Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Rio participa de mobilização mundial de alerta para mudanças climáticas

Publicado em 19/09/2014 - 22:19

Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

Neste domingo (21), a partir das 10h30, uma caminhada em Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro, pretende alertar os governos e a sociedade para a importância de se enfrentar o problema das mudanças climáticas e adotar fontes de energia 100% limpas. A iniciativa é do movimento global Avaaz, com apoio de movimentos sociais, estudantis, ambientalistas e artistas. A mobilização começou ontem (18), com projeção de frases no Cristo Redentor.

De acordo com o diretor de campanhas da Avaaz, Michael Mohalen, em Ipanema são esperadas 30 mil pessoas, e a expectativa é que 1 milhão de pessoas participem dos mais de 2.500 eventos programados para o mesmo dia em todo o mundo, às vésperas da Cúpula do Clima, convocada pelas Nações Unidas, que vai reunir chefes de estado em Nova York, na terça-feira (23).

“A ideia de fazer neste domingo, no mesmo dia, todas essas caminhadas, é porque no dia 23, dois dias depois, ocorre a Cúpula do Clima em Nova York, com chefes de Estado - a presidenta Dilma Rousseff, por exemplo. Eles vão se encontrar e definir os primeiros passos da agenda para Paris 2015, que vai ser outro grande momento decisivo para a definição das metas de redução do carbono”, disse ele.

Mohalen lembra que existem documentos e metas postas por diversas entidades, além de alguns países já caminharem para o uso de energia limpa. “A Avaaz e outras entidades parceiras vêm pedindo que haja um compromisso dos países para a obtenção de uma matriz energética 100% limpa nos próximos anos, com prazo razoável - quem sabe! - até 2050. Isso não é ficção científica ou algo muito distante. Alguns países como o vizinho Uruguai e a Noruega estão muito próximos disso, outros altamente industrializados, como Alemanha e Suécia, estão perto de 50%. O Brasil mesmo tem uma matriz energética próxima de 80% limpa”.

De acordo com ele, a ideia não é restringir completamente fontes consideradas mais poluidoras, como a queima de carvão, já que a tecnologia pode diminuir a emissão de gases de efeito estufa. “Então, para não fechar a possibilidade de nenhum avanço tecnológico e nenhuma matriz energética, o que a gente entende por energia 100% limpa é uma energia que seja segura, limpa e sustentável”.

Mohalen ressalta que é importante a população ir para as ruas reivindicar mudanças nas políticas ambientais, assunto muitas vezes esquecido nas manifestações. “As caminhadas são uma forma muito importante de mostrar para os líderes que tradicionalmente entendem que esse é um assunto que não tem apelo popular. Quando a gente conversa com políticos, a ideia que se tem é que este pode ser um assunto importante, mas não está no topo da lista de prioridades do brasileiro. Quando as pessoas vão às ruas, elas mostram que este é um assunto que de fato está na lista de prioridades, que as pessoas se importam”.

A lista das caminhadas pelo clima, marcadas para domingo, pode ser consultada no site https://secure.avaaz.org/po/event/climate/?slideshow.

 

Edição: Stênio Ribeiro

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias