Beltrame acompanha ação da polícia na Rocinha

Publicado em 16/02/2014 - 18:54 Por Cristina Indio do Brasil - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro
Atualizado em 16/02/2014 - 18:58

Brasília - O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, entrega no Senado  projeto que tipifica desordem como crime (Antonio Cruz/Agência Brasil)

Secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, acompanha ação da polícia na RocinhaAntonio Cruz/Agência Brasil

O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame,  encontra-se em permanente contato com os comandos da Polícia Civil e da Polícia Militar para alinhar estratégias de ação das duas corporações, informou nota da secretaria.

O acompanhamento do secretário ocorre em razão do tiroteio que aconteceu na madrugada de hoje (16) na Rocinha, zona sul do Rio de Janeiro. Hoje (16) no fim da manhã, o coordenador das unidades de Polícia Pacificadora (UPP), coronel Frederico Caldas, levou uma queda durante uma operação de reforço da polícia no local e teve um ferimento no olho. Ele está internado no Hospital Central da Polícia Militar (HCPM). Na mesma operação, a comandante da UPP da Rocinha, major Pricilla Azevedo, teve um corte no pulso.

O secretário reiterou à sociedade em geral e, em particular, aos moradores da Rocinha, que o Estado não vai recuar diante da tentativa de grupos criminosos  de voltar aos locais que dominaram durante décadas. “O programa de retomada de territórios das unidades de Polícia Pacificadora beneficia mais de 1,5 milhão de pessoas e vai prosseguir sem qualquer chance de recuo “, conclui a nota da secretaria de Segurança.

Ainda durante o tiroteio, vários transformadores da Light foram atingidos e os moradores ficaram sem abastecimento de energia. Segundo a companhia, o fornecimento se normalizou por volta das 18h. Por causa dos confrontos no local, os técnicos da Light só puderam começar a trabalhar na troca dos aparelhos e no restabelecimento da energia às 10h deste domingo.

Edição: José Romildo

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias