Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Novo plano de concessões será anunciado nas próximas semanas, diz Edinho

Publicado em 27/04/2015 - 22:57

Por Paulo Victor Chagas – Repórter da Agência Brasil Brasília

A presidenta Dilma Rousseff pretende lançar nas próximas semanas um plano de investimentos prioritários para ações de infraestrutura no país. Após reunir, no sábado (25), parte da equipe ministerial para discutir as prioridades de cada área, ela determinou aos ministros a elaboração de projetos a fim de que o plano seja apresentado.

O ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Edinho Silva, disse hoje (27) que, por causa da falta de tempo, não foi possível debater na reunião áreas como portos, saneamento, habitação e comunicações. Ele informou que esta semana a presidenta deve ouvir os ministros responsáveis por esses setores. 

“Começamos a definição de projetos, área por área, [foi criada uma] agenda de trabalho para cada ministério para que, em curto prazo, [os ministros] possam apresentar de forma detalhada os projetos, para que a presidenta possa apresentar um plano de investimentos para o país, já num período aí de semanas”, disse. 

Edinho Silva, que participou do encontro sábado no Palácio da Alvorada, disse que não foram discutidos valores para os investimentos, mas frisou que não haverá cortes no repasse de recursos para as áreas sociais. 

“Não entramos em nenhum debate específico sobre economia. Seria prematuro totalizarmos investimentos. A presidenta fez uma primeira reunião, cada área apresentou o que elencou como prioridade. A partir dessa reunião, todos ministros estão trabalhando com muita determinação para que os projetos sejam detalhados”, disse.

De acordo com o ministro, Dilma pediu prioridade para obras estruturantes de logística, como as que possibilitam a melhoria do escoamento da produção, e na área da comunicação. “Na reunião de sábado, a presidenta teve a preocupação com obras que têm relação direta com melhoria da qualidade de vida, do ponto de vista de superar dificuldades estruturais do país. Ela pediu que essas obras tivessem celeridade.”

Ainda segundo Edinho Silva, não há um modelo pronto para eventuais concessões de obras à iniciativa privada. “Os bancos [Caixa e Banco do Brasil] estavam presentes [na reunião] para que possamos, com o apoio [deles], fazer um desenho que mais se adeque a cada investimento, portanto não existe modelo pronto”, afirmou.

Hoje, o líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), disse que o pacote de infraestrutura a ser anunciado pelo Executivo nas próximas semanas deve chegar a R$ 150 bilhões. Segundo Guimarães, a reunião ministerial de sábado "foi estratégica para reforçar a recuperação do país".

Edição: Aécio Amado

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias