Você está aqui

Ministério agiliza emissão de seguro-desemprego para ex-trabalhadores do Comperj

  • 23/03/2015 15h55publicação
  • Rio de Janeiro localização
Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil

Carteira de trabalho

Mutirão para agilizar concessão do benefício a demitidos no Comperj começa nesta quartaArquivo/Agência Brasil

O Ministério do Trabalho e Emprego vai iniciar um mutirão nesta quarta-feira (25), para agilizar a emissão do seguro-desemprego dos 2.273 trabalhadores demitidos do Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj).

Após a rescisão do contrato de trabalho feita por meio de liminar do Tribunal Regional do Trabalho, os ex-funcionários da Alumini Engenharia, empresa terceirizada que presta serviços à Petrobras, serão recebidos com dia e hora marcados, de acordo com a Justiça Trabalhista.

Na agência do centro do Rio, a ação terá 108 atendimentos por dia. As agências de Niterói, São Gonçalo, Alcântara, Rio Bonito e Itaboraí, região metropolitana, serão incluídas a partir do dia 1º de abril, com 20 atendimentos diários. Com a capacidade máxima, o mutirão atenderá, em média, cerca de 220 trabalhadores diariamente.

As listas com os nomes dos beneficiados e dos respectivos agendamentos, além dos endereços dos locais selecionados, estão disponíveis em todas as agências do ministério no Rio, ou pelo site www.mte.gov.br.

A ação emergencial foi preparada para os próximos dez dias úteis. Para dar entrada no seguro-desemprego, o trabalhador deverá apresentar a carteira de trabalho, o cartão do PIS e a cópia dos três últimos contracheques. 

O sindicato da categoria, a Vara do Trabalho de Itaboraí e a Alumini também vão divulgar a programação completa para consulta. Os ex-trabalhadores que não estiverem localizados no Rio terão prioridade  no atendimento nas sedes do ministério em todo o país.

Edição: Valéria Aguiar