Você está aqui

Conta de água aumenta 15,24% em SP para compensar perdas com crise hídrica

  • 05/05/2015 10h47publicação
  • São Paulolocalização
Daniel Mello- Repórter da Agência Brasil

água desperdício

O percentual contempla, além da reposição inflacionária, as perdas da empresa com a crise hídrica e o aumento dos custos da energia elétrica. Os novos valores entram em vigor em junhoDivulgação/Cesan

A Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) autorizou a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) a reajustar em 15,24% as tarifas. O percentual contempla, além da reposição inflacionária, as perdas da empresa com a crise hídrica e o aumento dos custos da energia elétrica. Os novos valores entram em vigor em junho.

Em comunicado enviado aos acionistas em abril, a Sabesp informou ter requisitado autorização para aumentar as tarifas em 22,7%. A direção da companhia havia se manifestado sobre o desequilíbrio financeiro causado pela crise hídrica. A redução da demanda e a oferta de bônus aos usuários que diminuíram o consumo afetaram o faturamento da empresa ao longo do último ano.

Por isso, 6,9% do reajuste autorizado vêm para compensar esses fatores.

Edição: Valéria Aguiar