comissão de Ética abre investigação contra ministros por uso de aviões da FAB

seg, 11/12/2017 - 20:09

A Comissão de Ética Pública (CEP) da Presidência da República abriu processo para investigar o uso indevido de aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) por cinco ministros e dois ex-ministros. Eles serão investigados por levarem parentes, amigos e até mesmo empresários em voos oficiais. 

 

Serão investigados os ministros Helder Barbalho (Integração Nacional); Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia e Comunicações); Sarney Filho (Meio Ambiente); Dyogo Oliveira (Planejamento, Desenvolvimento e Gestão) e Maurício Quintela (Transportes, Portos e Aviação Civil). E os ex-ministros Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) e Bruno Araújo (Cidades).

 

As informações com Kariane Costa. 

 

*A participação da repórter foi ao vivo. 

* Com informações da Agência Brasil. 

Autor de ataque em Nova York disse que agiu em resposta a ações de Israel na Faixa de Gaza

seg, 11/12/2017 - 19:12

Suspeito de ataque em um terminal de transporte público de Nova York não tinha antecedentes criminais, era de Bangladesh e se chama Akayed Ullah. 

 

Ele tem status de residente nos Estados Unidos. 

 

Segundo policiais que estiveram no local logo após a explosão de uma bomba caseira, o autor do ataque chegou a dizer que tinha sido uma resposta contra a ação de Israel na Faixa de Gaza. 

 

Quatro pessoas ficaram feridas. 

 

Polícia prende quadrilha que revendia celulares desviados no aeroporto de Brasília

seg, 11/12/2017 - 18:40

Uma quadrilha que revendia ilegalmente cargas desviadas do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek de Brasília foi presa neste fim de semana, pela Polícia Civil do Distrito Federal.

 

Centenas de celulares eram furtados durante o trânsito de cargas entre aviões.

 

Durante a operação Ícarus, divulgada nesta segunda-feira (11), foram 600 aparelhos apreendidos, além de dois carros e a prisão de cinco envolvidos no esquema.

 

O delegado responsável pela operação, Fernando Cesar Costa, descreve como o grupo agia.

 

O responsável pela separação das cargas da LATAM CARGO é Davi Reis, preso dentro do aeroporto.

 

Outro integrante da organização criminosa é Clebson José Santana, apontado como articulador de todo o esquema e ex-funcionário do aeroporto de Brasília, que já foi preso por furto.

 

Com os envolvidos foram apreendidos 600 aparelhos de celular e dois carros.

 

Os celulares originais eram revendidos pela quadrilha, em uma banca na Feira dos Importados de Brasília, por preços que chamavam a atenção.

 

O delegado Costa relatou que um aparelho que custa R$ 5 mil no mercado regular, era vendido por R$ 3 mil, na banca, abastecida por um dos detidos.

 

Segundo a Polícia Civil, a LATAM já investigava internamente o sumiço de mercadorias desviadas, cujos valores podem chegar a R$ 2 milhões.

 

Em nota, A LATAM Cargo informou que está colaborando ativamente com as autoridades policiais desde o início das investigações.

 

Documentário Nosso Sagrado é lançado no Rio

seg, 11/12/2017 - 18:21

Em tela, a história e a memória do povo de terreiro sobre a repressão sofrida.

 

Em pleno século 21, a tentativa de calar os rituais à força e a prova dessa perseguição aos praticantes da umbanda e do candomblé ganham corpo no documentário Nosso Sagrado, lançado nesta segunda-feira (11), no Circo Voador, no Rio.

 

A história é contada a partir dos objetos sagrados apreendidos na Primeira República e na era Vargas, com base no código penal de 1890, que proibia a prática dessas religiões.

 

Produzido pela Quiprocó filmes, em parceria com a campanha Libertem Nosso Sagrado, impulsionada por diversas lideranças religiosas, organizações e pelo mandato do deputado estadual Flávio Serafini, do PSOL, o filme assume o papel de pressionar o poder público para que faça a reparação histórica a essas comunidades, como explica Fernando Sousa, que dirige o documentário junto com Gabriel Barbosa e Jorge Santana.

 

O documentário também aborda a atualidade do tema, diante dos casos recentes de intolerância e racismo religioso.

 

Apesar do apelo dos movimentos e da repercussão do caso, o acervo com cerca de 200 peças, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Iphan, na década de 30, se encontra ainda hoje em posse da Polícia Civil.

Páginas