Você está aqui

Impa lança portal para acompanhamento dos Jogos Olímpicos

  • 15/07/2016 13h27publicação
  • Rio de Janeirolocalização
Nielmar de Oliveira - Repórter da Agência Brasil

rio2016_banner

EBC

O Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) colocou no ar um portal que permite a qualquer pessoa, de qualquer lugar, monitorar na rede - em tempo real – imagens, assuntos mais populares e comentários sobre os Jogos Olímpicos Rio 2016.

O OBSERVATÓR!O2016 permite que qualquer pessoa que tenha acesso à internet possa ficar sabendo sobre tudo que está sendo postado e comentado sobre os Jogos. Assim,  os dados são coletados e armazenados em tempo real por robôs programados para identificar nas redes sociais, principalmente no Twitter, tudo o que está acontecendo de mais relevante sobre a Rio 2016.

O OBSERVATÓR!O2016 é um portal para visualizar, coletar e analisar comentários e imagens sobre os jogos a partir de grandes volumes de dados (Big Data) provenientes das redes sociais. Segundo o professor Luiz Velho, pesquisador do Impa, o portal revela olhares diversos sobre os Jogos, a partir de variadas formas de visualização interativa.

“O objetivo é propiciar um espaço para observar os preparativos, a realização e, futuramente, a memória da Rio 2016 de uma maneira diferente e segundo uma filosofia de apresentação que une design, tecnologia e matemática. O OBSERVATÓR!O2016 é um portal para coletar, visualizar e analisar comentários e imagens sobre os Jogos Olímpicos a partir de grandes volumes de dados”, disse.

Múltiplas expectativas

Brasília - O Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada colocou no ar um portal que permite monitorar na rede, em tempo real, imagens, assuntos e comentários dos Jogos Rio 2016 (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Portal do Impa permite monitorar na rede, em tempo real, imagens, assuntos e comentários dos Jogos Rio 2016     Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Impa lembra que a Olimpíada, realizada pela primeira vez em um país da América do Sul, envolve múltiplas expectativas e interesses que se refletem em impressões compartilhadas nas redes sociais.

“Compreendendo a importância histórica da Rio 2016 para o Brasil e para o mundo, o laboratório Visgraf, do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada, concebeu o projeto OBSERVATÓR!O2016, uma pesquisa multidisciplinar que busca unir rigor científico e relevância para a comunidade não acadêmica”.

Desta forma, já na fase pré-olímpica, o visitante se familiariza com os bastidores olímpicos e com a heterogeneidade de temáticas e discursos engendrados nos tweets, “do revezamento da tocha a atos de micro-resistência”.

Durante os Jogos, as visualizações que envolvem twitter mencionando modalidades olímpicas, países e atletas ganham destaque, dada a possibilidade de acompanhar as atualizações no portal na medida em que as competições acontecem. Já após as Olimpíadas, o portal continuará no ar, constituindo uma memória digital da Rio 2016.

“Como os dados coletados são armazenados em sua íntegra, futuros trabalhos de análise e visualização serão realizados. Nesse sentido, uma parceria entre o Laboratório Visgraf e o Instituto de Computação da Universidade Federal Fluminense está em andamento para, a médio prazo, aplicar técnicas de aprendizagem profunda (Deep Learning) nos registros sobre os Jogos Olímpicos.

Segundo informações do Instituto, a primeira versão do portal OBSERVATÓR!O2016 estreou em março de 2016, junto com o perfil @observario2016 e somente no Twitter. “Agora, faltando menos de um mês para a abertura dos Jogos, estamos lançando a versão final que o visitante pode conferir no link”, completa o pesquisador.

Edição: Kleber Sampaio