Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

MG: volta para casa só após laudo de estabilidade de barragens

Publicado em 08/02/2019 - 15:52

Por Paula Laboissière - Repórter da Agência Brasil Brasília

Moradores das comunidades evacuadas nos municípios mineiros de Barão de Cocais e Itatiaiuçu só poderão voltar para casa depois que laudos assegurem a estabilidade das barragens na região. De acordo com o porta-voz da Defesa Civil do estado, tenente-coronel Flávio Godinho, os documentos devem ser apresentados pelas mineradoras responsáveis pelas estruturas e posteriormente atestados por órgãos públicos.

Em entrevista coletiva, Godinho explicou que a evacuação das comunidades, tanto em Barão de Cocais quanto em Itatiaiuçu, foi feita de forma preventiva. “Essa medida foi para preservar vidas que ali estão, para que não acontecesse, em caso de rompimento de barragem, uma nova tragédia igual [à que] aconteceu em Brumadinho”, disse o porta-voz. Godinho reforçou que, apesar da medida, não houve nenhum novo rompimento de barragem.

Barão de Cocais

Cerca de 240 moradores de Barão de Cocais, a 100 quilômetros de Belo Horizonte, foram retirados de suas casas na madrugada de hoje (8) por causa da Barragem Sul Superior da Mina de Gongo Seco, da Vale. A prefeitura informou que foi acionado o nível 2 de risco da barragem. A decisão foi tomada diante de observações e monitoramentos feitos pela Agência Nacional de Mineração, a Defesa Civil do estado e do município e pela empresa Vale.

Em nota, a Vale informou que a evacuação da área foi feita de forma preventiva, depois que a empresa de consultoria Walm negou a Declaração de Condição de Estabilidade à estrutura. A empresa destacou que a determinação de evacuação foi feita pela Agência Nacional de Mineração (ANM) após ser informada pela própria Vale que a mineradora estaria dando início ao nível 1 do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração.

Itatiaiuçu

Moradores do distrito de Pinheiros, em Itatiaiuçu, deixaram suas casas também na manhã de hoje após risco de rompimento de uma barragem da produtora de aço ArcelorMittal. O município fica na região centro-oeste do estado, a cerca de 80 quilômetros de Belo Horizonte. As informações são do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. De acordo com a corporação, a situação está controlada no momento.

Em nota, a ArcelorMittal informou que a evacuação da área foi feita como medida de precaução. Cerca de 200 pessoas foram retiradas do local. A ação, segundo a empresa, decorre de “inspeção e auditoria minuciosas” da barragem, realizadas após incidentes recentes no setor de mineração. “Empregando uma metodologia mais conservadora, a auditoria independente responsável pela declaração de estabilidade revisou o último relatório e adotou para a barragem um fator de segurança mais restritivo”, destacou.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias