Você está aqui

Comlurb retira 4 toneladas de peixes mortos da Baía de Guanabara

  • 05/11/2014 17h06publicação
  • Rio de Janeirolocalização
Da Agência Brasil

A Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) realizou hoje (5) uma nova ação de retirada de peixes mortos da Baía de Guanabara. Empregados da companhia retiraram aproximadamente 4 toneladas das praias da Ilha de Paquetá e Ilha do Governador, zona norte do Rio. Conforme a assessoria da Comlurb, desde a última sexta-feira (31) já foram removidas 20 toneladas de savelhas e sardinhas.

Os garis utilizam ancinhos, pá mecânica e cestos para retirar areia e peixes do espelho d'água. A companhia informou que o serviço será contínuo até cessar a mortandade.

A morte de peixes na Baía de Guanabara vem ocorrendo faz duas semanas. A Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) monitorou a área para avaliar a presença de substâncias tóxicas ou falta de oxigênio nas águas. Os testes indicaram que a água está em boas condições e que esses fatores não são a causa da morte dos peixes.

Além do monitoramento, policiais da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a Coordenadoria Integrada de Combate aos Crimes Ambientais (Cicca) realizaram a Operação Defeso na Baía de Guanabara, que teve por objetivo o combate à pesca ilegal da sardinha.

Agentes da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj) também estiveram hoje no local, orientando e ouvindo pescadores.

Edição: Armando Cardoso