Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Entidades médicas denunciam pior crise na saúde pública do Rio de Janeiro

Publicado em 22/12/2015 - 16:48

Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) e outras entidades do setor de saúde denunciaram hoje (22) o que chamaram de a pior crise na saúde pública já vivida no estado. Os detalhes foram passados em entrevista coletiva à tarde, na sede da entidade.

Segundo o presidente do Cremerj, Pablo Vázquez, o conselho tem recebido diversas denúncias de redução de leitos, fechamento de emergências, falta de insumo e falta de pagamento a profissionais, que estão passando dificuldade inclusive para comparecer ao trabalho.

De acordo com ele, a entidade se reuniu na quinta-feira (17) com o ministros da Saúde, Marcelo Castro, e ficou acertada uma reunião para amanhã (23) com representantes das secretarias municipal e estadual de Saúde, do núcleo estadual do ministério e de entidades médicas para definir um plano emergencial para enfrentar a crise.

A presidenta do Conselho Regional de Enfermagem do Estado do Rio de Janeiro (Coren-RJ), Maria Antonieta Tyrrel, informa que a categoria fez assembleia ontem e decidiu pelo estado de greve, "devido à grave situação vivida". De acordo com ela, os profissionais relataram "situação gravíssima" em pelo menos 28 unidades de saúde, sendo 17 hospitais e 11 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias