Você está aqui

Enem Digital pode ser testado neste ano por treineiros

  • 18/05/2015 22h52publicação
  • Brasílialocalização
Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) Digital poderá começar a ser testado neste ano por candidatos treineiros, estudantes do 1º ou 2º ano do ensino médio que fazem o Enem apenas como o teste. A informação consta no edital do exame, publicado hoje (18) no Diário Oficial da União. O texto diz que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) "poderá convidar participantes" para a aplicação do Enem Digital.

A ideia de tornar a prova do Enem digital foi anunciada pelo então ministro da Educação, Cid Gomes, que fez uma consulta pública para o novo modelo. Com a prova digital, o candidato poderá agendar uma data para fazer o exame em um dos locais de prova autorizados pelo Ministério da Educação (MEC).

As questões serão sorteadas em um banco público de itens nas quatro áreas de conhecimento do exame – linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; e ciências da natureza e suas tecnologias. Atualmente, o banco de questões é secreto, e o exame é impresso e feito apenas uma vez por ano, em uma mesma data para todos os candidatos.

A intenção de testar o modelo com os treineiros havia sido anunciada pelo MEC, que não havia confirmado, no entanto, que isso poderia ser feito já nesta edição.

O edital define os treineiros como participantes com menos de 18 anos que concluirão o ensino médio após 2015. Os resultados obtidos na prova não poderão ser usados para certificar o ensino médio nem para ingressar no ensino superior, "destinam-se exclusivamente para fins de avaliação de conhecimentos", diz o edital.

O Enem será nos dias 24 e 25 de outubro. As inscrições poderão ser feitas a partir do dia 25 deste mês

A nota do Enem é usada pelos estudantes para ingressar em instituições públicas e privadas de ensino superior por meio de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O exame também pode ser usado para ingressar no ensino técnico, para participar do Programa Ciência sem Fronteira e para certificar o ensino médio.

Edição: Fábio Massalli