Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Comlurb faz mutirão de limpeza em regiões afetadas por temporal no Rio

Ações abrangem comunidades da Rocinha e do Vidigal

Publicado em 09/02/2019 - 17:03

Por Douglas Corrêa – Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

A Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) está promovendo um grande mutirão de limpeza neste fim de semana na região da Gávea e de São Conrado, na zona sul do Rio, incluindo as comunidades da Rocinha e do Vidigal. Apenas nessa área, a companhia está com 314 garis numa extensão de dois quilômetros, com apoio de três pás carregadeiras e 12 veículos para coleta de resíduos.

A companhia pede aos motoristas que tenham cuidado, principalmente ao trafegarem pela Autoestrada Lagoa–Barra e pela Estrada da Gávea, pelo grande contingente de trabalhadores no local. O trabalho seguirá por todo o fim de semana, nos locais afetados pelas chuvas de quarta-feira, para garantir a limpeza das ruas.

Avenida Niemeyer, em São Conrado, foi parcialmente liberada hoje (9). O tráfego na via é feito de maneira reduzida. Equipes da prefeitura trabalham na contenção das encostas, remoção da lama e retirada de árvores com ameaça de queda.
Equipes da prefeitura trabalham na contenção das encostas, remoção da lama e retirada de árvores com ameaça de queda - Tânia Rêgo/Agência Brasil

Reforço

A Comlurb está com as equipes reforçadas nas ruas desde as 20h de quarta-feira (6), quando teve início o temporal que se abateu sobre a cidade. Neste fim de semana, a companhia promove um mutirão para solucionar ocorrências relacionadas às consequências da tempestade.

Até agora, foram mobilizados 4.420 garis na retirada de resíduos, lama, bolsões d’água e queda de árvores. Eles trabalham com o reforço de 50 motosserras, 15 pás carregadeiras, 57 caminhões basculantes e 50 caminhões de manejo arbóreo. Foram registradas 595 quedas de árvores até este sábado (9), sendo que 320 já foram removidas.

Retirada de entulho

Nesse período, foram removidas na cidade 2.466 toneladas de terra e lama. No Vidigal e na Rocinha, comunidades mais afetadas pelo temporal, foram 23 toneladas de lama retiradas até ontem (8), mobilizando 119 garis, com utilização de 3 pás carregadeiras e 34 veículos, entre caminhões basculantes, compactadores e carros-pipa. As equipes continuarão nas ruas e estão de prontidão. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos até o início da próxima semana.

Edição: Wellton Máximo

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias