Você está aqui

Ministério estuda forma de facilitar entrada de turistas durante Jogos Olímpicos

  • 21/01/2015 13h27publicação
  • Rio de Janeirolocalização
Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil

O ministro do Turismo, Vinicius Lages, se reúne com o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, para tratar de questões relacionadas aos Jogos Olímpicos de 2016 (Tânia Rego/Agência Brasil)

Ministro Vinicius Lages e o prefeito Eduardo Paes estudam formas de facilitar a entrada de turistas durante os Jogos Olímpicos de 2016Tânia Rêgo/Agência Brasil

O Ministério do Turismo estuda uma forma de facilitar a entrada de turistas estrangeiros no Brasil com a criação de um passaporte olímpico, que reduziria as exigências para profissionais e turistas. O objetivo da medida é aumentar o número de visitantes já no próximo ano, quando o Rio de Janeiro será sede dos Jogos Olímpicos.

"Qualquer dificuldade para o turista viajar torna a experiência mais desconfortável. A ideia é estabelecer, de forma antecipada, o que vale por um período, como foi na Copa do Mundo, [oferecer] facilidade de vistos para profissionais e turistas. A ideia do passaporte olímpico antecipa [essa facilidade]", disse hoje (21) o ministro Vinícius Lages

Ele discutirá o tema com representantes do Ministério das Relações Exteriores, já que o processo de concessão de visto costuma ter uma lógica de reciprocidade entre países. O tema deve ser apresentado à presidenta Dilma Rousseff em reunião na próxima semana.

A medida teria como foco países com mais turistas para o mundo e para o Brasil, com prioridade para os norte-americanos. "Um dos principais mercados são os Estados Unidos. Por isso, teríamos de ter um gesto prioritário, porque os Jogos Olímpicos interessam muito a esse público. Claro que não esqueceríamos os demais países também. A China enviou 100 milhões de turistas para o mundo em 2014, mas somente 60 mil vieram para o Brasil", lamentou o ministro.

Outro projeto em estudo no ministério é a criação do Ano Olímpico Brasileiro em 2016. O objetivo é incentivar a entrada de turistas fora do período dos Jogos. Além disso, durante as Olimpíadas o ministério pretende incentivar os turistas a conhecer outras regiões do Brasil, além do Rio. A proposta é criar o Brasil Pass (Passe Brasil), que concederia descontos em passagens aéreas e hospedagem em outras regiões.

A estimativa do ministério é que os jogos tragam entre 350 mil e 500 mil turistas ao país. Até 2016, a projeção é que o volume anual de turistas no Brasil alcance 6,5 milhões. "Isto sem fazer mais do que está sendo feito", disse o ministro.

Edição: Armando Cardoso