Você está aqui

Situação é delicada após chuva forte, diz Defesa Civil de São Gonçalo

  • 24/03/2016 18h30publicação
  • Rio de Janeirolocalização
Da Agência Brasil

O secretário de Defesa Civil de São Gonçalo, município na região metropolitana do Rio de Janeiro, coronel Adilson Alves, disse que a cidade passa por um momento delicado e de preocupação após as fortes chuvas que caíram sobre todo o estado na noite de ontem (23) e durante a madrugada de hoje (24). Segundo ele, há famílias desalojadas.

“Não consigo precisar quantas estão [desalojadas], mas é um número considerável pelo que observo caminhando pelas ruas da cidade. Temos algumas pessoas que tiveram suas casas inundadas, mas que já estão voltando hoje pela manhã. Sem falar em muitos locais alagados, mas que a água já escoa. As áreas mais afetadas são o bairro do Rocha, com um acumulado de 99 milímetros [mm] de água, e Engenho Pequeno e Pontal com 85 mm”. A chuva caiu por volta das 21h45 e se manteve forte até as 00h30, segundo o secretário.

A forte chuva que atingiu São Gonçalo deixou pelo menos um morto na noite de ontem. José Cardoso, de 70 anos, morreu afogado dentro de casa, no bairro do Sacramento

Angra, Maricá e Rio

Em Angra dos Reis, na costa verde do Rio, o local mais atingido foi o bairro de Pontal Leste, que acumulou 102 mm de água. Segundo a Defesa Civil do município, a população foi avisada da possibilidade de temporal e, consequentemente, de deslizamentos, por meio de um serviço de mensagens via celular que alerta a população. Além disso, sirenes instaladas nos locais mais críticos da cidade soaram no momento da chuva. Nenhuma chamada de socorro foi registrada.

A cidade de Maricá, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, que sofreu com uma forte chuva no dia 29 de fevereiro, deixando, no total, 500 pessoas desabrigadas e 2 mil desalojadas (que não precisam de abrigo da prefeitura), dessa vez não sofreu com o grande volume de água. Apenas alguns bolsões d’água foram registrados, que já foram escoados, informou a Defesa Civil da região.

Situação similar viveu a capital fluminense. Segundo o Centro de Operações Rio (COR), as áreas mais atingidas foram a Ilha do Governador e o Méier, ambos da zona norte da cidade. Ambos tiveram, respectivamente, 48,6 mm e 46,2 mm de água. Alguns locais da cidade registraram acúmulos de água que já foram escoados durante a madrugada. De acordo com o Centro de Operações, a chuva se manteve forte das 18h30 até as 00h30 de hoje.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), São Gonçalo, Maricá e Rio de Janeiro, ficaram com céu encoberto e sujeito a chuvas na parte da tarde, e terão chuvas isoladas no período noturno. A temperatura máxima não passa dos 28°C, enquanto a mínima atinge os 21°C nas três cidades. Em Angra dos Reis, a máxima atinge os 29°C, enquanto a mínima fica em 20°C.

Edição: Fábio Massalli