Você está aqui

Também na Radioagência Nacional

Subscrever feed Também na Radioagência Nacional
Atualizado: 6 minutos 5 segundos atrás

Mais um vereador de Cuiabá tem mandato cassado devido a fraude com candidaturas de mulheres

sex, 15/09/2017 - 12:54

Mais um vereador de Cuiabá teve o mandato cassado pela justiça eleitoral de Mato Grosso. Marcrean Santos, do PRTB, foi eleito pela coligação Dante Oliveira I, que está sendo acusada de fraudar candidaturas de mulheres para preencher cotas de gênero e poder ampliar o número de candidatos homens da coligação no pleito municipal do ano passado.

 

De acordo com o promotor de Justiça Eleitoral Vinícius Gahyva, procedimentos instaurados pelo Ministério Público Eleitoral para apurar supostas fraudes nas eleições resultaram na cassação de dois vereadores e a anulação dos votos destinados a eles e às chapas que eles faziam parte.

 

Sonora: “Essas ações foram propostas diante de coligações que, efetivamente, acabaram por lançar candidaturas fictícias, única e exclusivamente, com o objetivo de fraudar o regime legal eleitoral para fazer frente à possibilidade de lançar candidaturas a mais, especialmente de homens.”

 

Ainda segundo o promotor, mesmo as chapas que não tiveram vereadores eleitos foram alvo das ações.

 

Sonora: “Nós propusemos ações de investigação eleitoral, inclusive, em face de coligações que não tiveram candidatos eleitos, mas que participaram ou praticaram o mesmo tipo de fraude, exatamente para que nós não tivéssemos condições de propor ações de investigação eleitoral e deixássemos a possibilidade de, eventualmente, uma outra coligação ou um outro partido, que tivesse praticado a mesma fraude, tirar proveito de decisões que pudessem culminar com a anulação dos votos recebidos pelas outras coligações.”

 

Além de ter o diploma de vereador cassado, Marcrean está inelegível por oito anos. A decisão também alcança os suplentes que fizeram parte da Coligação Dante Oliveira I, composta pelo PRTB, PHC, PEN, PMN e PPS. Em julho, o vereador Elizeu Francisco do Nascimento, do PSDC,  também teve o mandato cassado, pelos mesmos motivos.

 

Agora, os votos destinados às coligações dos vereadores cassados serão redistribuídos dentre os candidatos ainda elegíveis. A decisão tem efeito imediato, mas ainda cabe recurso. A reportagem tentou contato com o vereador Marcrean e, até o fechamento desta edição, não obteve retorno.

Exportações e mudança no perfil de consumo fazem setor de suínos ter 2º melhor resultado desde 1997

sex, 15/09/2017 - 12:45

Mais de 10 milhões de cabeças de suínos foram abatidas entre abril e junho deste ano. O desempenho é o segundo melhor desde 1997, quando os dados desse tipo de atividade começaram a ser coletados.

 

O número de abates é 1,3% maior do que o registrado no trimestre anterior. O abate de bovinos também teve ligeira alta em relação ao trimestre anterior, mas queda de 3,7% em relação ao mesmo trimestre de 2016. O resultado do abate de frangos também foi negativo, com recuo de mais de 4% em relação ao ano passado.

 

Os dados da Pesquisa Trimestral Agropecuária foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Santa Catarina continua liderando o abate de suínos, com 26,5% da participação nacional, seguida pelos estados do Paraná e Rio Grande do Sul.

 

A aquisição de leite também teve queda, de quase 4% em relação ao trimestre anterior, mas subiu 8% na comparação com 2016. O couro também registrou queda na produção entre abril e junho.

 

Já a produção de ovos de galinha teve um aumento de 3% em comparação ao trimestre anterior e mais de 7% em relação ao segundo trimestre de 2016. De acordo com o instituto, o aumento de exportações de suínos e a mudança no perfil do consumo interno são alguns fatores que contribuem para o desempenho positivo desse ramo da agropecuária. O preço mais baixo da carne de porco também explica o aumento.

 

O IBGE destaca ainda que os resultados sofreram influência da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, deflagrada no mês de março, que desvendou fraudes no processo de produção, inclusive com riscos à saúde, praticadas por alguns dos grandes produtores de carne no país. A operação resultou na queda da produção no mês de abril, quando algumas empresas tiveram paralisações.

Veranico faz cariocas sofrerem com calor e seca em pleno inverno

sex, 15/09/2017 - 12:38

Um veranico está fazendo os cariocas sofrerem com calor e seca em pleno inverno. Ainda não choveu na cidade do Rio de Janeiro em setembro e a temperatura tem ultrapassado os 30 graus centígrados nos últimos dias.

 

De acordo com o meteorologista do Inmet, Instituto Nacional de Meteorologia, Almerindo Marinho, esse tempo com condições bem diferentes das características da estação é causado pelo aumento na pressão do ar na região.

 

Sonora: “Uma pressão muito alta em toda a Região Sudeste e parte da Região Sul, fazendo com que a frente fria localizada na parte do Uruguai e do Rio Grande do Sul fique estacionária. Ocorre chuva naquela região, mas ela não chega até o Rio de Janeiro devido a bloqueios, devido a esse sistema que está atuando nesses dias.”

 

Esse fenômeno, aliado a mudança na direção dos ventos, também afeta as condições da água do mar, que está com temperatura mais gelada que a média para o período. É o que explica o professor do departamento de oceanografia da UERJ, David Zee.

 

Sonora: “Geralmente os ventos que entram na cidade do Rio, das frentes frias, entram na região sudoeste. Como os ventos estão vindo anomalamente, agora no inverno, do sudeste, isso facilita a saída das águas superficiais da água litoral para o alto-mar e, no lugar dessa água superficial que sobe, as águas frias, da insurgência da região de Cabo Frio. E essa água subindo, ela se espalha ao longo do litoral do Rio de Janeiro trazendo essa grande quantidade de água frigidíssima, muito fria, ao longo do litoral.”

 

De acordo com o Inmet, a previsão para o Rio nos próximos dias continua de muito sol e calor, sem ocorrência de chuva e com temperatura média superior a 30 graus.

Pisos táteis ou que vibram são opções de acessibilidade no Rock in Rio

sex, 15/09/2017 - 12:25

O acesso de pessoas com necessidades especiais traz novidades no maior festival de rock do país, que acontece no Parque Olímpico da Barra, zona oeste carioca.

 

Em parceria com o Detran, a promessa da organização do Rock In Rio é que pessoas com deficiência - seja físicos, auditivos, intelectuais – e também gestantes, idosos, lactantes, pessoas com mobilidade reduzida e obesos contem com um atendimento diferenciado.

 

De acordo com o Detran, esse público terá à disposição duas grandes plataformas com segurança e conforto, que darão boa visibilidade das atrações: uma em frente ao palco Mundo e outra próxima ao palco Sunset.

 

Já os deficientes auditivos contarão com um espaço exclusivo, o Sinta o Som, que traz um piso que vibra com os sons graves das caixas de som. Pisos e mapas tátil também facilitarão a locomoção dos deficientes visuais.

 

As pessoas com necessidades especiais ainda contarão com estacionamento exclusivo e gratuito. Para isso, devem apresentar o cartão de estacionamento especial ou então um laudo médico comprovando a lesão.

 

Será oferecido transporte com vans adaptadas e exclusivas saindo do Shopping Metropolitano e do terminal olímpico do BRT, em direção às entradas do festival. Dentro da Cidade do Rock, estarão disponíveis nove carrinhos para atender a este público, assim como 10 banheiros acessíveis; dois deles nas plataformas de visibilidade para os shows.

 

Os cadeirantes que tiverem problemas com suas cadeiras de rodas poderão fazer reparos na oficina montada para essas emergências. O local ficará aberto durante todo o festival para corrigir danos que possam ocorrer durante o evento. Também haverá empréstimo de cadeiras de rodas. E, durante o festival, o Detran vai abrir inscrições gratuitas para o programa Cidadania sobre Rodas, voltado para condutores deficientes físicos e auditivos interessados em obter a primeira habilitação.

Saiba como será o trâmite da denúncia contra o presidente Temer

sex, 15/09/2017 - 11:58

Com a apresentação da denúncia contra o presidente Michel Temer, o Supremo Tribunal Federal (STF) vai enviar o caso para a Câmara dos Deputados, que autoriza ou não a investigação.

 

Mas o ministro relator da Operação Lava Jato na Suprema Corte, Edson Fachin, já informou que vai aguardar a decisão do plenário do STF sobre a suspensão da denúncia contra Temer e integrantes do PMDB.

 

Quando for enviada à Câmara, a denúncia segue um rito até chegar ao plenário.

 

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, deputado Rodrigo Pacheco, do PMDB, divulgou um vídeo nas redes sociais explicando a tramitação.

 

De acordo com as regras, o presidente da comissão deve escolher um relator para a denúncia. Segundo Rodrigo Pacheco, a escolha do deputado que irá relatar o caso será equilibrada. Ele garantiu que vai eleger alguém que tenha conhecimento técnico e condições de levar adiante uma missão como esta.

 

Na primeira denúncia contra Michel Temer, governistas fizeram diversas trocas de membros da Comissão de Constituição e Justiça e foram criticados por tentar blindar o presidente. Mas a base aliada rebatia, dizendo que apenas trocou parlamentares que não se sentiam confortáveis em votar a denúncia.

 

Para que a investigação seja autorizada, são necessários 342 votos, ou seja, dois terços do total de deputados.

Na Trilha da História: Os 100 anos da Revolução Russa e seu contexto histórico

sex, 15/09/2017 - 11:56

Olá, eu sou a Isabela Azevedo e está começando mais um Na Trilha da História! Nosso tema de hoje é a Revolução Russa, que completa 100 anos no ano de 2017. E o nosso entrevistado é o historiador Daniel Aarão, doutor em história pela Universidade de São Paulo (USP) e professor de história contemporânea na Universidade Federal Fluminense (UFF). Daniel nos conta que a Revolução Russa compreende duas insurreições em 1917: uma em fevereiro e outra em outubro. O contexto era de violência, morte e miséria - consequência da participação russa na Primeira Guerra Mundial.

 

Sonora: “E a guerra começou a se transformar numa verdadeira matança. Eram milhões de soldados que estavam morrendo... feridos e mutilados. A economia russa não tinha meios de segurar os impactos daquela guerra, de sorte que a pressão foi aumentando cada vez mais e é nesse contexto que aparece a Revolução de fevereiro de 1917. É um protesto, uma ação de desespero, as pessoas estavam famintas nas cidades, estavam desesperadas."

 

A revolta popular começou a partir de uma passeata de mulheres russas, que protestavam contra a falta de comida no país.

 

Sonora: “E essa passeata não é reprimida, e isso anima as pessoas que estavam protestando contra o governo. E, então, tem um segundo dia de manifestações e, no quinto, dia o czar é derrubado. Você tem então uma revolução, que é produto de um conjunto de manifestações sociais, organizadas pelo povo, mas sem lideranças visíveis."

Até então imperava um regime imperial na Rússia, liderado na época pelo czar Nicolau II. Com a queda da monarquia, o país vivenciou uma situação inédita de liberdade.

 

Sonora: “A Revolução de Fevereiro derruba o czar e instaura uma situação de liberdade incrível porque a Rússia, que era um país oprimido, muito explorado, muito amordaçado, passa a ser a nação mais livre do mundo. Todo mundo falava o que queria, todo mundo propunha o que queria."

Nesse contexto, apareceram várias organizações sociais, incluindo grupos de camponeses, operários, soldados e marinheiros. Eles exigiam terras, controle das fábricas e a saída da Rússia da Primeira Guerra Mundial.

 

Sonora: “O governo provisório, em vez de lidar com as reivindicações dos movimentos sociais, ele disse para esperar a Assembleia Constituinte e o fim da guerra para depois resolver os problemas todos. Ora, os movimentos começaram a se radicalizar cada vez mais. E essa incapacidade do governo provisório de lidar com as reivindicações vai fazer com que os movimentos acabem explodindo. No campo, os campos começam não mais uma reforma agrária, mas uma revolução agrária. Começam a desapropriar na marra, na violência, as propriedades. Os soldados começam a matar os oficiais, a desobedecer ordens. E todo esse processo converge para a Revolução de Outubro."

 

Em outubro de 1917, o partido bolchevique liderado por Lênin tomou o poder no país.

 

Sonora: “Ela é uma revolução social no sentido de que realmente o governo revolucionário atende a todas as reivindicações. De modo que, ao contrário da Revolução de Fevereiro, que se desdobrou em vários dias, a Revolução de outubro vai ser rápida. Em uma noite, os soldados de Petrogrado tomam a cidade e o governo revolucionário que se constitui aprova todas aquelas medidas, consagrando juridicamente, por lei, as demandas dos poderosos movimentos sociais, formados por soldados, marinheiros, operários, camponeses e nações não russas. Todas as reivindicações são aceitas."

Mas as medidas aprovadas em prol dos movimentos sociais entravam em choque com os interesses dos grandes proprietários de terras e de indústrias. Além disso, a decisão do novo governo russo de deixar a Primeira Guerra Mundial contrariava a Inglaterra, a França e os Estados Unidos - até então aliados dos russos no conflito. Para complicar ainda mais a situação, os outros partidos socialistas se revoltaram contra os bolcheviques pela forma como eles tomaram o poder.

 

Sonora: “De sorte que você tem um processo de antagonismos, de contradições, que aparecem logo depois da revolução que vão originar as guerras civis pós Revolução de Outubro. E essas guerras civis devastam mais profundamente a Rússia. De sorte que, em 1921, ao longo dessas guerras civis, o regime que era um dos mais democráticos do mundo se transforma numa ditadura revolucionária."

Esta foi a versão reduzida do Na Trilha da História! O episódio completo tem 55 minutos e traz, além da entrevista na íntegra com o historiador Daniel Aarão, músicas da jovem banda russa Iva Nova. Para ouvir, acesse: radios.ebc.com.br/natrilhadahistoria. E se você quiser entrar em contato com a gente, nosso e-mail é culturaearte@ebc.com.br. Até semana que vem, pessoal!

 

 

 

Na Trilha da História: Apresenta temas da história do Brasil e do mundo de forma descontraída, privilegiando a participação de pesquisadores e testemunhas de importantes acontecimentos. Os episódios são marcados por curiosidades raramente ensinadas em sala de aula. É publicado semanalmente. Acesse aqui as edições anteriores.

Trocando em Miúdo: Entendendo o dinheiro que cai no bolso do trabalhador pelo chamado PIS-Pasep

sex, 15/09/2017 - 11:44

Olá, prezada pessoa ouvinte cidadã.

 

A prosa de hoje tem a ver com um dinheiro que pode estar caindo aí no seu bolso. Tem a ver com o PIS, se for empregado de empresa privada, ou Pasep, se for funcionário público. Vamos nessa. Dinheiro é bom, né?

 

Na verdade, está sendo pago o PIS para quem nasceu em setembro, tenha trabalhado pelo menos um mês, em 2016, e tenha mais de cinco anos de inscrição, devidamente comprovada pela tal de RAIS, que é a Relação Anual de Informações Sociais, que precisa ser mandada pelo patrão da pessoa. Até porque este PIS só vale para quem teve emprego com carteira assinada. Outro detalhe importante.

 

Continuando. No caso do Pasep, o chamado abono salarial deste mês beneficia quem tem inscrição com final 2. Vamos, então, para o principal. Quanto de dinheiro que este abono do PIS-Pasep significa para o empregado? Resposta. Pode ser de R$ 78 a R$ 937. E por causa de que esta diferença na hora de pagar o abono anual do Pis-Pasep, sô?

 

Pois então. Desde o ano passado, vale uma nova regra. Depende dos meses trabalhados no ano chamado de base, no caso o de 2016, sendo pago agora, em 2017. Quer dizer, neste ano, houve atraso por parte do governo, e os nascidos de janeiro a junho só vão receber no ano que vem, 2018. Outra coisa. Se algum maluco não quiser o dinheiro agora tem até o final de 2018 para pegar. Falei maluco porque só se for isso para recusar dinheiro, né mesmo?

 

Ah, por causa de que um recebe R$ 78 e outro R$ 937? Simples. O pagamento é na base dos meses trabalhados no ano-base do cálculo. Se a pessoa, em 2016, trabalhou apenas um mês, com carteira assinada, e faz aniversário de idade em setembro, está recebendo apenas um mês, ou seja, R$ 937 dividido por 12. Mas eu trabalhei cinco meses. Simples. 937 dividido por 12 vezes cinco. Entendeu?

 

Então, tá. Inté e axé.

 

 

Trocando em Miúdo: Quadro do programa "Em Conta", da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda a sexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.

Vasco tem 10 dias para se explicar à Justiça sobre quebra-quebra em São Januário

sex, 15/09/2017 - 11:36

O Juizado Especial do Torcedor deu dez dias de prazo, a contar desta sexta-feira (15), para que o Vasco da Gama se defenda da ação civil movida pelo Ministério Público do Estado (MPE) do Rio de Janeiro, que pede o afastamento imediato de Eurico Miranda da presidência do clube e de toda a diretoria.

A ação ingressada nessa quinta-feira (14), com pedido liminar, considerava que eles teriam sido coniventes com a torcida Força Jovem, que tinha permissão do clube para frequentar jogos do Vasco, apesar de estar banida dos estádios, pela Justiça, desde 2014.

Segundo o Ministério Público, a torcida teria provocado a briga generalizada que resultou na morte do torcedor vascaíno David Rocha Lopes, de 27 anos, nas imediações do Estádio de São Januário, em 8 de julho, em um jogo contra o Flamengo.

Em sua decisão, o juiz Guilherme Schilling, ressaltou que era preciso ouvir o Vasco antes de tomar qualquer decisão preliminar sobre o caso.

A denúncia afirma que apesar do banimento da Força Jovem, o Vasco contratou alguns de seus integrantes para atuarem como seguranças particulares em eventos esportivos, em São Januário.

Isso, de acordo com a denúncia, pode ter contribuído para a confusão que ocorreu após a partida, já que torcedores conseguiram entrar com muitos objetos e bombas que foram arremessados contra outros torcedores, policiais e jornalistas.

Em nota, a diretoria do Vasco da Gama disse que recebeu com perplexidade a notícia e afirmou que “não é novidade que um membro do Ministério Público tem se aventurado em ações absolutamente precipitadas”.

O clube afirmou que o pedido de afastamento se baseia em questões pessoais e políticas, ressaltando que Eurico Miranda deve lançar sua candidatura à reeleição no Vasco.

Ainda segundo a nota, o clube, quando efetivamente intimado a se manifestar, vai demonstrar o “absurdo” por trás do que eles chamaram de “manobra”.

STF vai analisar recurso de Temer contra provas de delação antes de enviar denúncia à Câmara

sex, 15/09/2017 - 11:32

A nova denúncia que envolve o presidente Michel Temer e políticos do PMDB da Câmara dos Deputados deve ser apreciada na própria Casa. Nessa quinta-feira (14), o relator da denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, decidiu que é preciso julgar o recurso da defesa de Temer contra as provas apresentadas na delação premiada dos empresários do grupo J&F antes de enviar a denúncia para apreciação na Câmara. O julgamento está marcado para a próxima quarta-feira (20).

 

O vice-líder do governo Beto Mansur, do PRB, afirmou que essa denúncia deve ser rejeitada pelos parlamentares.

 

Sonora: “Esta denúncia chegará muito mais fragilizada do que a primeira. O próprio plenário da Câmara que vai decidir essa questão, politicamente, está muito ressabiado. Sem contar a CCJ que vai discutir tecnicamente essa questão e vai saber o que fazer com esse processo.”

 

Já o deputado Alessandro Molon, da Rede, avaliou que a Câmara vai autorizar a abertura do processo por dois motivos.

 

Sonora: “Eu aposto nisso por duas razões. Primeiro porque a sociedade brasileira vai cobrar com mais força a aceitação da denúncia. Segundo porque a nossa fiscalização da liberação de emendas já foi remetida ao Ministério Público Federal e esse expediente não vai poder ser usado novamente pelo governo, inclusive, porque não há mais dinheiro nos cofres públicos para liberar pagamento de emendas parlamentares.”

 

Assim como ocorreu na primeira denúncia, a presidente do STF, Cármen Lúcia é quem deve encaminhar ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o pedido de autorização para abrir processo contra o presidente Michel Temer.

Fiscais resgatam pessoas em regime de trabalho escravo no PA e MA

sex, 15/09/2017 - 11:19

Onze vítimas foram encontradas em situação degradante de trabalho na Fazenda Santa Lúcia, no município paraense de Santa Maria das Barreiras. A área é de garimpo e pertence a uma cooperativa.

Os trabalhadores exerciam atividades de pedreiro, servente e carpinteiro, em uma obra. Todos sem registro.

O flagrante, divulgado nessa quinta-feira (14), foi feito pelo Grupo Especial de Combate ao Trabalho Escravo do Ministério do Trabalho.

De acordo com os ficais, os resgatados dormiam ao relento, sem dispor de instalações sanitárias decentes e equipamentos de proteção individual.

Segundo o Ministério do Trabalho, as vítimas podem receber indenizações que, juntas, somam mais de R$ 60 mil. Cada trabalhador receberá R$ 2 mil por danos morais, além de três parcelas de seguro-desemprego.

Em outra operação, os auditores resgataram trabalhadores submetidos a condições semelhantes às de escravos no interior do Maranhão.

Os detalhes da ação, como as circunstâncias e o número de vítimas, serão divulgados nesta sexta-feira (15), porque o Grupo Móvel ainda está com a fiscalização em curso.

Nacional Informa: Estado Islâmico perde em quatro meses 70% da área que controlava na Síria

sex, 15/09/2017 - 11:17

Nacional Informa: Boletim de notícias veiculado de hora em hora, com duração de três minutos. É publicado na Radioagência Nacional de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h (não há edições às 12h e às 13h). Produção do Radiojornalismo da EBC. Acesse aqui as edições anteriores.

 

* Este programete foi veiculado às 11h, ao vivo, nas rádios EBC.

Edição: Gláucia Gomes Trabalhos técnicos:  Egberty Martins

Incêndios ameaçam áreas protegidas da Amazônia

sex, 15/09/2017 - 11:02

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrou quase 42 mil focos de calor na Amazônia, só no primeiro semestre deste ano. O número representa um aumento de 15% em relação ao mesmo período de 2016.

O Ibama divulgou informações sobre queimadas que ameaçam áreas protegidas. No Amazonas, um incêndio foi controlado após atingir 35 mil hectares do Parque Nacional dos Campos Amazônicos e da Terra Indígena Tenharim Marmelos.

Duas brigadas indígenas, uma delas especializada em Caatinga, fazem o combate ao fogo na Terra Indígena Bacurizinho, no Maranhão.

No Tocantins, as regiões da Ilha do Bananal e do rio Araguaia, também sofrem com as queimadas. Brigadas indígenas e uma especializada em Cerrado fazem o combate às chamas.

Em Mato Grosso, são três os incêndios dentro de Unidades de Conservação. A informação é do Governo do Estado. Um deles atinge a Chapada dos Guimarães desde o final de agosto. Três pontos turísticos foram fechados, entre eles o Circuito das Cachoeiras.

A estação seca dificulta o controle das queimadas porque a baixa umidade do ar e o calor intensificam o fogo.

Polícia Federal transfere Joesley Batista para São Paulo

sex, 15/09/2017 - 10:44

O empresário Joesley Batista foi transferido de Brasília para São Paulo, pela Polícia Federal. Segundo a defesa do empresário, a transferência foi feita por determinação da polícia e não a pedido dos advogados.

 

Joesley se entregou à polícia no último domingo, após o relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, ministro Edson Fachin, decretar a prisão dele atendendo a um pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

 

A princípio, o mandado era de prisão temporária. Mas Fachin converteu a prisão em preventiva.

 

* A participação da repórter foi ao vivo.

Justiça determina suspensão de atividades de subsidiária da Vale

sex, 15/09/2017 - 10:40

A Mineradora Onça Puma, subsidiária da empresa Vale, que explora níquel em Ourilândia do Norte, no sudeste do Pará, vai ter de suspender as atividades. 

A decisão é do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. A paralisação deve seguir até que sejam pesquisados os danos causados pela atividade de mineração sobre os índios Xikrin e Kayapó. 

A empresa deve pagar compensações no valor de um salário mínimo por indígena afetado, enquanto não cumprir as obrigações da licença ambiental.

Como a Vale recorreu da decisão e perdeu, deve aos indígenas cerca de R$ 50 milhões, referentes ao período em que deixou de pagar as compensações.

Essa é a quarta derrota da mineradora, que tentou interromper o pagamento dos valores nos tribunais em Brasília. O Ministério Público Federal (MPF) alega que em sete anos de atividade a Onça Puma contaminou com metais pesados o rio Cateté e inviabilizou a vida dos cerca de 1.300 indígenas.

Ainda segundo o Ministério Público, casos de malformação fetal e doenças graves foram comprovados em estudos.

Em nota, a Vale informou que, em cumprimento a ordem judicial, paralisou as atividades e deve recorrer da decisão. Disse, ainda, que juntou diversos laudos de empresas técnicas indicando que não há relação entre os elementos dissolvidos na água e os alegados problemas de saúde com a atividade de mineração da Onça Puma.

Também ressaltou o repasse anual de R$ 13 milhões aos indígenas para o desenvolvimento da comunidade.

Nacional Informa: Ministério da Integração destina R$ 500 mil para ações emergenciais no RS e MG

sex, 15/09/2017 - 10:29

Nacional Informa: Boletim de notícias veiculado de hora em hora, com duração de três minutos. É publicado na Radioagência Nacional de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h (não há edições às 12h e às 13h). Produção do Radiojornalismo da EBC. Acesse aqui as edições anteriores.

 

* Este programete foi veiculado às 10h, ao vivo, nas rádios EBC.

Edição: Gláucia Gomes Trabalhos técnicos:  Egberty Martins

PF desarticula quadrilha que sacava dinheiro de contas na Caixa

sex, 15/09/2017 - 10:15

A Polícia Federal deflagrou hoje (15) a Operação Duas Caras, para desarticular um grupo especializado na prática de diversos crimes contra a Caixa.

 

Entre os delitos estão furto e estelionato qualificado, peculato - que é o crime de praticado por funcionário público contra a administração, uso de documento falso, falsificação de documento público e associação criminosa.

 

São cumpridos 56 mandados de judiciais, entre eles seis de prisão preventiva e sete de prisão temporária. A ação ocorre nos estados do Paraná, Santa Catarina e Paraíba.

 

Durante as investigações, a PF identificou que o grupo tinha ajuda de um funcionário do banco. O suspeito identificava contas-poupança de clientes com grande saldo e que não apresentavam histórico de retiradas.   

Com essas informações, o chefe da quadrilha fazia documentos falsos. Os investigados entravam em contato com a central de cartões da Caixa e, se passando pelos clientes, informavam a perda do cartão, fato que gerava novo plástico.

 

Começava, então, uma série de saques nos caixas eletrônicos, compras em débito e transferências na boca do caixa, até que o dinheiro nas contas acabasse ou que o crime fosse descoberto.

Acusados em nova denúncia rebatem afirmações de Janot

sex, 15/09/2017 - 10:14

O ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB), que está preso em Curitiba e também foi denunciado no mesmo inquérito que o presidente Michel Temer, disse por meio de nota que as acusações contra ele são absurdas. 

O ex-deputado e também ex-assessor de Temer, Rodrigo Rocha Loures, que foi flagrado pela Policia Federal levando uma mala com R$ 500 mil, que teria recebido da JBS, também se manifestou e disse que não participou de nenhum acordo de pagamento ou recebimento de propinas atribuído ao PMDB da Câmara. 

O partido divulgou nota oficial e lamentou o que chamou de mais um ato de irresponsabilidade realizado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. 

Já o advogado de Joesley Batista e Ricardo Saud, que também foram denunciados, informou, por meio de nota, que recebeu a notícia com indignação e perplexidade ante a denúncia apresentada. 

As defesas dos ex-ministros Geddel Viera Lima e Henrique Eduardo Alves não se pronunciaram até o fechamento desta edição.

Gilmar Mendes deixa plenário do STF antes de despedida de Janot

sex, 15/09/2017 - 09:36

O mineiro Rodrigo Janot Monteiro de Barros encerra no domingo (17) o segundo mandato consecutivo como procurador-geral da República. Desde o dia 16 de agosto de 2013, Janot foi o representante máximo do Ministério Público Federal.

Nessa quinta-feira (14), ele participou da sessão plenária no Supremo Tribunal Federal (STF) e pediu a palavra para se despedir. No discurso de seis minutos o procurador-geral fez um diagnóstico do país. 

Rodrigo Janot elogiou a atuação do Supremo na Operação Lava Jato. 

O procurador-geral chegou ao Supremo durante o intervalo e só acompanhou a segunda parte do julgamento sobre a constitucionalidade do novo Código Florestal. Janot disse que, quando assumiu a postura de combater a corrupção, sabia que seria alvo de ataques. 

Uma das principais vozes críticas ao procurador-geral da República foi o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes. Na sessão plenária dessa quinta-feira, Mendes participou apenas da primeira metade.

Pouco antes de Janot chegar, o ministro saiu de carro. Segundo a assessoria, Gilmar Mendes apenas se deslocou do prédio principal, onde funciona o plenário, para o edifício anexo, no outro lado da rua, onde está o gabinete dele. 

Ao falar com os jornalistas, o ministro Gilmar Mendes citou o poeta português Manuel Maria du Bocage para criticar Rodrigo Janot. 

No discurso de despedida, Janot respondeu a Gilmar Mendes. 

Rodrigo Janot não informou sobre o futuro profissional. Disse que vai aproveitar os próximos meses para descansar.

Nacional na Copa: Brasil será cabeça de chave no Mundial da Rússia de 2018

sex, 15/09/2017 - 09:33

O Brasil vai ser cabeça de chave na Copa 2018. Cresce de importância o ranking da Fifa. Saiu o de setembro e a Alemanha passou o Brasil e agora ocupa o primeiro lugar com 1.606 pontos. O Brasil é o segundo colocado com 1590.  

 

Será o ranking de outubro que vai servir de base para formação dos grupos para fase final da Copa do Mundo no próximo ano na Rússia. Mas, com o número de pontos que tem, o Brasil já garante ficar, pelo menos, entre os sete primeiros.

 

Saiba mais no boletim Nacional na Copa. 

Nacional Informa: Restituição do quarto lote do IRPF 2017 está disponível a partir de hoje

sex, 15/09/2017 - 09:26

Nacional Informa: Boletim de notícias veiculado de hora em hora, com duração de três minutos. É publicado na Radioagência Nacional de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h (não há edições às 12h e às 13h). Produção do Radiojornalismo da EBC. Acesse aqui as edições anteriores.

 

* Este programete foi veiculado às 9h, ao vivo, nas rádios EBC.

Edição: Gláucia Gomes Trabalhos técnicos:  Egberty Martins

Páginas