Você está aqui

Países africanos comemoram 54 anos de organização que unificou continente

  • 18/05/2017 15h45publicação
  • Brasílialocalização
Da Agência Brasil
Brasília - 35 embaixadores de países africanos se reuniram em evento preparatório à celebração dos 54 anos da União Africana (José Cruz/Agência Brasil)

Embaixadores de países africanos em encontro para preparar o aniversário da União AfricanaJosé Cruz/Agência Brasil

No próximo dia 25, as embaixadas de países africanas representados em Brasília vão celebrar os 54 anos da União Africana. O Dia da África foi instituído pelas Nações Unidas, em 1972, ao reconhecer a importância da Organização da Unidade Africana (OUA), atualmente substituída pela União Africana, fundada em 25 de maio de 1963, em Adis Abeba, capital da Etiópia.

A organização foi criada com os objetivos de coordenar e intensificar a cooperação entre os países africanos e de defender sua soberania, integridade territorial e independência.

Na manhã de hoje (18), em Brasília, 35 embaixadores se reuniram em evento preparatório à celebração. Na ocasião, o superintendente da TV Brasil, emissora da Empresa Brasil de Comunicação - EBC, Caique Novis, discorreu sobre o lançamento da nova novela angolana, Jikulumessu – Abre o Olho, que será transmitida pela TV Brasil a partir do dia 25 deste mês.

Brasília - Superintendente da TV Brasil, emissora EBC, Caique Novis, e o embaixador de Angola no Brasil, Nelson Manuel Cosme, em evento preparatório à celebração dos 54 anos da União Africana (José Cruz/Agência Brasil)

O superintendente da TV Brasil, emissora EBC, Caique Novis, e o embaixador de Angola no Brasil, Nelson Manuel CosmeJosé Cruz/Agência Brasil

“Como televisão pública, a função que temos é aproximar a África do Brasil e o Brasil da África, porque temos uma herança e uma identidade com os africanos, que é inegável e pouco vista. É muito comum ir ao continente africano e ouvir músicas brasileiras, ver dramaturgia e cinema brasileiros, mas não vemos o que vem da África. E a função da televisão pública é dar visibilidade a essa produção”, disse Novis.

Esta é a segunda vez que a TV Brasil faz parceria com Angola. Em 2014 e 2015, foi ao ar a primeira novela africana exibida no Brasil, Windeck – Todos os Tons de Angola. “O que esperamos é mais audiência. Jikulumessu é uma novela melhor, com maior qualidade de drama, melhor fotografia, e estamos fazendo o esforço de divulgação”, disse Novis.

Para o embaixador de Angola no Brasil, Nelson Manuel Cosme, o país mostra sua ligação histórica e herança com o continente africano por meio dessas iniciativas. “O grupo ficou bastante satisfeito de saber que, através da TV Brasil, a África poderá ter maior visibilidade e ser vista de formas diferentes, saindo daquela imagem de uma África com visão de pobreza e de África sofredora”, disse. “A África poderá ser vista na sua grande potencialidade, como um dos continentes com maior crescimento e maior dinamismo e sendo um continente de esperança”, ressaltou Cosme.

O cônsul-geral de Angola no Rio de Janeiro, Rosario de Ceita, a novela será positiva também para os africanos que vivem no Brasil. “Ver esta novela com suas famílias, já que muitos são casais mistos, vai elevar sua autoestima. Ao mesmo tempo, poderão mostrar aos amigos, companheiros e familiares que Angola também tem bons atores”, afirmou.

A partir do dia 25, Jikulumessu – Abre o Olho será exibida de segunda a sexta-feira, às 20h, na TV Brasil.

Edição: Maria Claudia