Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Vídeo sobre impacto ambiental de sacos plásticos é premiado em Goiás

Publicado em 07/06/2018 - 20:09

Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil Cidade de Goiás (GO)

Os primeiros premiados do 20º Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica), na cidade de Goiás, já são conhecidos: quatro vídeos produzidos por crianças e adolescentes de escolas da região que participaram da Mostra Fica Atitude. Um do vídeos é o Levo Minhas Escolhas na Sacola, feito por alunos do 8º ano da escola Lyceu de Goyaz.

“A sacola plástica está muito presente na vida das pessoas. Qualquer tipo de alimento que se compra coloca-se na sacola plástica. E a gente ficou chocado porque a sacola plástica demorará 400 anos para se decompor, aí ela acaba no meio ambiente, os animais acabam comendo, e isso é muito prejudicial”, disse a estudante Nathanaelly Ferreira, de 13 anos, uma das vencedoras.

O vídeo dos alunos sobre o plástico acaba no supermercado, com a distribuição de sacolas reutilizáveis para os compradores. Segundo Nathanaelly, uma sacola reutilizável economiza seis sacolas plásticas tradicionais a cada compra. Além disso, durante o projeto de pesquisa e desenvolvimento do vídeo, os estudantes fizeram uma palestra na própria escola sobre o impacto das sacolas plásticas no meio ambiente. “Se a gente não cuidar do meio ambiente, quem vai cuidar?”, questionou.

Cada escola, dos quatro vídeos premiados, ganhou R$ 1,2 mil para compra ou melhoria dos equipamentos de audiovisual. Dos 37 vídeos inscritos, todos feitos com aparelhos celulares, 16 foram selecionados para a mostra.

Professores e alunos vencedores da mostra "FICA Atitude" falam sobre o filme premiado.
O coordenador da Regional de Educação, Jonas Berquó, e a ex-secretária de Educação Raquel Teixeira, entre os autores de um dos vídeos vencedores do 20º Fica (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Cerca de 2 mil estudantes de 10 a 17 anos foram envolvidos no projeto do Fica Atitude, que começou a ser desenvolvido em fevereiro, no início do período letivo. De acordo com o coordenador da Regional de Educação que engloba cidade de Goiás, Jonas Carlos Berquó, o vídeo é um extrato de todo o trabalho que foi feito nos últimos meses com os alunos.

A temática do meio ambiente foi inserida nas disciplinas como projetos para o Fica Atitude. Os alunos foram desafiados a identificar problemas ambientais na comunidade e mobilizar uma ação para resolvê-lo. “É um trabalho onde o foco é desenvolver o protagonismo juvenil, a liderança, o trabalho em equipe e a responsabilidade”, explicou Berquó.

E os projetos continuam durante todo o ano. Para Berquó, o grande destaque é que a juventude pode entender que cuidar do meio ambiente não é só denunciar, mas também partir para a ação dentro de cada realidade.

Já a ex-secretária de Educação, Cultura e Esporte de Goiás Raquel Teixeira ressaltou que os projetos acabam forçando uma pressão fora da escola para solução de longo prazo. “O legado do Fica é isso: a mudança de atitude, o protagonismo dos jovens continuando na formação da cidadania”, disse ela, lembrando que as crianças e os jovens têm um poder de influência muito grande nas suas famílias.

Para desenvolver os projetos, os alunos tiveram aulas de vídeo com os alunos do Instituto Federal de Goiás. Segundo Raquel Teixeira, o legado é nas áreas ambiental e audiovisual. “Talvez alguns projetos que eram ambientalmente bons não foram selecionados porque o vídeo não estava bom. Então foi uma junção interessante de educação, cultura, meio ambiente e cinema, com ações de consequência na comunidade”, disse.

A Regional de Educação também promove um concurso de redação e produção de textos. Os alunos são estimulados a acompanhar a programação do Fica e desenvolver seus textos. Os 10 melhores ganharão uma viagem para o Rio de Janeiro, onde vão conhecer o Museu do Amanhã.

* A repórter viajou a convite da organização

Edição: Nádia Franco

Últimas