Você está aqui

“Casamento Vermelho” marcará união de prefeituras após brincadeira virtual

  • 25/09/2014 08h45publicação
  • Brasílialocalização
Pollyane Marques, repórter do Radiojornalismo
Casamento Vermelho

Casamento VermelhoDivulgação

Após brincadeira na internet, em que a página da prefeitura do Rio de Janeiro no Facebook pediu a página da prefeitura de Curitiba em casamento, desenvolvedores de perfis decidiram fazer uma mobilização por doação de sangue.

Todos os dias à noite, a página da prefeitura de Curitiba postava na rede social músicas para desejar bons sonhos àqueles que a seguiam. Apesar de receber inúmeras declarações de amor, continuava sozinha até que uma, em especial, despertou sua atenção. O texto, acompanhado de foto, dizia: “Quer se casar comigo?”. Ela fez charme, quis saber no que se pareciam. Uma campanha na própria internet apoiava, foram muitos posts com a marcação #aceitacuritiba. E a cidade, até então conhecida por ser fria, cedeu.

A ação, que começou com uma brincadeira de internet, ficou séria. Todos os seguidores das páginas das prefeituras de Curitiba e do Rio de Janeiro no Facebook já estão convidados para o casamento neste sábado, dia 27. Prefeituras de outras cidades, que também aderiram à brincadeira, estão se mobilizando para ajudar. E a cerimônia vai ter direito à festa, que será feita nos hemocentros. Com o lema “Mostre que você tem amor nas veias”, as prefeituras pedem doação de sangue para celebrar a união.

A ideia foi dos responsáveis por alimentar os perfis da rede. “ Doação de sangue e cadastro de medula óssea são coisas que a gente leva a sério. Então, quando começou a brincadeira com o pedido de casamento, a gente começou a conversar por telefone com a equipe do Rio para conseguir uma forma de fazer com que o cidadão visse que estávamos trabalhando. Aí decidimos finalizar essa história toda, com uma coisa bacana, de cunho social, que é a doação de sangue", explica o diretor de Mídias Sociais da prefeitura de Curitiba, Marcos Giovanella.

Todas as pessoas, de todas as cidades do Brasil, estão convidadas a participar dessa campanha de doação de sangue. Para doar, basta ir ao hemocentro de sua cidade levando a carteira de identidade. É bom lembrar que a doação não pode ser feita em jejum. Os menores de 18 anos devem levar também uma autorização dos pais ou responsáveis.

Além da doação de sangue, a noiva tem outros presentes na lista. Entre os pedidos estão a doação de livros para escolas públicas, treinamento, empregos para pessoas com deficiência e em situação de vulnerabilidade social e ações de resgate da autoestima de mulheres vítimas de violência.

Edição: Graça Adjuto