Você está aqui

Trens do Rio de Janeiro deixam de aceitar desconto para bilhete único municipal

  • 16/06/2017 10h17publicação
  • Rio de Janeirolocalização
Vitor Abdala* – Repórter da Agência Brasil

Os trens de passageiros da região metropolitana do Rio de Janeiro deixam de conceder, a partir de hoje (16), descontos para o bilhete único municipal, subsidiado pela prefeitura. Segundo a Supervia, que administra a rede ferroviária, quem utilizar o bilhete nas catracas das estações será cobrado pelo valor inteiro.

Antes, era possível utilizar os trens e mais um ônibus municipal pagando apenas R$ 6,60. Agora, para pegar os dois transportes, será preciso pagar R$ 4,20 pelo trem e R$ 3,80 pelo ônibus, ou seja, R$ 8 no total. Com isso, os usuários terão que pagar R$ 1,40.

“Para mim, será um custo terrível. Agora vai aumentar R$ 1,40 para mim. Eu salto aqui na Central e tenho que ir até o Estácio [a alguns quarteirões]. Não posso ir a pé por causa da violência e agora tenho que pagar mais. E não vale o preço que pago. De Madureira até aqui eu vim em pé, espremida”, disse a técnica de nutrição Liliane Passos.

Segundo a Supervia, a prefeitura não paga nenhum subsídio para a empresa e os R$ 6,60 são repartidos igualmente entre a Supervia e os ônibus. Ainda de acordo com a empresa, o valor da tarifa está em vigor desde fevereiro de 2016 e, neste ano, não houve qualquer reajuste.

A prefeitura do Rio de Janeiro informou que está negociando com a Supervia a volta do desconto para o bilhete único municipal.


*Colaborou Joana Moscatelli, repórter do Radiojornalismo

Edição: Graça Adjuto