Você está aqui

Prédio do Ministério da Fazenda é desocupado depois de nove horas

  • 15/03/2017 16h22publicação
  • Brasílialocalização
Wellton Máximo - Repórter da Agência Brasil
Brasília - Integrantes de movimentos sociais ocupam o Ministério da Fazenda em protesto contra as reformas Trabalhistas e da Previdência Social (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

 Integrantes de movimentos sociais ocuparam o prédio do Ministério da Fazenda nesta quarta-feira em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência Social propostas pelo governoMarcelo Camargo/Agência Brasil

Depois de pouco mais de nove horas de ocupação, a sede do Ministério da Fazenda em Brasília foi liberada. Por volta das 15h, os integrantes de movimentos sociais que tinham tomado o prédio no início da manhã deixaram o local.

O edifício passa por uma perícia da equipe de segurança e de patrimônio do próprio ministério e, posteriormente, passará por uma vistoria da Polícia Federal para verificar possíveis danos. A entrada dos servidores só será liberada amanhã.

Por volta das 5h40, o prédio foi ocupado por integrantes de movimentos de sem-terra, de agricultores familiares e de sem-teto que protestam contra a reforma da Previdência. De acordo com os manifestantes, 1,5 mil pessoas participaram do ato. A Polícia Militar do Distrito Federal informou que, no meio da manhã, o número de manifestantes chegava a 500.

A ação levou o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a despachar na sede da Escola de Administração Fazendária, no Lago Sul, em Brasília. Por volta das 12h30, o ministro embarcou para a Alemanha, onde participará, até sábado (18), da reunião de ministros de Finanças do G20 (grupo das 20 maiores economias do mundo).

Edição: Juliana Andrade