Você está aqui

Estudantes têm provas de matemática, geografia e história na 2ª fase da Unicamp

  • 18/01/2016 14h01publicação
  • Brasílialocalização
Yara Aquino - Repórter da Agência Brasil

Brasília - Candidatos à vagas na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) chegam ao local de provas em Brasília ( Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Brasília - Candidatos à vaga na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) chegam ao local de provas em BrasíliaMarcelo Camargo/Agência Brasil

Os candidatos que fazem a segunda fase do vestibular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) têm hoje (18) provas de matemática, geografia e história. Os testes serão aplicados a quase 14 mil candidatos neste segundo dia de provas da segunda fase do vestibular da universidade. Amanhã (19), os estudantes serão avaliados em química, física e biologia.

Além de São Paulo, as provas, com duração de quatro horas, são aplicadas em Brasília. O acesso começou a ser permitido às 13h e já ao meio-dia era intensa a movimentação na entrada do local de provas em Brasília.

A estudante brasiliense Beatriz de Araújo, 17 anos, tenta uma vaga para medicina e conta que está confiante para as provas de hoje, principalmente com matemática, que costuma assustar mais os candidatos. “Ontem achei mais difícil, porque tinha as questões de literatura e eu não tinha conseguido ler todos os livros. Mas para hoje e amanhã [19] estou mais confiante”, disse. De acordo com a estudante, ao contrário do que ocorre com vários candidatos, ela consegue manter a calma nos dias do vestibular e fica um pouco ansiosa apenas no momento em que a prova começa ser distribuída.

Brasília - Matheus Barbosa da Cunha, 20, candidato a uma vaga na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Brasília - Matheus Barbosa, 20 anos, candidato a uma vaga na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)Marcelo Camargo/Agência Brasil

Outro estudante que busca uma vaga para medicina, Matheus Barbosa, 20 anos, viajou de Salvador para Brasília para fazer a prova da Unicamp. Ele fez cursinho preparatório durante três anos e disse que foi bem no primeiro dia de provas, por isso, espera que ocorra o mesmo hoje e amanhã. “Estudei bastante para conseguir chegar aqui. Pelo que já vi da Unicamp, matemática tem um nível razoável de dificuldade e acho que as provas de história e geografia vão ser tranquilas.”

Também de Brasília, o estudante Luiz Gustavo Bizinoto, 18 anos, faz o vestibular da Unicamp pela primeira e acredita que as provas de hoje serão difíceis. “É preciso ter nota boa em todas as provas para passar para medicina. Terminei agora o terceiro ano e ainda não fiz cursinho, tive mais preparo para o Enem [Exame Nacional do Ensino Médio] e a prova da Unicamp é mais conteudista enquanto o Enem exige mais raciocínio.”

Regras

Para fazer as provas, os candidatos precisam levar o original do documento de identidade indicado na inscrição, caneta preta em material transparente, lápis preto e borracha. Será permitido o uso de régua transparente e compasso.

É vedado usar aparelhos celulares ou quaisquer outros equipamentos eletrônicos, além de corretivo líquido, lapiseira, caneta marca texto, bandana/lenço, boné, chapéu. O estudante poderá usar relógio para controlar o tempo, mas os aparelhos devem ficar no chão, ao lado da carteira. Na sala da prova, o candidato receberá embalagem onde deve guardar o celular desligado.

O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 12 de fevereiro, e os convocados deverão efetivar a matrícula pela internet nos dias 13 e 14 de fevereiro, exclusivamente. A divulgação da segunda chamada será no dia 16.

Este ano, 71.387 candidatos fizeram a prova da primeira fase, em novembro. Foram 15.848 os aprovados para a segunda fase. Ontem, 13.759 candidatos fizeram as provas. São oferecidas 3.320 vagas em 70 cursos de graduação da Unicamp.

Edição: Talita Cavalcante