Você está aqui

Unidos de Bangu abre desfile das escolas de samba da Série A do Rio

  • 09/02/2018 23h24publicação
  • Rio de Janeirolocalização
Cristina Indio do Brasil - Repórter da Agência Brasil

A escola de samba Unidos de Bangu abriu o primeiro dia de desfiles do grupo da Série A. O enredo A travessia da Calunga Grand e a Nobreza Negra no Brasil traz  para a avenida os cantos e louvores dos negros  e a memória dos reis africanos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Império da Tijuca foi a segunda escola a entrar na avenida pela Série A e é também a segunda que, na sequência, escolheu um enredo africano. A verde e branco do Morro da Formiga, na Zona Norte, se apresenta com Olubajé: Um banquete para o rei. Logo no abre-alas representou a cura das feridas de Obaluaiê, pelas águas salgadas e sagradas de Olickun, que fizeram dele um poderoso orixá.

A história do enredo é contada em três setores que passam por panelas de barro, banquetes de frutas, saudações a orixás para terminar o desfile com o carro que dá nome ao enredo e as alas com os ventos de Iansã e dos compositores.

Nesta sexta-feira (9) ainda desfilam pelo Grupo A as escolas Acadêmicos do Sossego, Unidos do Porto da Pedra, Renascer de Jacarepaguá e Estácio de Sá, todas tentando acesso ao Grupo Especial, onde desfilam as maiores escolas de samba do Rio.

O carnaval das escolas continua neste sábado (10) com o segundo dia de desfiles das escolas do Grupo A. No domingo (11) e segunda-feira (12), é a vez de conferir os desfiles do Grupo Especial; na terça-feira (13) o desfile das escolas mirins.

Edição: Davi Oliveira