Você está aqui

Inadimplência de alunos do ensino particular cresce 22,6% no primeiro semestre

  • 14/10/2015 18h12publicação
  • São Paulolocalização
Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil

A inadimplência dos alunos com instituições particulares de ensino fundamental, médio e superior no país aumentou 22,6% no primeiro semestre de 2015 em comparação com o mesmo período do ano anterior. Esta foi a maior alta, em um primeiro semestre, desde 2012, quando o índice registrou elevação de 19,1%. No primeiro semestre de 2014, comparado a 2013, a inadimplência dos estudantes havia apresentado queda de 1,3%. Os dados, divulgados hoje (14), são da Serasa Experian.

Se considerarmos apenas as contas em atraso dos alunos com escolas de ensino fundamental e médio, o aumento no primeiro semestre de 2015 foi maior: 25,9%. No primeiro semestre de 2014, comparado a 2013, a inadimplência nas escolas apresentou queda de 10,7%. Nas instituições de ensino superior, o crescimento da inadimplência dos estudantes foi 22,4% no primeiro semestre do ano. No mesmo período de 2014, em comparação com o primeiro semestre de 2013, houve queda de 0,9%.

“O aumento da inadimplência com escolas em 2015 teve como causa o cenário econômico bastante adverso à quitação das dívidas do consumidor: taxas de inflação, de juros e de desemprego bem mais altas neste ano de 2015”, disse a Serasa em nota.

Segundo o levantamento, o crescimento da inadimplência dos alunos teve impacto nas contas das escolas, que também passaram a atrasar as contas com seus fornecedores. A inadimplência das instituições aumentou 26,7% no período, em comparação com o primeiro semestre de 2014.

Considerando apenas as escolas de ensino fundamental e médio, a inadimplência aumentou 27,2% nos primeiros seis meses de 2015 em relação ao mesmo período de 2014. O crescimento nas instituições de ensino superior no mesmo período foi 25,3%.

Edição: Fábio Massalli