Você está aqui

Movimento oferece atividades para incentivar ocupação de espaços públicos no Rio

  • 09/01/2016 16h23publicação
  • Rio de Janeirolocalização
Flávia Villela - Repórter da Agencia Brasil
Inaugurado por Dom Pedro II em setembro de 1880, o Campo de Santana, maior área verde do Centro da cidade, completa 135 anos (Fernando Frazão/Agência Brasil)

No  Campo  de  Santana, palco  das atividades, vivem animais como pavões e cutiasArquivoAgência Brasil

As dezenas de esteiras de palha e pufes feitos de pneus espalhados pelos gramados do Campo de Santana, no centro do Rio de Janeiro, são um convite para que os que passam pelo local façam uma pausa e se sentem para contemplar a beleza de um dos parques mais antigos do país, que tem monumentos históricos e onde vivem animais como patos, gansos, pavões e cutias.
 
Até o fim da tarde deste sábado (9), as esteiras ficarão à disposição da população, que poderá curtir também música, gastronomia e atividades artísticas oferecidas pelo Movimento Rio Ao Ar Livre: II Festival Campo de Santana.

Idealizador do movimento, Rodrigo Moitrel explica que o objetivo do evento é incentivar a ocupação das praças e parques da cidade. “É reocupar espaços públicos que, em geral, as pessoas não enxergam como opção de lazer; quebrar paradigmas; criar novos hábitos no carioca. A primeira edição [em dezembro] foi um sucesso. Todo mundo curtiu estar no Campo de Santana almoçando com os amigos, batendo papo, se divertindo, redescobrindo o Campo de Santana como uma boa opção de lazer.”

Além dos trailers conhecidos como food trucks, que oferecem comidas variadas, o festival conta com música, saraus, apresentações de palhaços, oficinas de brinquedos reciclados e bijuterias feitas com jornal e troca de livros, entre outras atividades.

A comerciante Laura Cunha Souza, de 32 anos, aproveitou o intervalo do almoço e resolveu fazer a refeição sentada em um dos pufes do parque. “Passo por aqui todos os dias, mas nunca paro, pois estou sempre apressada para ir para o trabalho ou voltar para casa. Essa oportunidade de parar um pouco e curtir o lugar é bem legal”, disse Laura.

A programação completa do evento está na página do movimento na internet.

Edição: Nádia Franco