Você está aqui

Pesquisa aponta que 84% das residências no Rio já têm sinal digital de TV

  • 29/08/2017 18h18publicação
  • Rio de Janeirolocalização
Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil

Dados divulgados pela entidade Seja Digital, grupo formado pelas operadoras de telefonia para operacionalizar o processo de digitalização da TV no Brasil, apontam que chega a 84% o índice de digitalização das casas na capital do Rio de Janeiro e 64% nos municípios do entorno, que terão desligado o sinal analógico no dia 25 de outubro. De acordo com o presidente da instituição, Antônio Carlos Martelletto, a capital representa 54% do total de domicílios da região. Em Vitória, o índice de digitalização alcança 85% e, no entorno, 69%.

A Seja Digital foi criada por determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), uma vez que a distribuição dos kits de TV Digital ficou a cargo das operadoras de telefonia. O balanço da migração no Rio de Janeiro e no Espírito Santo faz parte de uma pesquisa apresentada ontem (28) em reunião do Grupo de Implantação do Processo de Distribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired). Na avaliação de Martelletto, os números são "muito bons" e devem crescer rapidamente porque a distribuição de kits aumentou nas últimas semanas. “Tem uma influência muito grande na população de menor renda, que é o público afetado pela distribuição de kits”, disse.

A pesquisa foi realizada no Rio de Janeiro entre os dias 5 e 21 deste mês, com 2.877 pessoas na capital e em mais 18 cidades do entorno que também terão o sinal analógico desligado: Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Petrópolis, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá. Em Vitória, a pesquisa foi realizada entre 8 e 21 de agosto e abrangeu 1.078 entrevistados na capital do Espírito Santo e 1.358 no entorno, incluindo Cariacica, Fundão, Guarapari, Serra, Viana e Vila Velha.

Kits

Os kits de TV digital são compostos de conversor e controle remoto. Os equipamentos são entregues gratuitamente para famílias cadastradas em programas sociais do governo federal. Entre os beneficiários do programa Bolsa Família, por exemplo, a pesquisa indicou que 64% dos atendidos pelo programa no Rio de Janeiro já eram digitais. “Isso para nós é muito bom porque a maior parte dessa população, quase a totalidade dela, ainda não recebeu o kit. Está em processo de retirada. Eles vão ser diretamente impactados de maneira positiva pela distribuição do kit”.

Segundo Martelletto, foram entregues mais de 100 mil kits na semana passada no Rio e em Vitória. “Nós estamos há oito semanas do desligamento, com um volume muito elevado para atender toda demanda da população”.  Para ter acesso ao kit, é preciso fazer um agendamento para retirada no site da entidade ou pelo telefone 147. A entrega continuará pelo menos até 30 dias após o desligamento do sinal analógico, “para que os retardatários também sejam atendidos”.

 

Edição: Amanda Cieglinski