Você está aqui

Cordão da Bola Preta deve reunir 2 milhões de foliões no sábado de carnaval

  • 14/01/2016 18h12publicação
  • Rio de Janeirolocalização
Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - Na manhã de hoje (01), o bloco Cordão do Bola Preta, um dos maiores blocos de rua do carnaval carioca, desfilou pela Avenida Rio Branco, centro do Rio.

Bloco mais tradicional do Rio de Janeiro, o Cordão da Bola Preta desfilará no centro da cidade pelo 98º ano consecutivoArquivo/Tania Rego/Agência Brasil 

O desfile do Cordão da Bola Preta, bloco de rua mais tradicional do Rio de Janeiro, deverá reunir no sábado de carnaval (6 de fevereiro), entre 9h e 14h, na Rua Primeiro de Março e Avenida Presidente Antônio Carlos, centro da cidade, cerca de dois milhões de foliões. A previsão é do presidente da Bola Preta, Pedro Ernesto Marinho, que adiantou para o mesmo dia a 98ª edição da "macarronada carnavalesca", que será servida ao meio-dia, na sede da agremaição.

Segundo Marinho, a partir de domingo de carnaval (7), estendendo-se até a terça-feira (9), de 23h às 4h da manhã, estão programados os bailes da Bola Preta. Ainda no dia 9, das 15h às 19h, haverá o baile infantil do Cordão da Bola Preta. “Pelo 98º ano, o Cordão da Bola Preta mantém a tradição de carnaval, conforme nossos fundadores nos ensinaram e orientaram”, disse Marinho.

Rio de Janeiro - Comemorando os 449 anos da cidade do Rio de Janeiro, um dos mais antigos blocos, o Bola Preta, abriu hoje (1 ) o carnaval de rua carioca (Tomaz Silva/Agência Brasil)

A orientação para os foliões é alegria, euforia, paz no coração e consciência em relação à bebida alcoólica e às drogasArquivo/Tomaz Silva/Agência Brasil

Embora não tenham sido procurados para renovar a parceria de 2015 com o Bloco Alegria Sem Ressaca, que combate o uso de drogas, Pedro Ernesto Marinho garantiu que continuará praticando o conceito do parceiro, que é “orientar os foliões a terem alegria, euforia, paz no coração, que brinquem o carnaval para valer, namorem, sejam felizes, mas procurem ser conscientes com relação à bebida alcoólica e às drogas. Isso não leva ninguém a nada quando se faz de forma inconsciente.” 

No dia 24 de janeiro, o Cordão da Bola Preta vai coroar a funkeira Ludmilla como sua rainha para o carnaval deste ano. Ludmilla é foliã do bloco desde criança, quando era levada pela avó para participar dos desfiles. “Ludmilla não é uma estranha para o (Cordão da) Bola. É uma foliona desde os tempos de criança. Ela ficou muito alegre, muito satisfeita com a escolha.”

Ludmilla se somará a um time de peso na corte da agremiação, que tem como madrinha a cantora Maria Rita e como porta-estandarte a atriz Leandra Leal. O padrinho do bloco é o cantor Neguinho da Beija Flor. A Bola Preta terá este ano dez musas no desfile. Elas serão lideradas por Selminha Sorriso, porta-bandeira da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis.

Outra novidade, segundo o presidente do bloco, é o título de Embaixador do Carnaval Bolapretense, que será concedido ao compositor João Roberto Kelly, apelidado “o Rei das Marchinhas”. 

Edição: Armando Cardoso