Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Aneel aprova reajuste na tarifa de energia em 4 estados do Nordeste

Publicado em 17/04/2018 - 18:04

Por Luciano Nascimento - Repórter da Agência Brasil Brasília

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou hoje (17) reajuste nas contas de luz de consumidores de concessionárias de quatro estados do Nordeste,da RGE-Distribuidora de Energia S.A., que fornece energia a usuários de 118 municípios das regiões metropolitana e Centro-Oeste do Rio Grande do Sul, e para uma cooperativa de eletrificação rural de São José do Rio Preto, em São Paulo.

 

Na Bahia, no Ceará, no Rio Grande do Norte e em Sergipe, as novas tarifas entram em vigor domingo (22).

 

Os consumidores da Coelba, que atende a 5,9 milhões de unidades consumidoras em 415 municípios baianos, terão reajuste médio de 16,95%. Consumidores residenciais e comerciais atendidos em baixa tensão terão reajuste médio de 17,27% e os de alta tensão, o que inclui as indústrias, de 16,17%.

 

As tarifas da Enel Ceará terão reajuste médio de 4,96%. Para os consumidores residenciais, a tarifa aumentará 3,80% e, para os industriais, 7,96%. A Enel atende a 3,4 milhões de unidades consumidoras em 184 municípios cearenses.

 

Os consumidores atendidos pela Companhia de Eletricidade do Rio Grande do Norte (Cosern) terão reajuste médio de 15,61%. Para os de alta tensão, a tarifa será reajustada em 17,47% e, para os residenciais e comerciais, em 4,88%. A Cosern atende a 1,4 milhão de consumidores no estado.

O reajuste médio aprovado para as tarifas da Energisa Sergipe (ESE) será de 10,30%. Para os consumidores da baixa tensão, o que inclui as residencias e domicílios da zona rural, o aumento será de 9,78% e, para os de alta tensão, o que inclui empresas, de 13,92%.
 

Rio Grande do Sul


A Aneel autorizou também reajuste médio de 22,47% nas contas de luz de consumidores atendidos pela RGE-Sul Distribuidora de Energia S.A a partir desta quinta-feira (19). A RGE atende a 1,3 milhão de unidades consumidoras. Para os consumidores residenciais, o índice de aumento será de 20,96% e, para as unidades atendidas pela alta tensão, de 24,99%.

 

o reajuste faz parte da quarta revisão tarifária. De acordo com a Aneel, a revisão tarifária “está prevista nos contratos de concessão e tem por objetivo obter o equilíbrio das tarifas com base na remuneração dos investimentos das empresas voltados para a prestação dos serviços de distribuição e a cobertura de despesas”.

 

São José do Rio Preto

 

Também foi aprovado reajuste médio de 10% nas tarifas da Cooperativa de Eletrificação Rural da Região de São José do Rio Preto, em São Paulo, que atende a 7,7 mil unidades consumidoras em 13 municípios. Para os consumidores residenciais, atendidos na baixa tensão, o aumento será de 5,20% e, para os atendidos em alta tensão, de 17,91%.

 

“Ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a Aneel considerou a variação de custos associados à prestação do serviço. O cálculo leva em conta a aquisição e a transmissão de energia elétrica, bem como os encargos setoriais”, disse a Aneel.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias