Você está aqui

PM paulista matou, em média, quase 2 pessoas por dia de janeiro a setembro

  • 22/10/2015 18h04publicação
  • São Paulolocalização
Elaine Patricia Cruz - Repórter da Agência Brasil

Apesar de o número de mortes em decorrência de ações de policiais militares em serviço ter diminuído 1,68% de janeiro a setembro deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado, em São Paulo, oito ocorrências a menos, os dados divulgados hoje (22) pela Secretaria de Segurança Pública do estado mostram que, em média, por dia, quase duas pessoas (1,7) foram mortas, 12 por semana e 469 até setembro de 2015.

Considerando apenas o mês de setembro, a diminuição foi de 37,29% na comparação com o mesmo mês do ano passado, passando de 57 para 37 mortes. Entre julho e setembro, as ocorrências apresentaram queda de 20,13%, com o registro de 127 casos.

O levantamento não considera as mortes atribuídas a policiais militares acusados de envolvimento em chacinas ocorridas no estado este ano, como a de Osasco e Barueri, que resultaram em 19 mortos.

A secretaria informou, por meio de nota, que tem trabalhado para reduzir a letalidade policial. Uma das medidas, ressaltou o órgão, é a edição da resolução SSP 40/15, de março deste ano, que prevê o comparecimento das corregedorias e dos comandantes da região, além de equipes do Instituto Médico-Legal (IML) e do Instituto de Criminalística (IC) no local das mortes preservar a cena dos crimes e, assim, garantir eficiência nas investigações.

Edição: Aécio Amado