Digite sua busca e aperte enter

Brasília - O consumo de energia elétrica fechou os primeiros três meses do ano com queda acumulada de 4,2% em relação ao mesmo período do ano passado  (Marcelo Camargo/Agência Brasil) Marcelo Camargo/Agência Brasil

Compartilhar:

Consumidor residencial da Celpa terá aumento de 1,74% na conta de luz

Publicado em 06/08/2019 - 18:49

Por Luciano Nascimento - Repórter da Agência Brasil Brasília

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (6) reajuste tarifário de médio de 1,74% para os consumidores residenciais atendidos pela Centrais Elétricas do Pará (Celpa). A revisão tarifária prevê uma redução média de -3,81% para os consumidores da alta tensão, como as indústrias, e aumento de 2,12% para os clientes atendidos em baixa tensão. A Celpa atende 2,6 milhões de unidades consumidoras no estado do Pará. Os valores serão aplicados a partir de amanhã (7).

Segundo a Aneel, na revisão tarifária da Celpa, os índices aprovados foram mais impactados pelos custos para remunerar a atividade de distribuição de energia e componentes financeiros previstos para compra de energia e risco hidrológico.

De acordo com a agência, também pesou na avaliação do processo tarifário a "definição da trajetória de perdas não técnicas (furto ou fraude de energia)" da concessionaria paraense. A Aneel estipulou trajetória linear para atingimento da meta de 32% de perdas não técnicas até o fim do ciclo da concessionária em 2022.

Outro ponto que contribuiu para um reajuste menor foram os gastos com encargos setoriais que colaboraram para reduzir o índice de revisão tarifária em 5,20%.

Redução

Já os consumidores residenciais atendidos pela EDP Espírito Santo ficarão com o preço das tarifas de energia, em média, 6,57% mais baixo. A redução para os consumidores atendidos na baixa tensão terá efeito médio de 5,56% e de 3,22% para os de alta tensão, com impacto médio de 4,84%.

Os novos valores também serão aplicados a partir desta quarta-feira. A EDP atende 1,57 milhão de unidades consumidoras em 70 municípios do Espírito Santo. A maior parte (1,1 milhão de unidades) desses consumidores é de baixa renda.

 

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias