Feira de troca de brinquedos estimula alternativa ao consumismo entre crianças

Publicado em 12/10/2016 - 18:19 Por Camila Boehm - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

Uma feira de trocas de brinquedos realizada hoje (12) no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, mostrou que o Dia das Crianças também pode ter alternativas divertidas ao consumismo. A iniciativa faz parte do Projeto Criança e Consumo, do Instituto Alana, com apoio da Umapaz.

“É uma oportunidade de as crianças aproveitarem seu dia, que não deixa de ser um dia importante de brincadeiras, mas não relacionado ao processo do consumo”, disse a representante do Instituto Alana e responsável pela feira, Estefânia Lima.

“Quando a criança vem para a feira de brinquedos, ela vem com um brinquedo que ela está disposta a desapegar, então já é um processo bastante interessante para a criança, porque ela entende que vai ter um brinquedo novo, mas para isso precisa desapegar de um brinquedo que ela já tenha, e ela vem com uma expectativa também de surpresa. Aqui dentro desse processo de interação esse brinquedo vai ter um outro valor”, acrescentou.

Estefânia destacou a importância da relação entre as crianças para que a troca de brinquedos se concretize. “Às vezes, a troca se dá porque ela se deu muito bem com uma outra criança e elas começaram a brincar com um brinquedo e ali acontece aquela troca, então ela acontece de forma muito mais espontânea.”

O Instituto Alana incentiva que outras feiras como essa sejam realizadas em outros locais, e não apenas no Dia das Crianças. “Entendemos que só a gente fazendo não vai dar conta do tanto de possibilidades que essas crianças e pais e professores têm de trabalhar o tema com as crianças”, disse a responsável pela feira.

“Temos um trabalho de mobilização que acontece durante o ano inteiro, em que incentivamos que as escolas realizem feiras de troca, que os pais realizem feiras de troca em seus condomínios, nos parques, nos bairros perto da sua casa, entendendo que é uma oportunidade de trabalhar essas questões relacionadas ao consumismo, de promover um dia divertido e de brincadeira para as crianças”, acrescenta Estefânia.

Edição: Luana Lourenço

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias