Você está aqui

Funcionários da Rio 2016 protestam por falta de pagamento

  • 05/10/2016 16h17publicação
  • Rio de Janeirolocalização
Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil

Funcionários contratados pela empresa Sunplus – Sistemas e Serviços – para trabalhar no serviço de limpeza em 27 instalações olímpicas durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 estão sem receber o pagamento de setembro e fizeram hoje (5) uma manifestação em frente a sede do Comitê Rio 2016, na Cidade Nova, área central da cidade.

Cerca de 200 trabalhadores com a camiseta, de cor lilás, usada nas instalações das arenas olímpicas, e munidos de rodos e vassouras, protestaram por mais de duas horas até dois representantes da empresa de prestação de serviço serem recebidos no Comitê Rio 2016. Em seguida, terminou o protesto.

A Sunplus trabalhou na limpeza de 27 instalações olímpicas, ficando apenas de fora a arena de Deodoro e o Estádio Olímpico Nilton Santos, o Engenhão. A gerente da empresa, Danielle Vasconcelos, disse que todos os contratados serão demitidos “porque todos os contratos eram por tempo determinado e os trabalhadores já sabiam disso”.

Danielle informou ainda que esteve pessoalmente à frente do movimento para evitar danos ao patrimônio do Comitê Rio 2016, caso houvesse algum tipo de exaltação, e evitar baderna. A gerente da Sunplus disse que, nos meses desde julho, o comitê vinha fazendo o pagamento regularmente, e que o pagamento de setembro ainda está dentro do prazo, que vence agora no dia 7 de outubro, quinto dia útil.

O Comitê Rio 2016 disse que vai honrar todos os compromissos com os fornecedores e que o comitê está conversando com todos eles para acelerar o processo de pagamento. De acordo com a assessoria do comitê, o pagamento está agendado para ser repassado para a empresa Sunplus nesta sexta-feira (7).

Edição: Maria Claudia