Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Rio cria esquema para incentivar uso de transporte público no réveillon

Publicado em 28/12/2015 - 19:03

Por Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

O acesso a Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, ficará fechado para veículos particulares a partir das 18h de quinta-feira (31), incluindo os de moradores do bairro. A partir das 22h, haverá o fechamento total dos acessos ao bairro, inclusive para ônibus, táxi e veículos com cartão de trânsito livre. Cerca de 2 milhões de pessoas são esperadas para o réveillon na orla de Copacabana. O esquema especial da prefeitura para as festas do Ano-Novo, anunciado hoje (28), começa na quarta-feira (30), com restrições de estacionamento em algumas vias a partir das 18h.

Segundo o secretário de Transporte, Rafael Picciani, as intervenções seguem o modelo aplicado nos quatro anos anteriores para garantir a mobilidade durante o evento. “A utilização do transporte público é a única opção para quem espera curtir o réveillon de Copacabana, não temos um planejamento que comporte a ida das pessoas com seu automóvel”, disse. A liberação total das vias do bairro ocorrerá a partir das 5h da sexta-feira (1º).

Ao todo, 29 vias terão estacionamento proibido e mais de 3 mil vagas serão suprimidas. Das 22h do dia 31 às 5h do dia 1º, será possível pegar um ônibus em terminais na Enseada de Botafogo e na Prudente de Moraes, Ipanema, zona sul. Trens terão esquema especial no retorno para casa, com mais de 26 mil lugares adicionais e 11 viagens extras. As partidas começam às 2h da Central do Brasil, com destino à Baixada Fluminense, zona norte e zona oeste.

Restam cerca de 50% de cartões especiais do metrô para o réveillon, que podem ser comprados em algumas estações das 9h às 21h.

A festa da virada contará com 16 minutos de fogos sincronizados lançados por 11 balsas, com trilha sonora surpresa. Telas com luzes LED vão formar um enorme relógio digital na contagem regressiva para a virada do ano. Estão previstas 12 apresentações musicais nos dois palcos armados na areia. Haverá 30 torres de som ao longo da praia.

No início do mês, a prefeitura estimou a vinda de cerca de 860 mil turistas para o réveillon carioca, movimentando cerca de R$ 2,5 bilhões. O secretário municipal de Turismo, Antônio Pedro, informou que o número previsto continua crescendo e comemorou os bons resultados no setor para o período.

“Nosso parque hoteleiro está crescendo, continuamos mantendo a ocupação hoteleira acima dos 80% nesta época do ano e teremos dez transatlânticos”, disse. “A crise está aí, é difícil, mas no turismo estamos tendo bons resultados. O brasileiro acaba ficando no país e o Rio de Janeiro é sempre um destino importante para quem quer viajar. E o dólar e o euro mais altos e convidativos ajudam o turista estrangeiro a vir visitar nossas belezas”, completou.

Também haverá shows e queima de fogos em mais nove pontos da cidade, como Flamengo, Barra da Tijuca e Pedra de Guaratiba, zona oeste, e Ilha do Governador, Penha, zona norte.

Mais de 1,3 mil agentes da Secretaria de Ordem Pública vão atuar na segurança e organização da festa, um aumento de 92% em relação ao efetivo atual. Haverá 17 tendas operacionais ao longo da Avenida Atlântica. Serão distribuídas pulseiras impermeáveis de identificação de crianças com contato do responsável.

Noventa médicos, 65 enfermeiros e 65 técnicos de enfermagem da Secretaria de Saúde estarão de plantão nos dias 31 e 1º de janeiro. Foram instalados 60 leitos, com 70 poltronas de hidratação em cinco postos espalhados ao longo da orla. Cinquenta ambulâncias ficarão de prontidão.

A programação completa da festa de réveillon da capital fluminense está no portal www.visit.rio.


Fonte: Prefeitura do Rio cria esquema para desestimular uso de carros no Réveillon
Edição: Juliana Andrade

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias