Você está aqui

Inep altera data de aplicação do Encceja para pessoas privadas de liberdade

  • 10/11/2017 19h31publicação
  • Brasílialocalização
Da Agência Brasil

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou hoje (10) que a data da aplicação da edição de 2017 do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Encceja) foi modificada e ocorrerá, agora, nos dias 19 e 20 de dezembro. Anteriormente, o exame seria realizado nos dias 21 e 22 de novembro.

De acordo com o Inep, a mudança ocorreu devido a “adequação de logística” entre o instituto e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), em virtude da proximidade da realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que tem o segundo e último dia de provas neste domingo (12).

O Encceja é direcionado às pessoas que não tiveram a oportunidade de concluir seus estudos em idade própria. Os participantes que buscam a certificação do ensino fundamental precisam ter, no mínimo, 15 anos completos na data da prova. Quem busca a certificação do ensino édio tem que ter, no mínimo, 18 anos completos.

O exame será realizadas nas unidades prisionais e socioeducativas indicadas pelos órgãos competentes e será dividido em quatro provas objetivas, por nível de ensino, e uma redação. Cada prova objetiva tem 30 questões de múltipla escolha.

Cada unidade prisional ou socioeducativa tem um responsável pedagógico com acesso ao sistema de inscrição e suas funcionalidades. Além de responsável pela realização e acompanhamento das inscrições, compete a ele a obrigação de realizar o ensalamento e a exclusão de participantes que tiverem sua liberdade decretada.

Ainda segundo o Inep, o responsável pedagógico acessará os resultados obtidos pelos participantes, pleiteará sua participação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e em outros programas de acesso ao ensino superior. O responsável pedagógico também fica responsável por divulgar as informações sobre o exame aos participantes.

Edição: Amanda Cieglinski