Digite sua busca e aperte enter

Frio Marcelo Camargo / Arquivo Agência Brasil

Compartilhar:

Final de semana começa com baixas temperaturas em São Paulo

Publicado em 25/05/2019 - 09:26

Por Flávia Albuquerque - Repórter da Agência Brasil São Paulo

Depois de registrar tempo instável com chuvas em quase todo o estado de São Paulo na sexta-feira (24), o fim de semana começa com baixas temperaturas, mas com predomínio de sol em todas as regiões, principalmente no domingo. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia as rajadas devem ser mais intensas no litoral, o que exige atenção em atividades no mar. A partir de domingo as temperaturas máximas começarão a subir.

Na capital paulista está prevista para hoje (25) temperatura mínima de 10°C e máxima de 21°C, com a umidade do ar em 60%. Para o domingo a mínima deve continuar nos 10°C e a máxima chega aos 24°C e a umidade do ar em 50%, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). Não há previsão de chuvas mais fortes.

Pessoas em situação de rua

A prefeitura de São Paulo instituiu, na última quarta-feira (22), o Plano de Contingência para Situações de Baixas Temperaturas 2019. A ação será reforçada sempre que a temperatura chegar a 13°C ou menos, ou sensação térmica equivalente. O objetivo é zelar pela segurança e bem-estar da população em situação de rua, promovendo o acolhimento de crianças, adolescentes, adultos e idosos durante os meses mais frios do ano.

Até o dia 20 de setembro os trabalhos serão intensificados na rede de abordagem e atendimento a esses indivíduos, oferecendo encaminhamento e acolhimento para locais protegidos do frio. Segundo informações da prefeitura, a cidade conta com 148 serviços para população em situação de rua e aproximadamente 22 mil vagas, sendo 18.411 de acolhimento. A rede também conta com 128 Serviços de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes (SAICAs), que juntas disponibilizam 2.335 vagas.

Aqueles que quiserem ajudar podem solicitar uma abordagem por meio da Coordenadoria de Pronto Atendimento Social (CPAS), que funciona 24 horas por dia, e pode ser acionada por meio da Central 156. O pedido pode ser anônimo, mas é preciso informar endereço onde a pessoa em situação de rua está, fornecendo pelo menos o número aproximado; citar pontos de referência; dar características físicas e detalhes das vestimentas da pessoa.

Nos Centros de Acolhida, a pessoa em situação de rua tem acesso ao acolhimento, com camas, cobertores, travesseiros, banho, jantar, café da manhã, além de receber o atendimento social e ser encaminhado para outras políticas públicas de acordo com a sua necessidade. Essas pessoas também podem ir aos centros espontaneamente. Para obter uma vaga basta aceitar o acolhimento oferecido pela prefeitura e preencher uma ficha de identificação com dados básicos.

Edição: Valéria Aguiar

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias