Digite sua busca e aperte enter

Tiroteio na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, a 57 quilômetros de São Paulo, deixou mortos e feridos. Segundo a Polícia Militar, dois jovens armados e encapuzados invadiram o colégio e disparam contra os alunos. Rovena Rosa/Agência Brasil

Compartilhar:

Vítima de ataque em escola de Suzano deixa UTI e vai para enfermaria

Publicado em 16/03/2019 - 13:14

Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil São Paulo

Cinco estudantes, vítimas do ataque à Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, continuam internados em dois hospitais estaduais de São Paulo. Balanço divulgado no fim da manhã de hoje (16), pela Secretaria estadual de Saúde, informa que o estado de saúde dos estudantes é estável.

Uma delas, de 16 anos, que estava internada até ontem na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC/FMUSP), deixou a UTI e encontra-se agora na enfermaria da unidade. Já um adolescente de 15 anos continua internado na UTI do mesmo hospital. Outro adolescente, também de 15 anos, permanece na enfermaria do HC.

Mais dois estudantes encontram-se internados no Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes. Uma adolescente de 15 anos está na UTI, em estado estável. Já um adolescente de 16 anos passou por cirurgia, sem intercorrências e segue internado.

Outras duas vítimas do massacre que estavam internadas no Hospital Santa Maria, em Suzano, tiveram alta na manhã de hoje. Segundo o hospital, elas foram liberadas por volta das 8h e já deixaram a unidade.

O ataque à escola, ocorrido na manhã da última quarta-feira (13), foi feito por dois adolescentes encapuzados e armados. Dez pessoas morreram: duas funcionárias da escola, cinco alunos, um comerciante que era tio de um dos atiradores e os dois atiradores.

Edição: Graça Adjuto

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias