Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Uso do Rio Paraíba do Sul para abastecer São Paulo precisa de análise, diz Pezão

Publicado em 20/03/2014 - 17:08

Por Nielmar de Oliveira - Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

O vice-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, disse hoje (20) que a utilização da água do Rio Paraíba do Sul para abastecer a Grande São Paulo, interligando a Bacia do Paraíba do Sul ao Sistema da Cantareira, deve ser submetida a uma análise detalhada da Agência Nacional de Águas (ANA) e do Ministério do Meio Ambiente, além de ser precedida de um estudo de impacto ambiental. A ideia foi anunciada pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Segundo Pezão, a Bacia do Paraíba do Sul é responsável pelo abastecimento de cerca de 15 milhões de pessoas, sendo aproximadamente 8,5 milhões na região metropolitana do Rio de Janeiro.

“Essa não é uma decisão que se toma com rapidez. Ninguém quer prejudicar ninguém. O Paraíba do Sul faz parte de uma bacia federal, mas todos sabem a importância do Rio Paraíba do Sul e da Represa de Ribeirão das Lajes para o abastecimento da cidade e da região metropolitana do Rio de Janeiro”.

“Então, temos que cuidar do meio ambiente como o estado vem fazendo. O momento é ruim e é preciso encontrar uma solução. Temos que sentar e conversar, pois em uma mesa de reunião tudo se resolve”, acrescentou, ao participar da solenidade de formatura de policiais militares.

Ele ressaltou, porém, que a Bacia do Rio Paraíba do Sul, em caso de crise no abastecimento de água, deve ser priorizada a população do Rio, pois tem a outorga do uso da água e a Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgoto) detém a prioridade do atendimento.

Em nota, a Secretaria Estadual do Ambiente disse que a segurança hídrica do estado do Rio de janeiro depende fortemente da Bacia do Rio Paraíba do Sul, responsável pelo abastecimento de mais de 11 milhões de habitantes e de parcela expressiva da atividade econômica do estado. Para a secretaria, mesmo que São Paulo construa reservatórios para aumentar a disponibilidade hídrica nas cabeceiras do Rio Paraíba do Sul, a proposta de captação de água pode causar prejuízos. Na avaliação do órgão, é fundamental um aprofundamento técnico sobre o real impacto no território fluminense.

Edição: Carolina Pimentel

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias