Você está aqui

Porto Alegre: 33 mil pessoas continuam sem energia após temporal

  • 31/01/2016 19h08publicação
  • 31/01/2016 20h45atualização
  • Brasílialocalização
Luciano Nascimento - Repórter da Agência Brasil

Em torno de 33 mil pessoas continuam sem energia elétrica em Porto Alegre, segundo a Companhia Estadual de Energia Elétrica (Ceee), devido à queda de mais de 300 árvores após o temporal que atingiu a cidade na sexta-feira (29), a maioria concentrada nos bairros Santana, Menino Deus, Bom Fim, Cidade Baixa e Petrópolis. No início da tarde eram 105 mil pessoas.

Estragos causados pelo temporal

Em torno de 105 mil pessoas continuam sem energia elétrica em Porto Alegre após temporal Imagem Ivo Gonçalves/PM-PA

Também não há previsão para que o serviço de abastecimento de água retorne à normalidade em Porto Alegre. A Assessoria de Comunicação do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) informou hoje (31) que dos seis sistemas de abastecimento da cidade, somente os sistemas de Belém Novo e a Estação Menino Deus estão em funcionamento.

Operando desde o início da manhã, a Estação Belém Novo abastece bairros da Zona Sul e a do Menino Deus, que abrange o bairro que dá nome à estação e o centro, voltou a funcionar entre o fim da manhã e o começo da tarde. O Dmae disse ainda que a Estação Moinhos de Vento, que abastece o bairro de mesmo nome e a região central da cidade deve voltar a funcionar em breve. A Zona Norte da Cidade e a região das Ilhas permanecem sem água.

De acordo com o Dmae, para que o abastecimento volte a normalidade é preciso antes resolver o problema da falta de energia na cidade. A companhia informou ainda que não é possível estimar a quantidade de residências que está sem água, uma vez que muitos prédios têm reservatórios próprios.

Pela manhã, houve uma reunião para debater as estratégias de recuperação da cidade. Participaram o prefeito em exercício, Sebastião Melo - o prefeito José Fortunati está de férias -, o secretário estadual de Segurança Pública, Wantuir Jacini, representantes da Brigada Militar, do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil Estadual, da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) e da Guarda Municipal.

As autoridades orientam a população a permanecer em casa nos bairros sem luz. Ainda há muitos obstáculos nas vias depois das quedas de árvores, galhos, postes de energia elétrica e objetos que voaram com o vento e que podem oferecer riscos.

 

matéria atualizada às 20h44 para atualização de informações

Edição: Fábio Massalli