Você está aqui

Movimento de cargas em portos bate recorde e cresce 3,9%

  • 18/02/2016 10h32publicação
  • Brasílialocalização
Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil

 

Rio de Janeiro - Representantes da Capitania dos Portos, do Corpo de Bombeiros e da DFAE vistoriam as balsas que levarão os fogos de artifício da festa de Réveillon de Copacabana (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Portos movimentaram 364 milhões de toneladas de minério de ferro em 2015Tânia Rêgo/Agência Brasil

A movimentação de cargas nos portos brasileiros em 2015 foi a maior já registrada na história do país, atingindo 1,006 bilhão de toneladas. O número - 3,9% superior às 968,87 milhões de toneladas de 2014 - foi divulgado nesta quarta-feira (18) pela Secretaria de Portos da Presidência da República.

O levantamento considera as informações obtidas em diversas fontes. Entre elas, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica e Companhias Docas. Em 2015, a maior parte da carga transportada foi granel sólido, responsável por 62,75% do movimento. Em segundo lugar, ficaram as cargas de granel líquido (22,37%), vindo, a seguir, contêineres (9,87%) e cargas soltas (5,01%).

Por tipo de carga específica, o destaque foi o minério de ferro com 364 milhões de toneladas movimentadas em 2015 e um crescimento de 5,35% em 12 meses. Ainda segundo o levantamento, que tem por base dados agregados da WebPortos, 64,58% do comércio exterior por meio de portos utilizaram terminais de uso privado (TUPs), construídos e explorados diretamente por empresas, com autorização do Poder Público.

Edição: Kleber Sampaio