Você está aqui

No Rio, bloco infantil atrai famílias em busca de ambiente seguro para os filhos

  • 12/02/2018 11h40publicação
  • Rio de Janeirolocalização
Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - O bloco infantil Largo do Machadinho, mas não Largo do Suquinho se apresenta no Largo do Machado, zona sul da cidade (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

No Largo do Machado, o bloco tem como padrinho o escritor e cartunista ZiraldoTânia Rêgo/Agência Brasil

Com um ano de idade, Caio fez sua estreia no carnaval carioca, vestido de pirata, no bloco Largo do Machadinho, Mas Não Largo do Suquinho, no Largo do Machado, bairro do Catete, zona sul do Rio de Janeiro. A mãe de Caio, Paloma Xavier, participou do bloco no ano passado, ainda grávida do filho. Para ela, o bloco é importante “para resgatar a nossa infância e passar para ele a cultura. Ele adora”.

O bloco tem como padrinho o escritor e cartunista Ziraldo. Fantasias de bailarinas, super-heróis, piratas, Mulher Maravilha se misturam com índios, havaianas, fadas e todos dançando ao som de músicas infantis tocadas no ritmo de marchinhas e sambas.

Nina Cid Loureiro levou a filha Rosa, de três anos, pela segunda vez ao bloco. Ela gosta do ambiente tranquilo, familiar, para brincar com a menina, além de ser perto de casa. “É um local arborizado, fresco. Muito bom.”

Marcos Souza veio do Grajaú, na zona norte, para levar Bruno, de quatro anos, para brincar no bloco Largo do Machadinho, Mas não Largo do Suquinho. “Estou achando ótimo. Tem policiamento, segurança, é bem familiar. Estou me divertindo muito com ele”.

Para as crianças, a praça ainda oferece brinquedos para a garotada, como pula-pula, entre outros.

Edição: Maria Claudia