Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Copacabana Palace é vendido para grupo francês

Publicado em 17/12/2018 - 19:05

Por Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

Considerado o hotel mais famoso do país e que já hospedou diversas celebridades, o Copacabana Palace foi vendido. A rede hoteleira Belmond, dona do Copacabana Palace e de mais 46 hóteis de luxo, restaurantes, trens e cruzeiros, foi vendida para o grupo francês LVMH.

Além do Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, a rede era proprietária também do Hotel das Cataratas, em Foz do Iguaçu (PR). O grupo comprador é a holding de marcas de luxo com Louis Vuitton, Guerlain, Christian Dior, Donna Karam, Moët & Chandon, Fendi, Sephora e Le Bon Marché.

Inaugurado em agosto de 1923, o Copacabana Palace foi construído pelo empresário Octávio Guinle e Francisco Castro Silva, atendendo a um pedido do então presidente Epitácio Pessoa (1919-1922), que queria um hotel luxuoso no Rio de Janeiro, então capital do país. 

Rio de Janeiro - Hotel Copacabana Palace, onde será realizada a Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, a partir de quinta-feira (18). Foto: Fabio Pozzebom/ABr
Hotel Belmond Copacabana Palace - Arquivo/ Fabio Pozzebom/Agência Brasil

A compra no valor de US$ 3,25 bilhões, o equivalente a R$ 12,7 bilhões, foi anunciada na última sexta-feira (14). O negócio depende ainda da aprovação dos acionistas da empresa e de órgãos reguladores. Os investidores esperam a conclusão da transação até o fim do primeiro semestre de 2019. A data de realização da assembleia da Belmond ainda não foi definida, informou a assessoria de imprensa da rede.

Nos doze meses encerrados em 30 de setembro deste ano, a Belmond registrou receita total de US$ 572 milhões e EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado de US$ 140 milhões.

O presidente do Conselho de Administração da Belmond, Roland Hernandez, avaliou que o negócio “proporciona valor atraente e certo para nossos acionistas, bem como um caminho empolgante para a frente com um grupo que valoriza os ativos insubstituíveis e a forte equipe administrativa da Belmond”. Para Bernard Arnault, presidente do conselho da LVMH, a Belmond oferece experiências únicas para viajantes exigentes e “possui uma série de ativos excepcionais nos destinos mais desejáveis."

Edição: Carolina Pimentel

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias