Você está aqui

Governo de Mato Grosso envia peritos para assentamento após chacina

  • 21/04/2017 19h13publicação
  • Brasílialocalização
Da Agência Brasil

Três técnicos da Perícia Oficial e Identificação Técnica da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Mato Grosso foram enviados hoje (21) ao distrito de Guariba, na cidade de Colniza, onde adultos, idosos e crianças foram assassinadas por “encapuzados” após disputa de terra na região. O local é um assentamento, em uma área denominada Taquaruçu do Norte. Colniza fica a 1.065 quilômetros de Cuiabá.

Informações do governo do estado apontam que cinco pessoas morreram na chacina. O número de mortos, no entanto, pode ser maior. De acordo com a Comissão Pastoral da Terra, (CPT) dez pessoas foram assassinadas. Segundo a CPT, conflitos fundiários são comuns na gleba, onde ocorreram mortes há mais de dez anos e há registros de assassinatos e agressões.

A CPT informou que investigações policiais feitas nos últimos anos têm apontado que “os gerentes das fazendas na região comandavam rede de capangas para amedrontar e fazer os pequenos produtores desocuparem suas terras”.

Ontem (20), o governo mato-grossense informou que policiais militares e civis lotados na cidade de Colniza se deslocaram para a área, que fica a 250 km da sede do município.


 

Edição: Fábio Massalli