Você está aqui

Governo brasileiro apoia reeleição de Christine Lagarde para Diretoria do FMI

  • 27/01/2016 10h12publicação
  • Brasílialocalização
Kelly Oliveira*- Repórter da Agência Brasil

A diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, participa do Fórum Econômico Mundial, em Davos (Agência Lusa/Direitos Reservados)

Christine Lagarde anunciou, na sexta-feira (22), sua candidatura a um segundo mandato no comando do FMIAgência Lusa/EPA/Jean-Christophe Bott/Direitos Reservados

O Ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, manifestou apoio do governo brasileiro à reeleição da diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde. “A permanência de Lagarde no FMI é fundamental para o enfrentamento adequado dos atuais desafios econômicos mundiais”, destacou Barbosa, em nota.

“[Temos] confiança na habilidade de Lagarde na condução de temas ultilaterais, especialmente num momento em que a reforma de cotas entra em vigor, proporcionando maior representatividade dos países emergentes no FMI”, ressaltou o ministro no texto.

Na sexta-feira (22), Lagarde anunciou sua candidatura a um segundo mandato no comando da instituição e se mostrou confiante de que o caso judicial em que está envolvida na França – apontado como um dos principais obstáculos às suas pretensões de continuar à frente do FMI – terminará com uma decisão a seu favor. Lagarde é suspeita de “negligência” na gestão de fundos públicos por ter concedido uma indenização multimilionária do Estado ao empresário Bernard Tapie, em 2007, quando estava à frente da pasta das Finanças. O novo titular do cargo será ser designado em março.

* Colaborou Daniel Lima

Edição: Talita Cavalcante