Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Número de entidades reguladas pela CVM cresceu 4,2% em 2018

Publicado em 31/01/2019 - 16:51

Por Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

O número de regulados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), autarquia responsável pela fiscalização e regulação do mercado de capitais brasileiro, somou 50.411 entidades no ano passado, crescimento de 4,2% em comparação a 2017, quando atingiram 48.333 entidades. Os dados foram divulgados no Boletim de Mercado da CVM, publicado hoje (31).

A expansão de fundos de investimento, que somam 17.179 no Brasil atualmente, contribuiu para o aumento, informou o chefe da Assessoria de Análise Econômica e Gestão de Riscos (ASA) da Comissão, Bruno Luna. Em 2017, havia no país 16.182 fundos de investimento.

“A indústria de fundos do Brasil é a maior do mundo em quantidade. É importante ressaltar ainda o crescimento de agentes autônomos registrados, 17% a mais do que no fechamento de 2017”, disse Luna. De acordo com o documento, os agentes autônomos de investimento totalizaram 7.745 em 2018, contra 6.596 no ano anterior.

O estoque de valores mobiliários sob regulação da CVM encerrou 2018 em R$ 18,9 trilhões, dobrando o valor encontrado em janeiro de 2014, da ordem de R$ 9 trilhões. O boletim destacou também crescimento de 78% no volume de emissões de debêntures, em relação a 2017. Ao todo, foram emitidas 345 debêntures no ano passado, com valor total de R$ 146,2 bilhões, contra 254 em 2017, que corresponderam a R$ 81,8 bilhões.

Bruno Luna disse que ativos de renda variável, como ações, derivativos e fundos imobiliários, mostraram evolução significativa. Tomando por base o boletim de fundos imobiliários divulgado pela Bolsa de Valores (B3), Luna salientou o crescimento expressivo no número de investidores desse segmento do mercado. “Essa indústria já supera os 200 mil investidores, o maior da série histórica”, apontou. (Alana Gandra)

Edição: Sabrina Craide

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias