Você está aqui

Também na Radioagência Nacional

Subscrever feed Também na Radioagência Nacional
Atualizado: 6 minutos 18 segundos atrás

Lojistas do Rio calculam em R$ 1 bilhão gastos com segurança privada

ter, 19/09/2017 - 19:17

Os lojistas do Rio de Janeiro pagaram R$ 1 bilhão em segurança de janeiro a junho deste ano. Os gastos incluem contratação de vigilantes, equipamentos eletrônicos, grades, blindagens de portas, reforço de vitrines e seguro. Os dados foram divulgados hoje (19) pelo Clube de Diretores Lojistas, o CDL.

 

A pesquisa ouviu 750 lojistas e mostra também que dos entrevistados 180 já tiveram seus estabelecimentos assaltados, furtados ou roubados. O número é cerca de 20% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.

 

O presidente do CDL Rio, Aldo Gonçalves, reclama que os lojistas estão fazendo um papel que deveria ser do estado.

 

De acordo com o CDL, mais de 4 mil estabelecimentos comerciais fecharam suas portas entre janeiro e junho na capital fluminense, 76% a mais do que o registrado no mesmo período do ano passado, e no estado do Rio, o número de lojas fechadas já chega a 9.700 lojas.

 

Em resposta às declarações do CDL, a Secretaria de Estado de Segurança divulgou uma nota afirmando que tem como principais diretrizes a preservação da vida e dignidade humana, o controle dos índices de criminalidade e a atuação qualificada e integrada das polícias.

 

O texto diz, no entanto, que não se pode deixar de levar em consideração o cenário econômico de dificuldades pelo qual passa o estado do Rio. Ainda de acordo com a nota, esse cenário tem impactado os recursos humanos e materiais à disposição das forças policiais, o que tem demandado um enorme esforço de gestão. A Secretaria de Segurança afirma ainda que, sem custos aos cofres públicos, implementou medidas de monitoramento qualificado da criminalidade violenta.

Primeira turma do STF absolve o senador do Acre Sérgio Petecão

ter, 19/09/2017 - 19:10

O senador Sérgio de Oliveira Cunha, mais conhecido como Sérgio Petecão, do PSD do Acre, foi absolvido pela primeira turma do Supremo Tribunal Federal da acusação de corrupção eleitoral na eleição de 2006.

 

Nesta terça-feira, os ministros entenderam, em decisão unânime, que não há prova suficiente para a condenação do parlamentar.

 

A denúncia feita pelo Ministério Público Eleitoral apontava que Petecão teria realizado compra de votos ao ofertar obras e outras vantagens em troca de apoio político.

 

O relator da matéria, Alexandre de Moraes, ressaltou em seu voto que as provas produzidas não confirmaram os fatos da denúncia. Segundo ele, no caso, a prova testemunhal não foi suficiente para confirmar a oferta de vantagens feitas pelo senador.

 

Em 2006, Sérgio Petecão disputava uma vaga na Câmara dos Deputados. Em 2011, assumiu a cadeira de senador.

Jungmann defende força-tarefa para combater crime organizado no Rio

ter, 19/09/2017 - 19:01

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse nesta segunda-feira (18) que vai propor à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a criação de uma força tarefa para combater o crime organizado no Rio. O objetivo seria levantar informações, identificar, denunciar e processar os agentes públicos que estejam envolvidos com o crime organizado no Rio de Janeiro.

 

Para Jungmann, a criação da força tarefa é necessária para complementar o trabalho feito pelas forças de segurança no combate ao que ele chamou de estado paralelo controlado pelo crime organizado.

 

De acordo com o ministro, o grupo seria formado por membros do Judiciário federal, do Ministério Público Federal e da Polícia Federal.

 

Jungmann falou ainda sobre a atuação das Forças Armadas na Região Metropolitana do Rio e assegurou que elas vão permanecer até o fim do governo do presidente Michel Temer.

Comissão da Câmara Legislativa do DF vai discutir impasse sobre reforma da Previdência

ter, 19/09/2017 - 18:53

Uma reviravolta pode mudar os rumos da lei que une os fundos do Iprev e cria o plano de previdência complementar dos servidores do DF. Após a justiça conceder liminar que suspendeu a votação do projeto da reforma da previdência do DF, uma reunião foi convocada entre deputados e centrais sindicais para debater um texto substituto ao projeto.

 

Atualmente, existem dois textos apontados como alternativa ao texto original, embargado pela justiça. Durante o debate de apresentação desses substitutivos, o presidente da Casa, deputado Joy Valle declarou que independentemente do teor do documento, votaria contra o projeto. A declaração foi vista com surpresa já que o voto do presidente era desconhecido desde então.

 

Em seguida o deputado Wellington Luiz, que estava em dúvida sobre o voto,  também declarou contrariedade ao projeto. Isso desestabilizou a balança do GDF, que precisa de 13 votos para aprovar o texto. Até então, a expectativa é de que o projeto passaria com folga, graças à base aliada. 

 

O que se discute na Câmara agora é que, se fosse votado hoje, o projeto não passaria, já que o executivo teria um total de 11 votos. Há, inclusive uma mudança de discurso: os mesmos deputados que aprovaram o projeto inicial em três comissões no mesmo dia, agora concordam que a matéria é complexa e precisa ser debatida com calma. 

 

E para ampliar esse debate, os deputados transformaram a sessão de amanhã (20) em comissão geral para debater soluções para o impasse que envolve todo o projeto de lei e o substitutivo.

 

As centrais sindicais presentes na reunião estão se mostrando contrárias a proposta apontada como solução da crise financeira no DF. A situação é de pressão para todos os lados. Na tarde desta segunda, o governador Rodrigo Rollemberg voltou a dizer que se a lei não for aprovada com urgência, o parcelamento dos salários dos servidores será inevitável.

 

Todo o imbróglio depende agora da resposta do STF, que deve decidir sobre a continuidade da tramitação do projeto a qualquer momento. É importante lembrar a relação do GDF com os fundos do Iprev se desenrola desde o início da atual gestão:  foram retirados R$ 1,2 milhão em 2015 e R$ 500 milhões em 2016 para cobrir rombos do governo.

Ministério Público recorre contra absolvição de pai que espancou filha

ter, 19/09/2017 - 18:44

O Ministério Público de São Paulo entrou com recurso da decisão do juiz Leandro Bittencourt Cano, do juizado de violência doméstica e familiar contra a mulher, na cidade de Guarulhos. Ele inocentou o pai que espancou a filha com o fio de uma antena porque ela perdeu a virgindade.

 

A agressão resultou em vários ferimentos pelo corpo da adolescente de 13 anos que também teve o cabelo cortado a força.

 

Segundo a sentença do juiz, o ato foi considerado um método disciplinar legítimo e usado com moderação.

 

Já a defensora pública Ana Rita Prata, acredita que a violência pode ser enquadrada como crime tanto pela lei Maria da Penha quanto pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, mas isso não foi feito por causa do machismo.

 

Em nota, a promotoria de Justiça Criminal de Guarulhos informou que não concordou com a decisão do juiz, o que justificou o recurso ao Tribunal de Justiça de São Paulo.

STJ prorroga afastamento de cinco conselheiros do Tribunal de Contas do Rio

ter, 19/09/2017 - 18:36

O Superior Tribunal de Justiça prorrogou por mais 180 dias o prazo de afastamento dos cinco conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro suspeitos de integrar um esquema de propina para por um grupo de empresários. O afastamento inicial terminaria em outubro.

 

A decisão já foi comunicada à presidente interina do TCE-RJ, Marianna Montebelo, que enviou para todas as áreas da côrte um memorando informando a decisão e destacando que o trabalho no Tribunal seguirá no modelo já aprovado pelo STJ.

 

O então presidente do TCE do Rio, Aloísio Neves, e os conselheiros Domingos Brazão, José Gomes Graciosa, José Maurício Nolasco e Marco Antônio Alencar foram afastados em abril, após cumprirem prisão temporária.

 

Eles são alvo da Operação Quinto do Ouro, fundamentada na delação do ex-presidente do TCE-RJ, Jonas Lopes, que revelou aos procuradores do Ministério Público um esquema de venda de decisões na corte.

Professores e funcionários da UERJ podem retomar paralisação de atividades

ter, 19/09/2017 - 18:26

Os professores e funcionários da Universidade do Estado do Rio de Janeiro vão decidir, em assembleia que será realizada na próxima quinta-feira (21), se voltarão a paralisar as atividades em função do atraso nos salários.

 

O professor do Instituto de Ciências Sociais do Departamento de Sociologia, Dário Souza e Silva, disse que não houve uma “mudança substancial do quadro geral” desde a última paralisação, que terminou no fim de agosto. E, por esta razão, a categoria vai avaliar novamente se a greve é a melhor estratégia para pressionar o governo a regularizar os pagamentos e dar condições de trabalho para professores e funcionários da instituição.

 

O professor explicou que há 30 dias uma comissão foi recebida pelo deputado Edson Albertassi, líder do governo na Alerj, que prometeu encaminhar a demanda dos servidores ao governador Luiz Fernando Pezão.

 

Para lembrar esta promessa, nesta terça-feira (19), a Asduerj, Associação de Docentes da Uerj, realizou uma aula pública em frente ao Palácio Guanabara.

 

Por nota, a Secretaria de Estado de Fazenda informou que todos os servidores do estado, incluindo a Uerj, que têm salário de até R$ 2.050 líquido, receberam os vencimentos de agosto no dia 15 deste mês.

 

A nota informa que, para os demais, o pagamento depende da arrecadação tributária e a data será divulgada posteriormente. Com relação ao 13º do ano passado, a Sefaz informou que o pagamento será feito quando chegarem os recursos oriundos da operação de crédito lastreada nas ações da Cedae.

Terremoto no México deixa mortos e destruição; voos estão suspensos

ter, 19/09/2017 - 18:18

Um terremoto de 7.1 graus na escala Richter atingiu o México nesta terça-feira (19) provocando mortes e destruição.

 

Ainda não há o número confirmado de vítimas.  

 

As informações com Katiuscia Neri. 

 

* A participação da repórter foi ao vivo na TV Brasil. 

Atleta britânica desaparecida no Amazonas foi vítima de latrocínio

ter, 19/09/2017 - 18:03

A atleta britânica que desapareceu no Rio Solimões, na última quarta-feira (13), foi vítima de latrocínio, roubo seguido de morte, segundo a Polícia Civil do Amazonas.

 

Emma Kelty, de 43 anos, viajava sozinha em um caiaque desde o mês passado.

 

Ela saiu do Peru e teria entrado no Brasil pelo município de Tabatinga, na tríplice fronteira, sumindo em uma área perto de Coari, a 363 quilômetros de Manaus.

 

Um adolescente de 17 anos, acusado de envolvimento no caso, foi apreendido e outras seis pessoas estão sendo procuradas.

 

Ele contou, em depoimento, que a mulher estava acampando na Ilha do Boieiro, localizada em frente à Comunidade Lauro Sodré, quando foi abordada pelos infratores, que levaram os pertences e o dinheiro da atleta.

 

O adolescente informou ainda à polícia que a britânica foi atingida por dois tiros de espingarda calibre 20 e que o corpo dela foi jogado no Rio Solimões.

 

Moradores da Comunidade também foram ouvidos e relataram que viram Emma Kelty ainda com vida.

 

Eles encontraram a embarcação e objetos pessoais dela, como roupas e sapatos.

 

De acordo com informações da BBC Brasil, a Rede de Notícias Britânica, a mulher fez postagens na rede social Twitter antes do desaparecimento.

 

Em uma delas, a esportista disse tervisto dezenas de homens "armados com rifles e flechas" em barcos.

 

O local seria o mesmo onde um delegado também sumiu após um confronto com traficantes de drogas colombianos que atuam na área. O corpo dele nunca foi encontrado.

 

Por volta de 10 horas da noite da última quarta-feira (13),  conforme declarou a Polícia Civil, uma empresa ligou para o Comando do 9° Distrito Naval informando que o localizador de emergência da atleta havia sido acionado.

 

No dia seguinte, pela manhã, a Marinha e mergulhadores do Corpo de Bombeiros iniciaram as buscas.

 

O trabalho continua na área onde o adolescente apontou que o grupo teria jogado o corpo da vítima.

Nacional Informa: Polícia do DF investiga morte de haitiano no presídio da Papuda

ter, 19/09/2017 - 17:32

Nacional Informa: Boletim de notícias veiculado de hora em hora, com duração de três minutos. É publicado na Radioagência Nacional de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h (não há edições às 12h e às 13h). Produção do Radiojornalismo da EBC. Acesse aqui as edições anteriores.

 

* Este programete foi veiculado às 17h, ao vivo, nas rádios EBC.

Edição: Leila Santos Trabalhos técnicos: Jaime Batista

Rock in Rio divulga regras para reembolso do show de Lady Gaga

ter, 19/09/2017 - 16:58

Quem comprou ingresso para o primeiro dia do Rock in Rio, devido ao cancelamento do show de Lady Gaga pode pedir a devolução do dinheiro. 

 

A direção do Festival divulgou as regras para o reembolso, que estará disponível a partir do próximo dia 28 até o dia 1º de novembro.

 

Para reaver o valor do ingresso, é necessário informar o código da pulseira e não ter usado o acessório para entrar na Cidade do Rock.

 

Não é preciso digitar o código da pulseira caso o usuário não a tenha retirado em ponto físico.

 

A forma da reposição do dinheiro está vinculada ao meio utilizado para pagar as entradas.

 

Em hipótese alguma haverá devolução em espécie nas bilheterias. Pulseiras que foram utilizadas para entrar no festival não serão reembolsadas.

 

As informações sobre o reembolso estão no site rockinrio.com.

 

Fogo atinge 1,5 mil hectares da Floresta Nacional de Brasília; bombeiros controlam chamas

ter, 19/09/2017 - 16:38

Um incêndio de grandes proporções já está controlado na Floresta Nacional de Brasília, que se situa na região de Taguatinga. Neste momento, uma equipe dos Bombeiros, voluntários e brigadistas continuam no parque fazendo o rescaldo para apagar os últimos focos.

 

Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo atingiu 1.500 hectares da Floresta Nacional. O local, que é aberto a trilhas para a população, atraindo muitos ciclistas, está com a visitação suspensa.

 

Os bombeiros pedem aos visitantes do parque que evitem deixar qualquer lixo nas trilhas. Até mesmo uma garrafa de plástico, exposta ao sol, pode desencadear novos focos de incêndio.

 

Há 120 dias não chove em Brasília. A umidade do ar hoje pode chegar a 20%. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a partir de amanhã há uma pequena possibilidade de chuvas.

Depoimentos da CPMI da JBS devem começar na próxima semana

ter, 19/09/2017 - 16:32

Os trabalhos da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que investiga irregularidades no grupo JBS devem ser definidos nesta quarta-feira (20). De acordo com o relator da CPI mista, deputado Carlos Marun, do PMDB, o plano de trabalho da comissão será apresentado nesta quarta e os depoimentos devem começar na semana que vem.

 

E entre os primeiros depoentes que devem ser convocados pela comissão, está o procurador Ângelo Goulart. Preso em maio e solto em agosto, o procurador é acusado de atuar como informante do empresário Joesley Batista nas investigações e em troca do recebimento de R$ 50 mil por mês. Mas o procurador nega as acusações.

 

Segundo o relator da CPI Mista, Ângelo Goulart precisa explicar as afirmações que fez em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, afirmando que o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, firmou acordo de delação com a JBS para derrubar o presidente Michel Temer e impedir a nomeação de Raquel Dodge para chefia o Ministério Público Federal.

 

Mas, deputados da oposição afirmam que os governistas querem usar a CPI Mista para retaliar Rodrigo Janot, que em sua última semana à frente do cargo, denunciou Michel Temer por obstrução à Justiça e organização criminosa.

 

Frente às críticas, o relator Carlos Marun, que é um dos maiores defensores do presidente, rebate.

 

Marun também afirmou que os empresários Joesley e Wesley Batista devem ser convocados para prestar depoimento. E se posicionou a favor da manutenção das provas entregues pelos empresários. Disse, apenas, que os interrogatórios devem ser desconsiderados, mas que documentos devem ser mantidos.

 

Nacional Informa: Secretário-geral da ONU promete tolerância zero com abusos sexuais

ter, 19/09/2017 - 16:20

Nacional Informa: Boletim de notícias veiculado de hora em hora, com duração de três minutos. É publicado na Radioagência Nacional de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h (não há edições às 12h e às 13h). Produção do Radiojornalismo da EBC. Acesse aqui as edições anteriores.

 

* Este programete foi veiculado às 16h, ao vivo, nas rádios EBC.

Edição: Leila Santos Trabalhos técnicos:  Egberty Martins

Ministro da Saúde espera que planos de saúde populares estejam disponíveis ainda este ano

ter, 19/09/2017 - 16:15

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou nesta terça-feira (19) que espera que os planos de saúde populares estejam regulamentados e disponíveis no mercado ainda este ano.

 

Para que isso seja possível, a Agência Nacional de Saúde Suplementar precisará instituir parâmetros de fiscalizaçao flexíveis, já que os planos populares não vão oferecer o rol básico de procedimentos que atualmente são obrigatórios a todos.

 

O ministro participou da abertura da Conferência Brasileira de Seguros e durante o evento pediu à Federação Nacional de Planos de Saúde que elabore uma proposta de regulamentação do novo serviço e encaminhe para avaliação da ANS.

 

De acordo com ele, as novas opções vao possibilitar que o SUS se torne opção prioritária apenas para quem não pode pagar  e assim tenha melhor qualidade. 

 

Mas para o vice-presidente da Abrasco,  a Associação Brasileira de Saúde Coletiva, José Antônio Sestelo, o argumento do ministro da Saúde não procede.

 

Na semana passada, a agência reguladora já deu sinal verde para o oferecimento de novos modelos mais baratos de planos semelhantes a opções já disponíveis no mercado, como aqueles com taxas de coparticipação por procedimento  ou com diferentes tipos de acomodação.

 

A ANS também deve liberar opções em que não seja obrigatória a cobertura de internação de emergência 24 horas após a contratação, como é atualmente. 

Justiça eleitoral nega pedido de Garotinho; ex-governador vai continuar em prisão domiciliar

ter, 19/09/2017 - 15:53

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro negou o pedido de habeas corpus feito pela defesa do ex-governador do estado Anthony Garotinho.

 

Com isso, Garotinho vai continuar em prisão domiciliar, em sua residência, em Campos dos Goytacazes, no norte fluminense.

 

Por determinação da Justiça Eleitoral, ele é monitorado por tornozeleira eletrônica, não pode usar telefone ou internet, e deve ter contato apenas com familiares próximos e advogados.

 

No julgamento do habeas corpus, os desembargadores do TRE concordaram com os argumentos usados pelo juiz Ralph Machado Júnior, da 100ª Vara Eleitoral do Rio de Janeiro, que decretou a prisão domiciliar na última quarta-feira (13) , após condenar Garotinho a 9 anos e 11 meses de prisão, por corrupção eleitoral, associação criminosa, coação de testemunhas e supressão de documentos.

 

Para os magistrados, existem elementos concretos que mostram que Garotinho continuou praticando crimes ao longo do processo, ao intimidar testemunhas e destruir provas.

 

A defesa de Garotinho, lamentou a decisão e informou que vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral.

 

Os advogados disseram ainda que o processo é fruto de perseguição política e que a prisão é ilegal e impede Garotinho trabalhar e sustentar a família.

 

O processo apura um esquema de compra de votos, através de um programa social da prefeitura de Campos.

 

O caso ocorreu em 2016, quando o município era administrado pela mulher do ex-governador, Rosinha Garotinho.

 

De acordo com as investigações, o objetivo era eleger candidatos apoiados por Garotinho para a prefeitura e a Câmara de Vereadores de Campos. 

Custo de vida das famílias está mais baixo em Porto Alegre, Rio, São Paulo, Brasília e Salvador

ter, 19/09/2017 - 15:33

O custo de vida das famílias está mais baixo em Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Salvador. É o que indicam os resultados do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), entre a primeira e a segunda semanas de setembro, em sete capitais. A maior queda foi observada em Porto Alegre.

Também registraram quedas e passaram a ter deflação, quando os preços estão negativos, as cidades de Rio de Janeiro e São Paulo. Mais duas cidades também tiveram queda, mas continuaram registrando inflação: Brasília e Belo Horizonte. Salvador e Recife tiveram alta na taxa, mas os preços seguem negativos.

O IPC-S considera as variações de preços de 465 itens em despesas como alimentação, habitação, transportes, saúde e cuidados pessoais, entre outras classes de despesas das famílias com renda mensal entre um e 33 salários mínimos.

Nacional Informa: PF investiga quadrilha que fazia comércio ilegal de TV via satélite

ter, 19/09/2017 - 15:22

Nacional Informa: Boletim de notícias veiculado de hora em hora, com duração de três minutos. É publicado na Radioagência Nacional de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h (não há edições às 12h e às 13h). Produção do Radiojornalismo da EBC. Acesse aqui as edições anteriores.

 

* Este programete foi veiculado às 15h, ao vivo, nas rádios EBC.

Edição: Paula de Castr Trabalhos técnicos:  Rafael Thomaz

Trocando em Miúdo: Entendendo como a taxa Selic tem impacto no bolso do cidadão 2

ter, 19/09/2017 - 14:52

Olá, prezada pessoa ouvinte cidadã.

 

A cada 45 dias o Copom decide se aumenta ou diminui a  Selic. Entendeu? Assim, nem eu. E se eu disser que a taxa básica de juros, a Selic, ela mexe aí no seu bolso e até no rendimento de sua caderneta de poupança? Então, vamos nessa.

Professor de Economia do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais, Ibmec de Minas Geais, Felipe Leroy. Começando pelo básico. Que diacho é esse tal de Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, mais conhecido por taxa Selic?

 

Vamos lá, professor, para não ficar dúvida no ouvido do nosso ouvinte. Eu tenho dinheiro investido. Empresto dinheiro para o governo e para o banco. Quer dizer então que com a Selic caindo, como está, meu rendimento cai também?

 

De qualquer forma, professor Felipe Leroy, quando o Comitê de Política Monetária (Copom) reduz a taxa Selic, isso pode, de repente, ser uma coisa boa, positiva para a economia ou não?

 

É, mas a gente tem que aceitar uma coisa. Com a taxa Selic menor, os gastos do governo diminuem, certo? Como assim? É que o governo paga os juros da dívida pública trilionária com base na taxa Selic.

 

Então, professor, uma perguntinha que todo mundo faz. Se a taxa Selic está em 8,25% ao ano, por que, então, eu pago juros acima de 400% no caso dos cheques parcelados?

 

Só por isso ou tem outra desculpa para os bancos com taxas de juros tão altas?

 

Obrigado pela aula de graça, professor de economia do Ibmec de Minas Gerais, Felipe Leroy. E quem tiver alguma dúvida ou ideia mande para a gente: emconta@ebc.com.br

 

Então, tá. Inté e axé.

 

 

Trocando em Miúdo: Quadro do programa "Em Conta", da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda a sexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.

Furacão Maria causa destruição em Dominica e segue para Porto Rico e Ilhas Virgens

ter, 19/09/2017 - 14:46

O furacão Maria atingiu a pequena ilha de Dominica, no Caribe, com ventos de 240 Km/h na categoria 5, considerada extremamente perigosa na escala Saffir-Simpson.

 

Segundo as primeiras informações, a devastação foi generalizada. A previsão é de que, hoje à noite, o furacão Maria atinja Porto Rico e Ilhas Virgens. 

 

Confira detalhes. 

Páginas