Firjan diz que governo deve adotar medidas para conter despesas públicas

Publicado em 21/10/2015 - 22:44 Por Douglas Correa - Rio de Janeiro

A Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), ao analisar a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central em manter a taxa básica de juros da economia em 14,25% ao ano, informou, em nota, que é necessário o governo dar início à retomada da economia.

“Em um quadro que combina a mais forte recessão desde 1990 com inflação e déficit público nos maiores níveis desde 2002, um efetivo ajuste fiscal é a única âncora capaz de recuperar a confiança de empresas e consumidores e dar início a um processo de retomada do crescimento”.

O comunicado diz que há necessidade de que sejam tomadas medidas concretas para conter as despesas públicas.

“A parada do processo de alta da Selic precisa urgentemente ser complementada por sinais mais claros de enfrentamento do desequilíbrio fiscal deste e dos próximos anos, sob pena de perdermos o controle da evolução da dívida pública e da inflação, duas das principais conquistas da história econômica brasileira recente. Diante disso, o Sistema Firjan reitera a necessidade de medidas concretas para conter as despesas públicas de natureza corrente, inclusive criando regras para seu crescimento, bem como de reformas estruturais para atacar a rigidez do Orçamento Público Federal”.


Fonte: Firjan diz que governo deve adotar medidas para conter despesas públicas

Edição: Fábio Massalli

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique