Você está aqui

Vencedor do Nobel da Paz pede engajamento brasileiro contra o trabalho infantil

  • 04/02/2016 19h06publicação
  • Brasílialocalização
Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil
Brasília A presidenta Dilma Rousseff recebe o Prêmio Nobel da Paz em 2014, o indiano Kailash Satyarthi ( Wilson Dias/Agência Brasil)

A presidenta Dilma Rousseff recebe o Prêmio Nobel da Paz em 2014, o indiano Kailash Satyarthi Wilson Dias/Agência Brasil

O vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 2014, Kailash Satyarthi, sugeriu hoje (4) que o Brasil lidere as discussões sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas relacionados ao combate ao trabalho infantil. Ao se encontrar com a presidenta Dilma Rousseff, Satyarthi propôs que o governo brasileiro organize uma conferência internacional sobre o tema.

De acordo com o ativista indiano, os países estão se preocupando cada vez mais com temas relacionados à melhoria das condições de vida das crianças como saúde, alfabetização e adesão escolar. “Pela primeiríssima vez na história, questões relativa a crianças, como trabalho infantil qualidade da educação e educação inclusiva, encontraram espaço nos atuais objetivos de desenvolvimento sustentável”, disse.

Segundo Satyarthi, os índices de trabalho infantil no Brasil são preocupantes, mas têm caído nos últimos anos. O vencedor do Nobel da Paz disse que também conversou com Dilma sobre ações de combate ao vírus Zika, que ele considera um problema “grave” e “sério”.

Dilma informou o ativista sobre a atuação do governo brasileiro em parceria com organismos internacionais e com outros países, como os Estados Unidos, no desenvolvimento de uma vacina contra o vírus Zika, que está relacionado a casos de microcefalia.

Kailash Satyarthi foi premiado com o Nobel da Paz em 2014 por seu trabalho pela erradicação do trabalho infantil e contra o trabalho escravo.

Edição: Luana Lourenço