Você está aqui

Festival traz shows e debates sobre mercado musical em Brasília

  • 04/08/2017 21h49publicação
  • Brasílialocalização
Júlia Buonafina*

Brasília - Solenidade de Abertura da 1 Edição da Convenção de Música e Arte (CoMA) (Wilson Dias/Agência Brasil)

Solenidade de Abertura da 1ª Edição da Convenção de Música e Arte (CoMA)Wilson Dias/Agência Brasil

Uma grande área verde, na área central de Brasília, sediará neste final de semana a 1ª edição do festival Convenção de Música e Arte (CoMa). Com mais de 50 atrações musicais nacionais e internacionais, o evento será realizado no espaço montado no gramado entre a Fundação Nacional de Artes (Funarte) e o Centro de Convenções.

O festival tem duas frentes principais de atividades: shows abertos ao público em geral e uma convenção sobre o mercado da música que contará com 36 painéis de palestras, debates e discussões.

Entre as atrações que se apresentam no evento estão nomes da nova geração e artistas consagrados. Cerca de metade das bandas que vão se apresentar são da cidade.

De acordo com Diego Marx, um dos produtores do CoMa, o evento tem como objetivo fortalecer o mercado musical local e nacional. “A gente tem essa preocupação de trazer essa nova música brasileira para o povo brasiliense”, disse.

Entre as atrações brasilienses estão nomes como Scalene, Lista de Lily, Dillo, Adriah e Esdras Nogueira. Já entre os artistas com destaque nacional, destaque para Lenine, Emicida, Clarice Falcão, Silva e Rico Dalasam. Além dos artistas nacionais, a 1ª edição do CoMa também terá apresentação da banda americana O’Brother, que se apresenta na noite de domingo.

O evento contará com uma bilheteria no local, mas os ingressos também podem ser adquiridos pelo site oficial da Convenção de Música e Arte (CoMa)

*sob supervisão da editora Amanda Cieglinski

Edição: Amanda Cieglinski